Controle de perdas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A concepção mais tradicional sobre acidente do trabalho é a que teoriza sobre o erro humano ou atos inseguros. Essa corrente teórica caracteriza-se por apresentar um modelo unicausal, em que o ser humano é o elo fraco do sistema e por isso deve ter seu comportamento controlado por mecanismos de estímulos e respostas, com premiações e punições. É considerada tradicionalpor ter suas bases na teoria do dominó de Heinrich (1959) e encontrar ainda hoje muitos apoiadores.

Herbert William ("Bill") Heinrich desenvolveu a Teoria do Dominó, enquanto trabalhava na Travellers Companhia de Seguros dos Estados Unidos em 1926, a partir da análise de acidentes do trabalho liquidados por sua companhia, iniciou uma investigação nas empresas em que os acidentes haviam ocorrido,tentando obter informações sobre os gastos adicionais que as mesmas haviam tido, além das indenizações pagas pelo seguro. Foi Heinrich quem introduziu pela primeira vez a idéia de acidentes sem lesão, ou seja, os acidentes com danos a propriedade. Sob este enfoque são considerados todos aqueles acidentes que, de uma forma ou de outra, comprometem o andamento normal de uma atividade, provocandodanos materiais.
Os dados refletiam a média da indústria americana, não sendo sua intenção, no entanto, generalizar esta estimativa para todos os casos de levantamento de custos de acidentes nas empresas. Nascia então à chamada Engenharia de Segurança Tradicional cujo foco das causas dos acidentes relacionava diretamente os fatores individuais ao invés do sistema.
Anos mais tarde, R. P. Blakeanalisando o assunto sob o mesmo ponto de vista de Heinrich, chegou a formular com ele afirmativas e sugestões, visando à diminuição da perda por acidentes. Do ponto de vista destes autores as empresas, mais do que promover medidas de proteção social a seus empregados, deveriam efetivamente preocupar-se em evitar os acidentes, sendo eles de qualquer natureza. Esta sugestão estava calcada nopressuposto de que, segundo suas observações, apesar das empresas direcionarem esforços na proteção social de seu empregado, as perdas materiais com acidentes continuavam a ser de grande magnitude sendo que, muitas vezes, os acidentes com danos à propriedade tinham as mesmas causas ou, pelo menos, causas semelhantes aos dos acidentes pessoais.
Desta forma, Heinrich chamou de custos diretos osgastos da companhia seguradora com a liquidação de acidentes, e de custos indiretos as perdas sofridas pelas empresas em termos de danos materiais e de interferências na produção. Com relação a estes custos, em 1931 Heinrich revelou em sua pesquisa a relação 4:1 (custos indiretos: custos diretos) entre os custos dos acidentes, ou seja, os custos indiretos eram cerca de 4 vezes maiores do que os custosdiretos, para a indústria como um todo.

TEORIA DE HEINRICH (TEORIA DOS DOMINÓS)

Mostra-nos que o acidente e conseqüentemente a lesão são causados por alguma coisa anterior, alguma coisa onde se encontra o homem. E todo acidente é sempre causado, ou seja, ele nunca acontece sozinho. E causado porque o homem não se encontra devidamente preparado e comete atos inseguros, ou então existemcondições inseguras que comprometem a sua segurança, portanto, os atos inseguros e as condições inseguras constituem o fator principal na causa do acidente.

Personalidade: ao iniciar a atividade, o homem traz consigo um conjunto de características positivas e negativas, de qualidades e defeitos, que constituem a sua personalidade. Esta se formou através dos anos, por influência de fatoreshereditários e do meio social e familiar em que o indivíduo se desenvolveu. Algumas dessas características (irresponsabilidade, irrascibilidade, temeridade, teimosia, etc.) podem se constituir em razões próximas para a prática de atos inseguros ou para a criação de condições inseguras.

Falhas humanas: devido aos traços negativos de sua personalidade, o homem seja qual for a sua posição hierárquica...
tracking img