Capitulo 6

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (384 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Capitulo 6

A produção e a organização do espaço rural brasileiro

O desenvolvimento do agronegócio no Brasil acompanhou o crescimento da produção de grãos, iniciado em larga escala a partir demeados da década de sessenta. Antes, a economia agrícola brasileira era caracterizada pelo predomínio do café e do açúcar. Pouca importância se dava ao projeto de utilização da imensa base territorialbrasileira na produção de grãos. A produção de alimentos básicos, como milho, arroz e feijão, era voltada para a subsistência, e os poucos excedentes dirigidos ao mercado eram insuficientes paraformar uma forte cadeia do agronegócio dentro dos moldes hoje conhecidos.
Atualmente, o Brasil é um país extremamente agrícola, quase a metade do território é ocupada por estabelecimentos rurais. Asconcentrações e as relações estão divididas em estrutura fundiária, latifúndio, minifúndio, expropriação e êxodo rural. No campo existem as relações de trabalho que são diversificadas, como mão de obrafamiliar, posseiros, parceria, arrendatários, trabalhadores assalariados temporários e o trabalho escravo no campo.
O agronegócio representa mais de 22% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro,que representa a soma de todas as riquezas produzidas no País. Os números também são positivos nas vendas de produtos para outros países. O principal parceiro comercial do Brasil, a China, importa US$388,8 milhões em produtos agrícolas brasileiros ou 8% no total exportado pelo setor. Em seguida, aparecem os Estados Unidos, que importam do agronegócio nacional pouco menos que os chineses.
Osprodutos exportados de maior destaque são: carnes, produtos florestais, complexo soja - grão, farelo e óleo, café e o complexo sucroalcooleiro - álcool e açúcar. A mandioca, o feijão e a laranja tambémestão entre os principais produtos agrícolas do Brasil. Já o trigo é principal produto agrícola que o Brasil importa.
Projeções mostram que, até 2022, a produção de grãos aumentará 22%, sendo a soja...
tracking img