Andragogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1547 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Andragogia








Educação DE JOVENS E ADULTOS

















Valinhos
2012
Andragogia
APERCEBENDO-SE DA DIFERENÇA
 Linderman, E.C, em 1926, pesquisando as melhores formas de educar adultos para a "American Association for Adult Education" percebeu algumas impropriedades nos métodos utilizados e escreveu:"Nosso sistema acadêmico se desenvolveu numa ordem inversa: assuntos e professores são os pontos de partida, e os alunos são secundários. ... O aluno é solicitado a se ajustar a um currículo pré-estabelecido. ... Grande parte do aprendizado consiste na transferência passiva para o estudante da experiência e conhecimento de outrem ".
Mais adiante oferece soluções quando afirma que
"nósaprendemos aquilo que nós fazemos. A experiência é o livro-texto vivo do adulto aprendiz".
Lança assim as bases para o aprendizado centrado no estudante, e do aprendizado tipo "aprender fazendo". Infelizmente sua percepção ficou esquecida durante muito tempo.
 A partir de 1970, Malcom Knowles trouxe a tona as idéias plantadas por Linderman. Publicou várias obras, entre elas "The Adult Learner - ANeglected Species" (1973), introduzindo e definindo o termo Andragogia - A Arte e Ciência de Orientar Adultos a Aprender. Daí em diante, muitos educadores passaram a se dedicar ao tema, surgindo ampla literatura sobre o assunto.
Crianças são seres indefesos, dependentes. Precisam ser alimentados, protegidos, vestidos, banhados, auxiliados nos primeiros passos, Durante anos se acostumam a estadependência, considerando-a como um componente normal do ambiente que as rodeia. Na idade escolar, continuam aceitando esta dependência, a autoridade do professor e a orientação deles como inquestionáveis.
A adolescência vai mudando este status quo. Tudo começa a ser questionado, acentuam-se as rebeldias e, na escola, a infalibilidade e a autoridade do professor não é mais tão absoluta assim.Alunos querem saber por que devem aprender geografia, história ou ciências.
A idade adulta trás a independência. O indivíduo acumula experiências de vida, aprende com os próprios erros, apercebe-se daquilo que não sabe e o quanto este desconhecimento faz-lhe falta. Escolhe uma namorada ou esposa, escolhe uma profissão e analisa criticamente cada informação que recebe, classificando-a comoútil ou inútil.
 Esta evolução, tão gritante quando descrita nestes termos, infelizmente é ignorada pelos sistemas tradicionais de ensino. Nossas escolas, nossas universidades tentam ainda ensinar a adultos com as mesmas técnicas didáticas usadas nos colégios primários ou secundários. A mesma pedagogia é usada em crianças e adultos, embora a própria origem da palavra se refira à educação e ensinodas crianças (do grego paidós = criança).
A andragogia diz respeito ao ensino de adultos. Segundo Knowles (1976, p. 17), andragogia é a “arte e a ciência destinada a auxiliar os adultos a aprender e a compreender o processo de aprendizagem de adultos”. A andragogia busca compreender o adulto considerando os aspectos psicológicos, biológicos e sociais.
A andragogia é diferente dapedagogia se comparada aos modelos pedagógicos tradicionalistas. No entanto, alguns pressupostos da andragogia semelhantes aos de modelos pedagógicos transformadores.
A educação de adultos embasada em um modelo andragógico tem como princípios:
• A necessidade dos adultos em saber a finalidade, o “porque” de certos conteúdos e aprendizagens;
• A facilidade dos adultos em aprender pelaexperiência;
• A percepção dos adultos sobre a aprendizagem como resolução de problemas;
• A motivação para aprender é maior se for interna (necessidade individual), e se o conteúdo a ser aprendido ser de aplicação imediata;
• Os adultos trazem uma bagagem de experiências que podem contribuir para sua própria aprendizagem.
No modelo de educação andragógico, os alunos participam...
tracking img