Planejamento e controle da capacidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1967 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de janeiro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - FACIC






PLANEJAMENTO E CONTROLE DA CAPACIDADE










UBERLÂNDIA
2012


SUMÁRIO

1 – INTRODUÇÃO..............................................................................................................04
2 –DESENVOLVIMENTO.................................................................................................04
3 – EXEMPLOS....................................................................................................................09
4 – REFERÊNCIAS..............................................................................................................10























1. INTRODUÇÃO:Natureza do Planejamento e Controle.

A finalidade do planejamento e controle é garantir que a operação se realize eficazmente e produza produtos e serviços como devem produzir.
O planejamento é a destinação de recursos avaliados visando atingir determinados objetivos a curto, médio e longo prazo num ambiente altamente competitivo e dinâmico. É necessária a participação de lideranças juntamente comuma visão geral da empresa em relação ao ambiente em que atua.
Todo tipo de operação requer que sejam feitos planos de controle, algumas com grau de complexidade maior que outros.
Não há objetivo em planejar simplesmente por planejar. Mas, planejar para fazer frente a uma eventualidade, que pode ser prevista com uma precisão razoável, pode ser altamente desejável.





2. PLANEJAMENTOE CONTROLE DA CAPACIDADE

2.1. CONCEITOS

Planejamento e controle de capacidade é a tarefa de determinar a capacidade efetiva da operação produtiva, de forma que ela possa responder à demanda. Isto normalmente significa decidir como a operação deve reagir a flutuações na demanda.
Segundo Moreira (1993) capacidade refere-se à quantidade máxima de produtos e serviços que podem ser produzidosnuma unidade produtiva, num dado intervalo de tempo. Levando-se em conta duas variáveis: volume/quantidade (peças, carros, toalhas, camisas) – expresso em unidade referente ao produto: litros, kg, peças, toneladas, caixas e tempo (dia, hora, mês, quinzena).
Ou ainda, segundo Correa, H.L. et al “É uma atividade crítica desenvolvida paralelamente ao planejamento de materiais”.O planejamento econtrole da capacidade determina a capacidade efetiva de operação produtiva, de forma que ela possa responder à demanda.
A capacidade produtiva deve satisfazer a demanda atual e futura na administração da produção. A harmonia entre a capacidade e a demanda deve estar em pleno equilíbrio, pois pode gerar muitos lucros e satisfação dos clientes, como um possível desastre.
Se a Capacidade éinadequada, a empresa pode perder clientes pela lentidão no serviço ou por permitir que competidores entrem no mercado. Se a Capacidade é excessiva a empresa pode ter que reduzir seus preços para estimular a demanda, subtilizar sua força de trabalho, produzir estoque em excesso ou buscar produtos adicionais e menos lucrativos para continuar no negócio.
A partir de Slack et al. (1997) apresentam-se doisconceitos de capacidade: capacidade de projeto (idealizada) e capacidade efetiva (real).

CAPACIDADE DE PROJETO = CAPACIDADE EFETIVA + PERDAS

Na capacidade de projeto o sistema é considerado ideal, como se não existissem perdas. Para a medição desta capacidade não são consideradas atividades, tais como setups, manutenções programadas, transporte entre os setores e limitações relacionadas aofluxo produtivo. Na capacidade efetiva são levadas em consideração as necessidades ou as perdas do sistema. Nesta análise, consideram-se as necessidades de processo (perdas programadas), entretanto sem considerar questões relativas ao fluxo fabril e o tamanho dos lotes.


2.2. OBJETIVOS

Qualquer decisão tomada pelos gerentes de produção no planejamento de suas políticas de capacidade...
tracking img