Os principios de caux

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1110 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
OS PRINCÍPIOS DE CAUX
A mesa Redonda de Caux, é um grupo internacional de executivos do Japão, Europa e Estados Unidos que se encontram todos os anos em Caux, Suíça, e que acredita que a Comunidade internacional de negócios pode representar um papel importante no melhoramento das condições econômicas e sociais.
No final, os membros procuram iniciar um processo que identifique valorescompartilhados e reconcilie valores divergentes, que seja aceita e respeitada por todos.
Estes princípios são fundamentais em dois ideais éticos: o principio japonês do KYOSEI e o conceito mais ocidental de DIGINIDADE HUMANA que se refere ao valor sagrado de cada pessoa humana como um fim. Os Princípios Gerais intermediários da Secção 2 ajudam a esclarecer o espírito da KYOSEI e da DIGNIDADE HUMANA,enquanto que os Princípios do Investidor da Secção 3, representam uma forma prática de aplicar os ideias da KYOSEI e da DIGNIDADE HUMANA.
Os negócios são muitas vezes o primeiro contato entre as nações e pela forma que causam mudanças econômicas e sociais.
Eles depositam sua ênfase primordial em cada um colocando primeiro a sua casa em ordem , procurando o que esta certo e quem está certo.
SECÇÃO1. PREÃMBULO
A mobilidade da empresa e do capital está convertendo os negócios em atividades crescentemente globais
A responsabilidade pelas ações e políticas de uma corporação e o respeito pela dignidade e pelos interesses de seus investidores são fundamentais.
Os valores compartilhados são tão importantes para uma comunidade global como para comunidade de escala menor.
Por todas as razõesacima, oferecemos os princípios seguintes como uma base para o diálogo e ação a serem desenvolvidos por lideres de responsabilidade empresarial.
SECÇÃO 2. PRINCIPIOS GERAIS.
1° PRINCIPIOS
As responsabilidades das empresas: de acionistas a investidores.
O papel de uma empresa é criar riqueza e emprego e prover produtos e serviços. Para desempenhar esse papel, a empresa deve manter sua saúdeeconômica e sua viabilidade.
A empresa também tem um papel a cumprir, contribuindo em favor de todos os seus clientes, empregados e acionistas, e dividindo com eles as riquezas criadas.
E quanto aos cidadãos das comunidades locais, regionais e globais, nas quais opere, as empresas tem parte da responsabilidade na criação do futuro.2° PRINCÍPIO
O impacto econômico e social das empresas: Rumo à inovação, justiças e comunidade mundial.
As empresas estabelecidas em países estrangeiros para desenvolver, produzir, ou vender, devem também contribuir para o progresso social dessas nações, pela criação de empregos e pelo aumento do seu poder de compra e contribuir para os direitos humanos, a educação, o bem estar, e ofortalecimento das comunidades.
Através da inovação do uso eficiente, prudente e da competição livre e justa, as empresas devem contribuir com o desenvolvimento econômico e social.
3° PRINCÍPIO
Comportamento empresarial da letra da lei a um espirito da verdade.
Com exceção dos legítimos segredos comerciais, uma empresa deve reconhecer que sinceridade, fraqueza, respeito à verdade cumprimento depromessas, e transparência contribuem para o crédito e a estabilidade dos negócios e para a lisura e eficiência doas transações.
4° PRINCÍPIO
Respeito às regras: das tensões comerciais à Cooperação.
Para evitar tensões no comercio, a empresas devem respeitar as regras internacionais e domesticas, e reconhecer que seu próprio comportamento poderá ter consequência adversas.
5° PRINCÍPIO
Apoio aocomercio Multilateral: Do isolamento à comunidade Mundial.
As empresas devem cooperar com os esforços de promover a judiciosa liberalização do comércio e de atenuação das medidas domésticas que injustificadamente prejudicam o comercio global
6° PRINCÍPIO
Respeito pelo meio-ambiente: da Proteção ao Engrandecimento.
Uma empresa tem o dever de proteger o meio-ambiente e evitar o desperdício de...
tracking img