Jovem e o trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O jovem e o Trabalho
A inserção dos jovens no mercado de trabalho torna-se um fato marcante diante do atual cenário econômico que, a cada dia, se torna mais excludente. Em uma sociedade, onde o primeiro emprego é visto com receio pela demanda de mão de obra
Pesquisa realizada pelo DIEESE (2001), tendo como base o ano de 1999, em 6 capitais do país, revela altas taxas de desemprego entre osjovens maiores de 16. Em Belo Horizonte, a taxa de desemprego ficou em 30,3% e a mais elevada foi em Salvador chegando a 43,2%. Mesmo com índices elevados em todas as capitais pesquisadas, permanecem as distorções, se comparadas as regiões sudeste com nordeste, região reconhecida por taxas acentuadas de pobreza.
A Organização Internacional do Trabalho (OIT, 2001) confirma tal situação, no que dizrespeito às taxas de desemprego total e juvenil no Brasil, que cresceram entre 1989 – 1999 colaborando para isto, as mudanças econômicas, tecnológicas e as crises financeiras. A OIT considera como “crítico” o desemprego juvenil não só no Brasil como em diversos países da América Latina.
O segmento jovem da população brasileira, na busca por inserção no mercado de trabalho tem enfrentado asdificuldades deste cenário econômico. Se por um lado é difícil a recolocação daqueles que estavam empregados e perderam seus empregos, a busca pelo primeiro emprego fica ainda mais complexa (COSTA, 2003). O desemprego entre a população jovem supera o da população adulta; esta é uma realidade não somente brasileira como mundial. Estima-se que cerca de 60 milhões de jovens em todo o mundo estejamdesempregados ou em empregos precários.
Uma alternativa para evitar ou minimizar o impacto do desemprego juvenil na sociedade está em elevar-se o período de estudos, desta maneira a entrada para o mercado de trabalho é adiada; quanto mais tempo o jovem ocupa estudando, mais ele adia sua entrada para o mercado, fato comum em muitos países capitalistas desenvolvidos. Porém no caso brasileiro, as famíliasde baixa renda acabam necessitando da mão-de-obra dos filhos para completar o orçamento familiar. A renda do jovem colabora nas despesas familiares (MONTENEGRO E ALMEIDA, 2002 apud SOUSA, 2005. p.37).
Muitas vezes esta renda é fruto de um trabalho que vai contra o artigo 67 do Estatuto da Criança e do Adolescente. Que diz:
“Art. 67. Ao adolescente empregado, aprendiz, em regime familiar detrabalho, aluno de escola técnica, assistido em entidade governamental ou não-governamental, é vedado trabalho:
I - noturno, realizado entre as vinte e duas horas de um dia e as cinco horas do dia seguinte;
II - perigoso, insalubre ou penoso;
III - realizado em locais prejudiciais à sua formação e ao seu desenvolvimento físico, psíquico, moral e social;
IV - realizado em horários e locais que nãopermitam a freqüência à escola.”

Os jovens se submetem a tais condições devido às exigências de mercado, que envolvem períodos de experiência, conhecimentos tecnológicos, língua estrangeira, cursos extras; pré-requisitos para concorrer a uma vaga. Não se pode esquecer dos requisitos exigidos do indivíduo, tais como a capacidade de abstração e pensamento lógico, trabalhar em equipe, criatividadee várias outras habilidades pessoais.
Como o jovem de baixa renda não dispõe de todos estes recursos e pré-requisitos, a alternativa é ser admitido em funções mal-remuneradas, as quais exigem pouca ou nenhuma qualificação e, às vezes, com horários de trabalho irregulares ou excesso de horas (GOMES,1990; MACHADO, 2001 apud SOUSA, 2005, p. 33). Tal fato diminui a qualidade de vida do mesmo joveme acaba por reduzir suas perspectivas de futuro, o que afeta seu projeto de vida.
A dificuldade para se estabelecer profissionalmente, compromete não só a vida do jovem nos aspectos psicológicos, fisiológicos e dificuldades materiais bem como a dinâmica da sociedade, uma vez que tendem a alienar-se dos processos políticos desencadeando problemas sociais graves que podem colocar em risco a...
tracking img