Educar e cuidar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6378 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O BINÔMIO CUIDAR-EDUCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL E A FORMAÇÃO INICIAL DE SEUS PROFISSIONAIS
AZEVEDO, Heloisa Helena Oliveira de – UNIMEP/PPGE - SP
SCHNETZLER, Roseli Pacheco – UNIMEP/PPGE – SP
GT: Educação de Crianças de 0 a 6 anos / n.07
Agência Financiadora: CAPES


O problema de investigação e suas justificativas

Este trabalho investiga o binômio cuidar-educar e suas implicações naformação inicial de profissionais de Educação Infantil (EI). Compreender como este binômio vem sendo abordado nesta formação e identificar perspectivas de superação da separação cuidar-educar são as pretensões deste estudo pois, dependendo como formadores de profissionais de EI tratam esse binômio pode reforçar, ou não, tal separação nas idéias e práticas dos futuros professores.
O profissional daeducação infantil vem, ao longo da sua trajetória, experimentando diferentes exigências em relação à sua atuação. Tais exigências vêm sendo feitas em função da origem e determinação social das instituições de atendimento infantil e das transformações históricas nas sociedades que, por sua vez, provocaram mudanças nas concepções de infância e de EI.
A concepção de criança e a forma de atendimento aela dispensado também vêm sofrendo mudanças significativas desde o início da Idade Moderna. Mudamos de uma concepção de criança como um adulto em miniatura para uma de criança como ser histórico e social, de uma mãe indiferente para uma mãe coruja, de um atendimento feito em asilos, por adultos que apenas gostassem de cuidar para um feito em uma instituição educativa, por um profissional da área doqual se exige formação adequada para lidar com as crianças.
A literatura da área tem apontado para a necessidade de se construir essa profissão e, historicamente, as propostas para a EI, têm revelado um perfil de profissional que está em consonância com as várias tendências pedagógicas que caracterizam, ainda hoje, o atendimento à EI no Brasil. Neste contexto, as concepções de infância e educaçãoinfantil foram de fundamental importância, por serem concepções tomadas como ponto de partida para as discussões e elaboração da Proposta de Política de Formação do Profissional de Educação Infantil, documento que é resultado do Encontro Técnico sobre Política de Formação de Profissionais de Educação Infantil realizado em Belo Horizonte, em 1994[1].
Tendências pedagógicas de trabalho na EI,identificadas como: romântica, cognitiva e crítica, foram sendo criadas em diferentes épocas, influenciando, também, na formação dos profissionais que atuam nesta área.
Cada tendência organiza-se com base nas concepções de criança, professor e educação escolar dos estudiosos de cada época que as representam, tendo sido, assim, sistematizadas e denominadas a partir de estudos desenvolvidos porpesquisadores contemporâneos.
A tendência pedagógica romântica originou-se no século XVIII identificando-se com o próprio surgimento das instituições de educação pré-escolar. Tal tendência desenvolveu-se apoiada em idéias de estudiosos da área como, Frederico Froebel (1782-1852), Ovyde Decroly (1871-1932) e Maria Montessori (1870-1952) que, embora compartilhassem dos ideais escolanovistas, propunhammaneiras peculiares para o desenvolvimento do trabalho pedagógico com crianças.

Froebel foi o idealizador dos Jardins de Infância (Kindergarten). Foi considerado o pedagogo da infância pelo seu grande interesse em conhecer a criança, seus interesses, suas condições e necessidades para poder adequar a educação, as instituições educativas na garantia do afloramento destes seres. Segundo ele, acriança, ao nascer, já traz consigo um potencial a ser desenvolvido, como uma planta que em sua semente traz dentro de si tudo aquilo que poderá vir a ser. Sendo assim, a criança deveria ser cuidada como uma semente para que pudesse crescer forte, descobrir a si própria, suas potencialidades, sua essência. (ANGOTTI, 1994: 9)

Segundo tal tendência o perfil adequado de uma educadora froebeliana...
tracking img