Fenomenologia do brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 189 (47137 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Em busca de um novo homem
O homem é um ente essencialmente perdido e, quando se dá conta, procura encontrar-se.
Esta sentença pode ser lida em vários níveis, por exemplo, no nível religioso ou no nível
de um bandeirante no sertão, e seu sentido é sempre este: a decisão de tomar caminho (ou
abrir caminho) depende sempre de um mapa da situação na qual o homem se encontra.
Isto significaque toda decisão depende não apenas da posição das coisas, mas também da
imagem que fazemos da posição das coisas (provavelmente isto tem muito a ver com o
problema da liberdade). Pois essa imagem, seja ela mais ou menos fiel, depende sempre de
um ponto de vista, a partir do qual foi projetada, e este ponto de vista não pode, ele
próprio, fazer parte da situação que enfoca.
O fato de o homemassumir pontos de vista não diz no fundo outra coisa a não ser que o
homem procura encontrar-se. Poderíamos dizer que a capacidade para a visão distanciada
é prova da perdição humana, porque não teria sentido afirmar de um ente incapaz de ver
sua situação que está perdido. No entanto, devemos ser cautelosos ao tentar estabelecer
um nexo causal entre a capacidade para a superação e a perdiçãohumana. Estaremos
perdidos por podermos nos distanciar de nos mesmos, ou podemos sair de nós mesmos
por estarmos perdidos? Provavelmente trata-se de pergunta sem sentido. É melhor
constatarmos simplesmente que a capacidade para a imaginação (inclusive para a
imaginação de si mesmo) caracteriza o homem tanto quanto a sensação de: (a) estar
perdido em não importa que situação; (b) e dever portantoorientar-se.
Devemos constatar também que a consciência da desorientação e da necessidade de
orientar-se não esta desperta sempre, nem em todos. Os assim chamados "bem integrados"
(ou "quadrados") não se sentem perdidos, e neste sentido cada um de nós é "quadrado" na
maioria das vezes. A sensação da desorientação, a angústia do beco sem saída, toma conta
de nós apenas por momentos, etorna-se insuportável por períodos mais extensos. Pois são
estes momentos fugazes que nos movem para darmos o passo para trás de nós mesmos.
Retroceder, para podermos imaginar e depois compreender e, por fim, para agir
decididamente. Pois estas são as fases do encontro consigo mesmo: distância, imaginação,conceito, ato; ou superação da situação, projeto de um plano sobre a situação, adequação
doplano à situação, modificação da situação de acordo com o plano.
É óbvio que a tentativa de encontrar-se pode falhar em não importa qual dessas fases, e
esta é a razão porque a ensaiamos tão raramente. Na maioria das vezes, permitimos de
bom grado que a situação nos atordoe, a fim de escaparmos à desorientação e à angústia
do momento. A liberdade, por louvada que seja, é incômoda, exige esforço, enão oferece
garantia de sucesso. O atordoamento pela situação é um bom método para evitá-la. Este
atordoamento pode ser formulado assim: a situação me determina e me propele, ela é
incompreensível e, mesmo se pudesse compreendê-la, não bastariam minhas forças para
opor-me a ela. Isto é uma formulação razoável e uma tentativa honesta de evitar o uso da
capacidade para conseguir a liberdade.Via de regra, no entanto, não somos tão honestos, e
procuramos fazer crer que fazemos o que fazemos por nos termos decidido livremente
para tanto. São os momentos de angústia (por fugazes que sejam) que nos revelam que
fazemos o que fazemos por estarmos determinados e empurrados por fora. Mas até a
formulação honesta é em certo sentido indigna, porque é da dignidade humana ensaiar a
liberdade,por irrazoável que seja. Portanto: tentar manter a sensação da desorientação
desperta. Assumir a perdição é a tentativa de encontrar-se, sob pena de fracassarmos. Este
é o clima das considerações seguintes.
Obviamente: distanciar-se e projetar planos não passam das duas primeiras fases do
processo do encontrar-se. São as fases especulativa e desengajada, e serão vãs, se não
forem seguidas...
tracking img