Comportamento organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2034 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A aula que você dá e não vê
Ah, as maravilhas da comunicação sem palavras. Certamente você conhece colegas que usam diversos truques para chamar a atenção dos alunos. Alguns dão um tapinha na mesa. Outros acendem e apagam as luzes da sala rapidamente. Outros fazem aquele “hum-hm” com a garganta. Existem os que mudam completamente o ambiente de uma sala de aula apenas com um olhar.

Vocêcertamente conhece vários truques como estes. Lembro de uma professora que era capaz de dobrar o indicador para trás até que ele ficasse quase a 90º da costa da mão. E era dessa maneira que a educadora reforçava alguns pontos. Escrevia algo no quadro e pressionava o dedo ali, pressionando-o contra a lousa.

Toda vez que nós, alunos, víamos aquele dedo para trás, numa posição antinatural, sentíamos umfriozinho no estômago, mas prestávamos mais atenção, tanto ao dedo, quanto à matéria que ele estava apontando. E também, lógico, tem o caso do professor que usava o apoio de giz (aquela madeira que fica embaixo do quadro-negro) como apoio de si mesmo. Ele chegava, pousava a mão direita sobre o apoio, cruzava as pernas e começava a falar...até o dia em que, finalmente, a madeira não agüentou opeso, quebrou e o pobre educador levou um tombo magistral.

Tais exemplos são apenas a ponta de toda uma comunicação que passamos aos outros e, na maioria das vezes, nem nos damos conta. Acompanhe.

Espaço, a fronteira inicial
Para alguns professores, a sala de aula limita-se a 2 metros à frente do quadro-negro. A partir daí, é território dos alunos, conforme afirma um Tratado de Tordesilhasimaginário auto-aplicado.

Outros, circulam pela sala, encostam-se na parede do fundo e de lá dão suas aulas. Os alunos têm duas opções: ou permanecem voltados para o quadro-negro, só ouvindo o que o educador tem a dizer, ou torcem-se para visualizar o professor.

E há ainda aqueles que caminham entre as fileiras de alunos como um militar em revista à tropa.

Todos esses são estilos que podemser melhorados, conforme a situação. Algumas dicas:

Crie âncoras visuais para seus alunos. Desde o primeiro dia de aula, defina determinado canto da sala para assuntos leves e piadas, outro canto para falar sobre a matéria, um canto para interação direta com os alunos. Você não precisa dizer nada para seus alunos, apenas se movimentar para aquele ponto da sala de aula toda vez que desejar tomaruma ação específica. Assim sempre que os alunos o virem caminhando para a posição descontraída já começarão a relaxar, e sempre que você for para o local da interação já começarão a imaginar algumas questões. Caso você tenha pouco espaço disponível em sua sala de aula, pode substituir esses espaços por gestos, como abrir os braços de certa maneira seguido de um “Bom. Perguntas?”. Com o passar dotempo, você não precisará falar mais nada, basta o gesto.

De vez em quando, mude a disposição das carteiras ou dos alunos. O simples fato de sentar em outro lugar já muda toda a perspectiva do aluno em sua aula. Ele passa a prestar atenção a novas coisas, vê a matéria de maneira diferente. Isso também ajuda sua turma a se conhecer melhor, ajudando a acabar com as panelinhas.

Circule pelasala de aula, com movimentos calmos e tranqüilos. Cuidado para não ficar muito tempo parado ao lado de um mesmo aluno. Geralmente, como os intervalos entre as filas de carteiras são apertadas sua proximidade física pode incomodar. Assim, ande entre duas fileiras um dia, entre outras duas em outra ocasião, e assim por diante.

Pense na sala como um todo. Você dá aula tanto para o pessoal daprimeira fila como para a turma do fundão. Faça contato visual com alunos que sentam em locais diferentes, na hora de mostrar algo o faça tanto à altura de sua cabeça, para que o pessoal do meio para trás veja, como um pouco abaixo da altura de seu peito, para o pessoal das três primeiras carteiras.

Erros a serem evitados
Eis aqui algumas posturas que devem ser evitadas durante suas aulas:...
tracking img