Antropologia do consumo saara

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1103 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“Um lugar democrático e de grande variedade.” Assim podemos definir o SAARA, Sociedade de Amigos e Adjacências da Rua da Alfândega, o paraíso para quem gosta de comprar. Percorremos as ruas Senhor dos Passos e Alfândega, encontrando lá uma quantidade assustadora de diferentes tipos de loja. De uma barraca de Peixes a uma loja de jóias, existem tantas lojas quanto se pode imaginar. Tambémpercebemos que o lugar é um tumulto só, onde conseguimos notar, sem ter uma informação precisa, uma grande variação nas classes sociais presentes no mais famoso Shopping de Rua do Rio de Janeiro.
Quando falamos de SAARA, as pessoas podem confundir o lugar com barracas amontoadas e um monte de sujeira, ou seja, um lugar somente pro povão. É aí que essas pessoas se enganam. Não que as ruas do centro sejamlimpas, longe disso, mas o lugar conta com uma infraestrutura que trabalha bem em favor dos comerciantes: Aparelhagem de som, onde são anunciadas diversas promoções e que tem uma rádio própria, seguranças, estacionamento (este só vimos pelo site), têm um site que oferece uma lista com todas as lojas presentes no shopping. Lojas bastante conservadas e com um aspecto de um shopping normal. Coisasque percebemos que não podem ser contornadas são: A largura das ruas, muito estreitas, e as ruas esburacadas, onde sempre tem água acumulada e alguém tropeçando, mas esta última é um problema que pode ser resolvido pela prefeitura. Outro fator negativo percebido foi a quantidade de informação visual que os consumidores recebem, é muita cor e forma, isso acaba desviando demais a atenção dele e elefica um pouco desnorteado, caso que aconteceu com um de nós.
Com relação às lojas, percebemos que, além de muita informação, elas apresentam uma grande organização, onde os produtos mais baratos ficam à porta da loja, sempre com um funcionário da loja na porta pronto pra atender algum cliente. Funcionários sempre uniformizados, dando credibilidade à loja, e sempre atentos e prontos para vender.Isso ocorre em quase todas as lojas, somente as que vendem produtos mais caros, como perfumes e jóias, que esperam seus clientes na parte de dentro da loja.
Algo que notamos foram os diversos ambulantes vendendo comida e lanches pelas portas das lojas. Além de diversas pastelarias chinesas. A China, que por acaso é o país mais representado no SAARA fora o Brasil, conta com um grande arsenal de lojasvoltadas para sua cultura, podendo ser percebidas em toda a extensão das ruas. Outro fato curioso que chamou atenção foi uma barraca vendendo peixes e camarão no meio da rua. Isso foi algo que causou bastante estranhamento para nós, visto que o SAARA não é uma feira. Outra categoria que se faz valer presente nas ruas do shopping é a de fantasias, elas estão em todos os lugares, pra onde você olhatem uma fantasia te encarando. Não deve ser por menos que ali é o lugar mais procurado para se adquirir uma. Perguntado se elas tinham vazão o ano todo, o vendedor de uma das lojas afirmou que elas saem com bastante freqüência em dias normais e que muitas pessoas procuram por peças específicas do vestuário, e não uma fantasia pronta.
De início, a visita pode parecer uma má ideia, pelo fato de asruas estarem tomadas por um mar de gente. Mas passado um tempo, percebemos que existe uma coisa muito legal ali, é um espaço democrático que é compartilhado pelo rico e pelo pobre, pelo branco e pelo negro. Onde pudemos perceber que todos procuram pelas promoções, sejam elas de roupas ou acessórios de decoração. Todos num ritmo frenético que só o Centro da cidade pode imprimir nas pessoas.
Osconsumidores pareciam estar habituados ao lugar, alguns pareciam andar com convicção para a loja que saberia onde iria encontrar o produto pretendido, enquanto outros estavam usando aquele caminho só como passagem mesmo. Encontramos também muitos deles pesquisando e pechinchando com alguns dos vendedores, ou então a postos quando o homem do microfone de certa loja oferecia alguma promoção...
tracking img