Direito e legislacao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3387 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de Ciências Farmacêuticas

Tema: Auto Avaliação da Farmácia e Drogaria no Brasil comparado a de Portugal









Faculdade Metropolitana de Anápolis.

Anápolis, 19 de março de 2013.

Professor: Lucas Rodovalho

Acadêmicos: Adna Aline Batista de Castro.

Kelly Cristina da Silva.

Maria Edivina de Souza.

Paula Wanessa Almeida Souza.

Curso: Farmácia 1º PeríodoTurno: Matutino

Sumário

1........................................................................................................Capa
2..................................................................................................Sumário
3..............................................................................................Introdução4............................................................. 1. Farmácia e Drogaria no Brasil
1.1 Os boticários brasílicos
5................................................... 1.2 A formação médica e farmacêutica
1.3 Boticários ou farmacêuticos?6........................................................ 2. Farmácia e Drogaria em Portugal
2.1 Boticários
2.2Ensino da profissão
2.3 Exercício da profissão
7.................................. 3. Farmácia e Drogaria do Brasil e dePortugal
3.1 Brasil
8............................................................................................3.2 Portugal
9...............................................................................................Conclusão
10...........................................................................................BibliografiaIntrodução

Neste trabalho iremos apresentar os aspectos de farmácias e drogarias tanto do Brasil quanto a de Portugal. Iremos destacar desde a origem de ambas ate os dias atuais, ressaltando a sua formação e como elas funcionam os dias de hoje.

































1. Farmácia e Drogaria no Brasil

1.1 Os boticáriosbrasílicos

            A botica foi uma das instituições ocidentais que aqui aportaram com os portugueses. O cirurgião-barbeiro, os jesuítas e o aprendiz de boticário, que chegaram aqui com os primeiros colonizadores, trouxeram as “caixas de botica”, uma arca de madeira que continha certa quantidade de drogas. Cada “entrada” ou “bandeira”, expedição militar ou científica, no caso dos viajantesnaturalistas, os fazendeiros, senhores de engenho e também os médicos da tropa ou senado das câmaras municipais – todos as possuíam com um bom sortimento de remédios para socorros urgentes.
| |


             Até princípios do Império, os barbeiros concorreram com as boticas no comércio de drogas, suas lojas venderam mezinhas (remédios caseiros), aplicaram, alugaram ou venderam sanguessugas,ou bichas, e manipularam receitas. Nos tempos coloniais existiram poucas boticas. Os jesuítas e os hospitais militares tinham as únicas com que muitas vilas e cidades podiam contar. Os boticários eram oriundos geralmente de famílias humildes e obtinham seus conhecimentos nas boticas tornando-se ajudantes e aprendizes de um encartado. Para a obtenção da Carta de examinação, que lhes possibilitariao exercício do ofício, submetiam-se a um exame junto aos comissários do físico-mor do reino. 
            Em fins do século XVII, algumas boticas já tomavam a aparência das boticas do reino. Situadas nas principais ruas, ocupavam dois compartimentos. O boticário e sua família residiam nos fundos. Num cômodo ficavam as drogas expostas a venda. Sobre as prateleiras viam-se boiões de boa...
tracking img