Masp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3200 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
2
O processo de produção de tiras a quente em uma usina
siderúrgica integrada a coque.
Uma usina siderúrgica integrada a coque produz ‘ferro gusa líquido’ em
um ‘alto-forno’ que, em seguida, é transformado em ‘aço líquido’ na ‘aciaria’.
Este aço líquido sofrerá conformação mecânica adquirindo a forma sólida de
‘placas de aço’ que, na seqüência, entrarão no laminador de tiras a quente (LTQ)onde serão transformadas em bobinas de aço laminadas a quente (BQs).
O aço é uma liga ferro carbono que contém, no máximo, 2% de carbono. O
ferro não é obtido puro na natureza, normalmente se encontra combinado ao

PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0016128/CA

oxigênio e a sílica, formando o ‘minério de ferro’. Em uma usina siderúrgica
integrada a coque o carbono é obtido do carvão mineraltipo metalúrgico, ao qual
se obtém o coque. Existem siderúrgicas que retiram o carbono do carvão vegetal.
O carvão exerce papel importante na siderurgia, agindo como agente duplo,
gerando calor e o gás redutor (CO).

2.1
Etapas do processo
Resumidamente, o processo de produção de aço em uma siderúrgica
integrada a coque pode ser dividido em quatro abrangentes etapas seqüenciais.
Sãoelas:
1. Preparação do minério e do carvão;
2. Redução do minério de ferro;
3. Refino;
4. Conformação mecânica.
Estas etapas serão discutidas com mais detalhes na seqüência abaixo. A Figura
2.1 mostra um fluxograma básico de uma usina siderúrgica integrada a coque com
LTQ.

18

Carvão
Coqueria
Outros insumos
Alto-forno
Sinterização
Minério

Lingoteira
Carro Torpedo

PEPConvertedor L & D

Refino Secundário

Desulfuração

M.L.C

LTQ

PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0016128/CA

Figura 2.1 – Fluxograma básico de usina integrada a coque

Preparação do minério e do carvão
A primeira etapa, a preparação do minério e do carvão, é constituída por
dois processos: a ‘coqueificação’ e a ‘sinterização’, que preparam o carvão e a
maior parte do minério de ferropara, juntamente com minério de ferro em pelotas
e outros materiais, alimentarem os equipamentos de produção de ferro líquido
(ferro-gusa) que são os altos-fornos.
A ‘coqueificação’ é um processo realizado na ‘coqueria’. O coque é um
importante elemento siderúrgico constituído a base de mistura de vários tipos de
carvão mineral metalúrgico. Ele é o elemento energético na mistura coque, sinter,pelotas e outros para a obtenção do ferro-gusa líquido.
A ‘sinterização’ é um processo realizado à alta temperatura no ‘forno de
sinterização’, onde é feita a mistura de minérios de ferro de granulometria fina
(pó) com aglomerantes de finos (ou fundentes), protetores de refratários e
formadores de escória (conferem basicidade à escória) e elementos protetores de
‘lança do convertedor’(soprador de oxigênio). Alguns destes elementos
misturados ao minério são: calcário, cal fina, dolomita, dunito, manganês, óxido
de titânio, coque fino, antracito, alcatrão, etc. O produto gerado neste processo
recebe o nome de sinter, que é um material sólido, amorfo, com tamanho bem
definido e poroso, com o intuito de facilitar a troca e o fluxo de calor e de gases

19

dentro de umalto-forno, facilitando o processo de redução, ou seja, a retirada de
oxigênio.

Redução do minério de ferro

A ‘redução do minério de ferro’ é a retirada do oxigênio existente no óxido
de ferro, por isto o uso do termo ‘redução’, fazendo uma alusão ao termo redução
de oxigênio, muito conhecido no meio químico. Esse processo é realizado em um
‘alto-forno’. É no alto-forno que são misturados ocoque com o sinter e outras
cargas metálicas (minério de ferro, por exemplo). Como resultado deste processo
tem-se o ferro-gusa líquido, que é uma liga ferro carbono com alto teor de carbono
PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0016128/CA

(mais de 2%) e de impurezas, portanto, ainda não se trata de aço.
O ferro-gusa líquido é vazado em um vagão de transporte chamado carro
torpedo, onde este...
tracking img