Faculdade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
| |FACULDADE |
| |CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE |

O HOMEM – PETER DRUCKER

Andre Requena1,Carlos A. De Andrade2, Anderson Martins3, Deivid PereiraLima4

Cursando em GTI - Gestão da Tecnologia da Informação
Faculdade Carlos Drummond de Andrade – São Paulo, Brasil

Orientadora: Prof.ª Ms. Giuseppina Adele Rischioni

INTRODUÇÃO

A consequência desse trabalho ocorreu segundo a necessidade de indagarmos o homem atual como profissional e como pessoa. A necessidade de ser mais integral, porém menos conciso.
Sabemos que o conhecimento existeem todas as fontes do saber, porém queremos enfatizar a ideia de que todo conhecimento não deve permanecer de forma isolada, restrita, como durante séculos isso se manifestou no homem; e restrito a ele mesmo devido sua forma mecanizada diante do trabalho e da falta de maturidade do o homem como pessoa.
Hoje com tais revoluções como a da tecnologia e da informação que surgiu por necessidade dopróprio homem, o conhecimento se tornou algo obrigatório, além de ter se tornado produto de mercado. Sendo assim, para aquele que antes desejava alcançar excelência através do conhecimento, hoje o mesmo pode e poderá transformá-lo na sua ferramente de trabalho, empregando novas ideias e aprimorando ideias do passado com a finalidade de tornar o mundo um mundo melhor, através do homem como pessoa.Revisão da Literatura

Andre Requena1

A Pessoa Instruída

A pessoa instruída segundo DRUCKER (2002) é um individuo que busca aumentar ou aprimorar seus conhecimentos, mas cada um tem a sua perspectiva em relação ao conhecimento, em querer transmiti-lo ou não.
Para a sociedade em séculos passados uma pessoa instruída era sinal de intelecto e visto como um símbolo de cultura. Em reflexão,acredito que para sermos uma pessoa instruída e ser compreendido como tal pela sociedade, temos que alcançar um certo domínio, discernimento em função das ideias do mundo atual. Embora ainda há no mundo muitas desigualdades sociais, tais oportunidades em função do conhecimento se tornam de difícil acesso, porém, algo que atualmente vem sendo mudado com certos atributos da tecnologia e damaturidade do homem como pessoa.
Ainda de acordo com o autor, a pessoa instruída pode ser capaz de usar seus conhecimentos como suporte do presente para decidir o futuro e, extrair conhecimento de suas raízes locais e futuramente enriquecer e alimentar sua própria cultura local.

A sociedade do conhecimento e a sociedade das organizações

A sociedade e a organização atualmente se encontram envolvidasde forma mais humana, pois segundo DRUCKER (2002) não há individualismos, pois um depende do outro. Independente da profissão ou do cargo pretendido pelo profissional, o mesmo terá que ser flexível, pois poderá ter que estar envolvido entre duas culturas, como a de um gerente e a de um intelectual. Ademais, todo projeto no mundo profissional envolve ambas as partes, o gerente e o intelectual, ointelectual e o gerente, e o pesquisador, etc.
Se houver individualismo e não houver integração por parte da organização e o conhecimento, ou seja, a sociedade entre o conhecimento e a organização, as atividades e os deveres tenderão a sucumbir, pois se tornarão improdutivos, burocráticos. A necessidade de equilíbrio é recíproca, tanto na organização como no conhecimento sem o qual ambas não sedesenvolvem e se tornam falidas. O profissional do futuro terá que aprender a trabalhar dessa forma, envolvido pelas duas culturas e com flexibilidade em ocupar hoje um cargo de gerente e amanhã um cardo técnico em computação. O importante é ter intendimento sobre duas culturas e compreender a importância que tem a sociedade entre elas.

Technes e a pessoa instruída

Em meados do século XIX...
tracking img