positivismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1892 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

UNIVERSIDADE DE CUIABA
CAMPUS CUIABA – UNIC BARÃO
SERVIÇO SOCIAL




Alunas:
ANGELA MARIA
CLEONICE PADILHA
ELIETE ALMEIDA
INDIANA
LUCIANA ALMEIDA
SIMONE COSTA
VALDINEIA REIS
VIVIAN SILVA



Fundamentos Históricos Teóricos Metodológicos II






POSITIVISMO





Relatório apresentado como requisito parcial de avaliação da disciplina de FTHM II do curso deServiço Social da Universidade de Cuiabá - Campus - UNIC BARÃO.
Professora: Lidiane










Cuiabá
2013





SUMARIO


1 INTRODUÇÃO............................................................................. 04
1.1 POSITIVISMO NO BRASIL....................................................... 05
2FENOMENOLOGIA..................................................................... 06
2.1 FENOMENOLOGIA E FENOMENALISMO............................... 06
2.1.1 Criticas a Fenomenologia.................................................... 07
3 MATERIALISMO DIALÉTICO...................................................... 08
3.1 DEFINIÇÃO DE MATERIALISMO MARXISTA.......................... 08
3.1.1 Definição daDialética........................................................... 08
4 HISTÓRICO ................................................................................. 09
5 PROPOSTA.................................................................................. 10
REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS............................................... 11













1 INTRODUÇÃO


Positivismo é um conceito que possui distintos significados,englobando tanto perspectivas filosóficas do século XIX quanto outras do século XX. Para Comte, o Positivismo é uma doutrina é uma doutrina filosófica, sociológica e política. Surgiu como desenvolvimento sociológico do Iluminismo, das crises social e moral do fim da Idade Média e do nascimento da sociedade industrial processos que tiveram como grande marco a Revolução Francesa (1789-1799). Em linhasgerais, ele propõe à existência humana valores complemente humanos, afastando radicalmente a tecnologia e a metafisica (embora incorporando-as em uma filosofia da história) Assim o positivismo radical, desenvolvida na segunda fase da carreira de Comte.
O Positivismo defende a ideia de que o conhecimento cientifico é a única forma de conhecimento verdadeiro. Assim sendo, desconsideram-se todas asoutras formas de conhecimento humano que não possa m ser comprovadas cientificamente. Tudo aquilo que não pode ser provado pelas ciências é considerado como pertencente ao domínio tecnológico – metafísico caracterizado por crendices e vãs superstições. Para os positivistas o processo da humanidade depende única e exclusivamente dos avanços científicos, único meio capaz de transformar a sociedade eo planeta Terra no paraíso que as gerações anteriores colocavam no mundo além túmulo.
O Positivismo é uma reação radicas ao transcendentalismo idealista alemão e ao Romantismo, no qual os afetos individuais e coletivos e a subjetividade são complemente ignoradas, limitando a experiência humana ao mundo sensível e ao conhecimento ao fatos observáveis. Substitui-se a Teologia e a Metafisica peloCulto à Ciência Mundo Humano, o Espirito pela Matéria.



1.1 O POSITIVISMO NO BRASIL


Seria exagero atribuir aos positivistas a Proclamação da República: é no processo de consolidação da mesma que verifica a influência que exerceram, desencadeando-se o Coronel Benjamim Constant (que, depois, foi homenageado com epitélio de “Fundador da República Brasileira”).
“A partir da segunda metadedo século XIX, as ideias de Augusto Comte permearam as mentalidades de muitos mestres, estudantes militares, políticos, escritores, filósofos e historiadores. Onde adotaram ou melhor se converteram ao Positivismo Benjamin Constant o mais influente de todos. Tais influência estimulam movimentos de caráter republicano e abolicionista, em oposição à monarquia e ao escravismo dominante no Brasil....
tracking img