Mieloma multiplo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1498 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANDRÉ SÉRGIO HOFFMANN





























MIELOMA MÚLTIPLO


























C U R I T I B A – P R


2 0 1 0


INTRODUÇÃO


Mieloma Múltiplo é um tipo de câncer de medula (tecido esponjoso que preenche o centro da maioria dos ossos) que afeta as células plasmáticas. As células plasmáticas são célulasprodutoras de anti-corpos normalmente presentes na medula óssea (< 5% das células), uma célula plasmática cancerosa é chamada de célula de mieloma. No mieloma essas células plasmáticas cancerosas aumentam em número (> 20% das células da medula) e em atividade.
O mieloma é chamado de “mieloma múltiplo” porque múltiplas áreas da medula são normalmente afetadas.
O mieloma múltiplo écaracterizado por múltiplas lesões líticas (ósseas) e/ou proliferação difusa de células plasmáticas na medula óssea. O mieloma múltiplo caracteriza-se pela proliferação clonal de plasmócitos que infiltram a medula óssea. Essas células têm capacidade de produzir imunoglobulinas monoclonais séricas ou urinárias e por lesões osteolítica. As células plasmáticas produzem citoquinas chamadas de fatores deativação dos osteoclastos, essas substâncias estimulam o crescimento e a atividade desta célula denominada osteoclasto, e esse estímulo faz com que ocorram as lesões ósseas, osteoporose e fraturas. A anemia, insuficiência renal e hipercacemia também são comuns.


EPIDEMIOLOGIA


Mieloma múltiplo corresponde a 1,0% de todas as doenças malignas e 10% das doenças malignas hematológicas, tendouma incidência aproximadamente de 4 por 100.000. Nos EUA são diagnosticados cerca de 14.500 casos novos ao ano. O mieloma múltiplo é a segunda neoplasia hematológica mais freqüente. Há poucos registros sobre a incidência e os aspectos clínicos do mieloma múltiplo em grupos étnicos da América Latina. No Brasil, por exemplo, a incidência de mieloma múltiplo é desconhecida, uma vez que a doença nãoaparece nas estimativas anuais fornecidas pelo Instituto Nacional de Câncer. É caracteristicamente uma doença de indivíduos idosos, sendo a idade mediana de 65 anos, estando a maioria entre 60 e 75 anos.Menos de 3% apresentam idade abaixo de 40 anos. Há uma discreta preponderância do sexo masculino, em relação ao sexo feminino, variando de 1,1-1,5. A incidência é maior em indivíduos da raçanegra, varia de país para país, sendo menor que 1/100.000 na China e cerca de 4/100.000 na maioria dos países industrializados.

ETIOLOGIA

Desconhece-se quais as causas subjacentes a mieloma múltiplo. Sabe-se que ocorrem alguns tipos de alterações no ADN que originam células cancerígenas que conduzem a uma divisão descontrolada dos plasmócitos. O porquê deste acontecimento ainda não foielucidados e carece de pesquisas científicas adicionais.
Contudo, foi observada alguma correlação entre a doença e a radiação, alguns químicos, (como herbicidas e insecticidas que debilitam o sistema imunitário) e infecções virais. Pacientes com espondilite anquilosante submetidos a radioterapia e trabalhadores expostos à radiação em usinas nucleares também apresentaram aumento moderado naincidência desta doença.


MORFOLOGIA

O padrão morfológico das células pode variar entre plasmócitos bem diferenciados de aspecto normal, células binucleadas, células em anel de sinete ou com citoplasma claro, acúmulos de imunoglobulinas na forma de inclusões nucleares ou cristais citoplasmáticos, células de aspecto monocitoide, pequenas células hipercromáticas, células fusiformes ouhistiocitoides (pseudo-Gaucher), plasmablastos ou células polimórficas. De fato, a morfologia do MM pode simular desde plasmocitoses reacionais a carcinomas, linfomas e mesmo sarcomas. A presença de células plasmablásticas ou anaplásicas está associada com prognóstico menos favorável e o mieloma anaplásico pode ser usado quando a morfologia imunoblástica/polimórfica for predominante. Morfologia...
tracking img