Porter coca-cola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1624 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
5 Forças de Porter no Case Coca-Cola
Publicado: 29/12/2010 em Marketing
Tags:5 forças, coca-cola, dolly, matriz swot, michael porter, pepsi, peter drucker, philip kotler



Caro leitor, as 5 Forças de Porter (leia mais..) é um conjunto de perguntas peculiares à empresa que precisa ter um posicionamento real sobre si no mercado e o que é esperado, podendo ou não atacar tais pontos ouabsorvendo-os como risco. A análise do case da empresa Coca-Cola Company, fora ser um trabalho de academico é um exemplo de como utilizar tais técnicas na sua empresa, é sair um da teoria e submergir à prática, espero que aproveite a publicação.
Ameaça de Novos Entrantes
Sob o ponto de vista dos novos entrantes, qual a força da Coca-Cola Company sobre as demais.
Custo de mudança: Alto custo demudança ao novo entrante, caso haja interesse a se equiparar a empresa analisada;
Exigências de capital: Alta exigência de capital para ingressar no negócio, caso o concorrente procure pela mesma fatia do mercado que hoje domina a Coca-Cola. Empresas que desenvolvem produtos com escala regional pode ter mais influencia. É o caso dos refrigerantes Tubaína, pertencente à empresa Ferráspari (desde 1932 emJundiaí) ou a Dolly Guaraná, pertencente à empresa Dolly (desde 1987 em São Paulo);
Curvas de aprendizagem: Curva de aprendizagem média pois um concorrente pode criar um refrigerante similar e assim como a Coca-Cola Company com pouco capital, apenas fortificar o seu marketing, uma vez que a fórmula é a mesma desde 1886, fundação da empresa (leia mais..)
Acesso a insumos necessários: Focando noprincipal produto, o acesso a insumos até onde conhecemos do produto Coca-Cola (leia mais..) não são difíceis de serem conseguidos, são produtos simples para uma preparação complexa, no entanto, esta não seria uma barreira para a criação do produto para um possível entrante;
Política governamental: As determinações a serem seguidas são apenas as regulamentações necessárias para venda de qualquerproduto alimentício, o que não se expõe como uma barreira de entrada;
Economia de escala: Não se aplica necessariamente, pois o produto que fora criado com determinada economia da empresa, pode ser criada em maior ou menor escala, ou seja, não é um produto evolutivo neste aspécto;
Retaliação esperada: Não se aplica no modo literal, contudo, indiretamente a empresa Dolly registrou uma retaliaçãocomo barreira de sua entrada em virtude de calúnias criadas pela diretoria da Coca-Cola Company do Brasil na época do ocorrido devido a não realizar a venda da empresa.
Poder de Barganha dos fornecedores
Qual a força da empresa, mediante aos seus fornecedores.
Diferenciação de insumos: Não se aplica, uma vez que o insumo usado pela Coca-Cola Company, até onde conhecemos, são ingredientesespecificos, contudo não incomuns, isso se aplica a sucos, refrigerantes e chás;
Custos de mudança dos fornecedores e das empresas na indústria: Neste caso, a empresa tem mais poder sobre o fornecedor devido ao seu tamanho do que ao contrário. Outro motivo forte para isto é a Diferenciação de insumos que não trata de insumos exclusivos;
Presença de insumos substitutos: Poder para a empresa, uma vezque a substituição do insumo de um fornecedor, embora demande tempo e dinheiro, não é tão traumático para empresa do que para o forncedor;
Concentração de fornecedores: Os fornecedores são descentralizados, estimasse que apenas para a produção do suco Del Valle hajam mais de 31 fornecedores só no Brasil, cujos processos industriais são seguidos de perto.

Importância do volume para o fornecedor:Neste caso, não há estratégia que previna qualquer mega-empresa como esta de ser refém do seu volume com o fornecedor, mesmo que através de cláusulas contratuais que prevejam multa para fornecedores que não cumpram com seu papel/ prazo. Portanto definimos que este é um ponto para o poder do fornecedor;
Custos relativos a compras totais na indústria: Neste caso, aCoca-Cola Company, tem o poder...
tracking img