Hipoglicemia neonatal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3711 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1- INTRODUÇÃO


A glicose também denominada de glucose ou dextrose é um carboidrato pertencente a classe dos monossacarídeos. É um cristal sólido de sabor adocicado, de fórmula molecular C6H12O6, encontrado na natureza na forma livre ou combinada. Juntamente com a frutose e a galactose, é o carboidrato fundamental de carboidratos maiores, como a sacarose, a galactose e a maltose. Oamido, o glicogênio e a celulose são polímeros de glicose (VOET & VOET, 2006)
A molécula de glicose pode ser encontrada sob duas formas cadeia aberta (acíclica) e anel (cíclica). A forma cíclica é o resultado de uma reação intramolecular entre o átomo de carbono (C) do aldeído e do grupo hidroxil do C-5. Em solução aquosa as duas formas estão em equilíbrio, e em pH 7 a forma cíclica épredominante. No metabolismo, a glicose fornece aproximadamente 4 quilocalorias (kcal) de energia química armazenada em moléculas de ATP (adenosina trifosfato).Neste processo são produzidas aproximadamente 32 moléculas de ATP por moléculas de glicose, além de gás carbônico e água. (RANG & RITTER,1997)
Em mamíferos, a maioria dos tecidos é capaz de suprir suas necessidades energéticas a partir daoxidação de vários compostos, tais como aminoácidos, açúcares e ácidos graxos, porém alguns tecidos dependem quase completamente de glicose como fonte de energia metabólica. Para o cérebro humano e o sistema nervoso, assim como os eritrócitos, testículos medula renal e tecidos embriônicos, a glicose sanguínea é a única ou principal fonte de energia. Apenas o cérebro requer cerca de 120 g de glicosea cada dia, mais do que a metade de toda a glicose armazenada como glicogênio nos músculos e no fígado. (ICHORD, 2000)
A longo prazo, todos os tecidos também requerem glicose para outras funções, tais como a síntese de ribose dos nucleotídeos ou da porção carboidrato de glicoproteina. Portanto, para sobreviver, os organismos precisam ter mecanismos para manutenção dos níveis sangüíneos deglicose. (VOET & VOET, 2006)
Quando a concentração de glicose circulante vinda da alimentação diminui e o organismo tende a hipoglicemia, o glicogênio hepático é degradado (glicogenólise) fazendo com que a glicemia volte a valores normais. Entretanto, o suprimento de glicose desse reservatório não é sempre suficiente;entre as refeições e durante longos jejuns, ou após exercícios vigorosos,o glicogênio é depletado situação que também ocorre quando há deficiência do suprimento de glicose pela dieta ou por dificuldade na absorção pelas células. Nessas situações, os organismos necessitam de um método para sintetizar glicose a partir de precursores não–carboidratos. Isso é realizado pela via chamada de gliconeogênese, a qual converte piruvato e compostos relacionados com três e quatrocarbonos em glicose (DAMINANI, 1998)
As modificações que ocorrem no metabolismo da glicose durante a mudança do estado alimentado para o estado de jejum são reguladas pelos hormônios insulina e glucagon. A insulina esta elevada no estado alimentado, e o glucagon se eleva durante o jejum. A insulina estimula o transporte de glicose para certas células, tais como as dos músculos e tecidoadiposo, e também altera a atividade de enzima chave que regulam o metabolismo, estimulando o armazenamento deste combustível. O glucagon contra - regula os efeitos da insulina, estimulando a liberação dos combustíveis armazenados e a gliconeogênese. (RANG & RITTER, 1997)
A sequência de aminoácidos da insulina foi determinada por Brown e colaboradores em 1955. Sabe-se que é constituída porduas cadeias peptídicas ligadas por duas pontes de dissulfeto.( BERKENBAUGH,1993). A exemplo de outros hormônios das ilhotas de Langerhans, a insulina é sintetizada como precursor no retículo endoplasmático rugoso. A pré pró-insulina é transportada até o aparelho de Golgi, onde sofre modificações através da clivagem proteolítica sucessiva até a insulina e pepetideo C. A insulina e o peptídeo C...
tracking img