Clima e cultura organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2643 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

A contribuição de melhoria foi idealizada por lei em 1605 na Inglaterra, para fazer face às despesas de tornar o Rio Tâmisa mais navegável. O termo "Contribuição de Melhoria" foi lançado em 1896 pelo italiano Roncali em artigo publicado na revista "Riforma Sociale".
No Brasil, a contribuição de melhoria vê-se inserida na Constituição Federal pela primeira vez em1946, no plano da "Ordem Tributária", determinado no art. 30, I, e parágrafos.
Em 1949, a União, através da Lei n° 854 de, 10.10.49, legislou sobre o tributo procurando completar a Carta Magna vigente.
No art. 19 da EC. n° 18/65, contribuição de melhoria é definitivamente elencada como espécie tributária distinta de impostos e taxas. Com esta emenda, delimitou-se a imposição estatal,criando o limite total e o limite individual, que serão discorridos posteriormente no item 4.
Em 1966 ocorre a promulgação da Lei n° 5.172, surge o Código Tributário Nacional, que tem em seu texto nos arts. 81 e 82 a instituição da contribuição de melhoria.
A Constituição de 24/01/1967, trouxe normalmente regulamentada a contribuição de melhoria, sem quaisquer alterações sobre seucontexto anterior.
O Decreto-lei n° 195 publicado em fevereiro de 1967 revogou a lei 854/49, e detalhou a contribuição de melhoria, complementando o CTN.
Em 1969, é publicada EC n°1, donde em seu art. 18 II, alenca expressamente os limites geral e individual da exigência fiscal, igualmente ao Código Tributário Nacional.
Finalmente adentrando à Carta Magna de 5/10 de 1.988, nãodiferente das anteriores, firma a contribuição de melhoria como espécie tributária autônoma (art. 145, III), ao lado dos demais gêneros tributários.
Deste modo, vemos a possibilidade de aplicação à CF/88, o CNT e o DEC-lei n°195/67 para tratar do assunto em voga.

2. DISTINÇÃO

Contribuição de melhoria desde a CF/46 e da EC n°18/65, passou a ser tratada como espécie autônoma de tributo.| | |
|CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA |IMPOSTOS |
|Esta relacionada com atividade do Poder Público - realização de |É cobrado independentemente de atuação estatal específicaao |
|obra pública - |contribuinte |
| | |
|CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA |TAXAS|
|Tem como fato gerador o benefício advindo ao imóvel, benefício |Fato gerador é o serviço público específico e divisível, posto a |
|este em conseqüência da obra pública |disposição do contribuinte ou o exercício do poder de polícia |
|CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA |EMPRÉSTIMO COMPULSÓRIO|
|Restituição não é prevista |Há restituição ao contribuinte do montante pago no empréstimo |
|CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA |CONTRIBUIÇÕES ESPECIAIS |
|Destina custear obras públicas que tragam benefício imobiliário |Instrumentos deintervenção no domínio econômico ou são |
|para o contribuinte |instituídas nos interesses das categorias profissionais ou |
| |econômicas |

Deste modo vê-se a distinção clara da natureza jurídica da contribuição de...
tracking img