Vespa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1781 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Leptocybe invasa (Hymenoptera: Eulophidae) conhecida popularmente como vespa-da-galha é uma praga exótica, de origem australiana. O inseto tem reprodução partenogenética, levando ao rápido aumento das infestações no campo. A postura é realizada em folhas, pecíolos e ramos finos, onde inicia-se o processo de formação da galha, que torna-se visível após algumas semanas. O ciclo do inseto da posturaa emergência de adultos leva aproximadamente 130 dias. Sua distribuição geográfica da praga está presente na Ásia, Oceania, África e Europa. No Brasil, a vespa-da-galha foi detectada em 2007 no Norte da Bahia, onde está causando danos severos. A praga ataca mudas em viveiro e árvores de eucalipto, sendo observado seu ataque nas folhas formando galhas nas nervuras centrais, causando deformação nasfolhas. Quando presentes no pecíolo e em ramos finos causam desfolha e secamento de ponteiro. Esses danos podem levar a parada de crescimento e em ataques sucessivos até a morte das plantas. O monitoramento foi realizado em talhões de E. urophylla e de híbridos ‘urograndis’ e entre E. grandis x E. camaldulensis . O monitoramento da vespa-da-galha foi realizado com armadilhas adesivas amarelas comárea de captura de 240 cm2 instalados de 10 a 20 m no interior das áreas plantadas de eucalipto. A macro-amostragem foi na densidade de uma armadilha a cada 200 a 500 ha de floresta e substituídas a cada 30 dias, no período de setembro de 2009 a maio de 2010, em plantios de eucalipto na região de Alagoinhas, BA. Durante as avaliações foi verificado que houve dois picos populacionais, sendo um emsetembro de 2009 e outro em janeiro de 2010. Esses são os primeiros resultados de monitoramento dessa praga com esse tipo de armadilha adesiva, o que pode facilitar amostragens nas plantações de eucalipto e desenvolver programas de detecção entre os estados da federação.
(retirado de um resumo do artigo: FLUTUAÇÃO POPULACIONAL DE LEPTOCYBE INVASA (HYMENOPTERA: EULOPHIDAE) EM FLORESTAS DEEUCALIPTO NA REGIÃO DE ALAGOINHAS, BA. No site: http://www.seb.org.br/eventos/CBE/XXIIICBE/verartigo.asp?cod=P1731&titulo=FLUTUA%C7%C3O%20POPULACIONAL%20DE%20%3CI%3ELEPTOCYBE%20INVASA%3C/I%3E%20(HYMENOPTERA:%20EULOPHIDAE)%20EM%20FLORESTAS%20DE%20EUCALIPTO%20NA%20REGI%C3O%20DE%20ALAGOINHAS,%20BA )

Novas pragas ameaçam a cultura do eucalipto
 
por Carlos Frederico Wilcken
 
            Nosúltimos anos, as plantações de eucaliptos no Brasil têm enfrentado problemas com pragas exóticas, como o psilídeo de concha, identificado em 2003 e que até hoje vem dando dor de cabeça aos produtores.
 
            No final de 2007, outra praga foi encontrada em plantações brasileiras de eucaliptos: a vespa-de-galha. Trata-se de uma outra espécie da praga chamada Leptocybe invasa, que atacaespecificamenteEucalyptus camaldulensis, mais usado para a produção de madeira e carvão vegetal e também o principal alvo do psilídeo de concha.
 
            A vespa de galha mede cerca de meio milímetro, é difícil de ser visualizada a olho nu e tem preferência por atacar as partes novas da planta, principalmente a gema apical e as folhas em início de desenvolvimento. Sua reprodução ocorre porpartenogênese, ou seja, todos os insetos que nascem são fêmeas que vão continuar a atacar a planta e a se reproduzir.
 
Seu potencial de ataque é muito grande. Ela põe os ovos dentro da planta que, com o passar do tempo, começam a formar o que se chama da galha, uma espécie de tumor que deforma as folhas e ramos, prejudica a circulação da seiva e leva a queda de folhas e secamento de ponteiras. Toda a parteapical da planta pode secar, impedindo o crescimento e reduzindo significativamente a produtividade.
 
            Somente em 2008 foi feita a identificação e a confirmação da ocorrência pelo professor Evoneo Berti Filho, da Esalq. “É uma das pragas do eucalipto de mais rápida disseminação no mundo”, afirma o professor Carlos Frederico Wilcken, da área de Defesa Fitossanitária da Faculdade...
tracking img