Atps - cargos e salarios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5178 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Anhanguera – Uniderp
Centro de Educação a Distância

TGRH
Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

ATPS
Administração de cargos, salários
e benefícios trabalhistas

Semestre: 4º
Disciplina: Administração de cargos, salários e benefícios trabalhistas
Nome do tutor presencial: Flávio Henrique
Nome do tutor a distancia:

Grupo de TGRH
Waallis Grécio Graia BarbosaRA: 2322390174
Antônio B. Nascimento RA: 2330429446
Francisco C. A da silva RA: 2328405846
Kely Cristina de Faria Lima RA: 2351450074
Márcia Lopes da Mata RA: 4300076141
Ivete Victoriano de Souza RA: 3300490023

INTRODUÇÃO
ETAPA 1
Afinal, salário é um fator motivador ?
1. Na realidade o salário nos permitenão só a satisfação de necessidades fisiológicas e de segurança, mas também dá plenas condições para a satisfação das necessidades sociais, de estima e de auto realização, mas se olhar só propriamente pro salário mesmo recebendo um salário muito bom o empregado depois de algum tempo o incorpora no orçamento e de certa forma viabiliza como normal e rotineiro.De acordo com a teoria dos dois fatores, os itens motivadores são aqueles que efetivamente causam satisfação: crescimento profissional, conhecimento, responsabilidade e reconhecimento (inclusive a premiação) uma gestão administrativa que programas de cargos e salários, plano de carreira ,treinamentoe desenvolvimento ,avaliação de desempenho e potencial faz com que o profissional der mais valor ao ambiente de trabalho e se motive ,para alcançar suas metas e objetivos, afinal todo profissional procura um bom salário que é um ótimo meio de motivação ,mas uma promoção por merecimento ,uma valorização de seu trabalho na empresa ,bonificações ,aumentos ,bons meios de trabalho, etc. Fazem com que ofuncionário não só motive mas também valorize seu ambiente de trabalho.
2. Aspectos Teóricos de Abraham Maslow – Teoria da Hierarquia das Necessidades de Maslow

Abraham Maslow, psicólogo humanista, propôs uma classificação diferente das necessidades. Para ele há cinco tipos de necessidades: necessidades fisiológicas, necessidades de segurança íntima (física e psíquica), necessidades deamor e relacionamentos (participação), as necessidades de estima (autoconfiança) e necessidades de autorrealização. Essa nova classificação permitiu uma nova visão sobre o comportamento humano, que não busca apenas saciar necessidades físicas, mas crescer e se desenvolver.

Maslow organizou as necessidades em uma pirâmide, colocando em sua base as necessidades mais primitivas e básicas. Oautor descreve uma diferença qualitativa entre as necessidades básicas e mais elevadas: as primeiras são necessidades defectivas ou deficitárias, ou seja, baseadas na falta e devem, assim, ser saciadas para evitar um estado indesejável, enquanto as necessidades dos níveis mais altos da pirâmide são necessidades de crescimento. Estas necessidades não buscam ser saciadas para se evitar algoindesejável, mas para se alcançar algo mais desejável.

A organização piramidal das necessidades implica, em primeiro lugar, que as necessidades mais embaixo são mais primitivas e urgentes do que as mais de cima; ao mesmo tempo, à medida que sobem na hierarquia as necessidades tornam-se menos animalescas (mais distantes do instinto) e mais humanas (mais próximas da razão). Assim, ao mesmo tempo emque é desejável atingir os níveis mais altos da pirâmide, as necessidades mais básicas são mais poderosas. Somente quando necessidades mais
básicas estão saciadas - total ou parcialmente - torna-se possível partir para o próximo nível - ou melhor, o próximo nível se torna perceptível. [pic] A hierarquia de necessidades de Maslow.

Entretanto existem várias criticas a sua teoria, a principal...
tracking img