Embraer: A Líder Mundial em Jatos Regionais

Páginas: 5 (1099 palavras) Publicado: 29 de julho de 2015
Estudo de Caso: Embraer: A Líder Mundial em Jatos Regionais

Referência: GHEMAWHAT, P.; HERRERO, G.; MONTEIRO, L. F. Embraer: A Líder Mundial em Jatos Regionais. USA: Harvard Business School, 2000. Disponível em:

Fundada em 1969 pelo governo brasileiro, a Embraer foi privatizada em 1994, ano em que se registrou grande prejuízo. Porém, logo se tornou líder mundial de jatos regionais, entregandoao mercado exterior mais jatos que grandes líderes, e, assim, finalizando tal ano com um faturamento de bilhões de dólares. Além disso, estava para ser lançada uma nova linha de jatos, que se alcançasse sucesso faria suas vendas dobrarem.
O governo brasileiro não poupou esforços para incentivar a indústria aeronáutica devido à sua magnitude territorial com escassa infraestrutura de transportesterrestres e fluviais. Sendo assim, criou o Ministério da Aeronáutica entre os anos 40 e 50, que se tornou o responsável pelos setores aeronáutico, civil e de defesa, além das áreas para criação de projetos, formando engenheiros e alocando especialistas alemães. Sua sede situada na cidade de São José dos Campos, a tornou o maior centro industrial da aeronáutica brasileira.
Em 1969 o Ministério daAeronáutica cria a Embraer para fabricação de aeronaves militares e comerciais, cujo governo brasileiro detinha o controle mínimo de 51% do capital, através de um decreto presidencial. Além disso, tal decreto firmava junto aos órgãos federais a preferência para compra de aviões da Embraer, bem como a isenção de tributos nas importações de matérias-primas, peças e equipamentos. Tais açõesimpulsionaram o capital entre os anos de 70 a 85.
Na década de 70 a Embraer introduziu-se em três mercados do setor aeronáutico: de aeronaves regionais de passageiros, de defesa, e para fins específicos. Favorecida pelo seu privilégio no mercado brasileiro conquistou a licença da Piper para fabricação de qualquer tipo de aeronaves.
As primeiras exportações foram para o Uruguai e Chile, e em seguida para osEUA com o Bandeirante para operar as pontes aéreas, que com a aprovação da FAA aumentou seu crescimento e possibilitou a criação de uma subsidiária, quando já controlava 46% do mercado de turboélices, ultrapassando a líder, Fairchild.
Nos anos 80 dezenas de companhias americanas operavam suas pontes aéreas com mais de cem Bandeirantes. Logo em seguida, foi lançada a aeronave Brasília que fezbastante sucesso também nos EUA.
Entre os anos 80 e 90 a empresa apresentou queda de desempenho na área internacional militar (devido ao fim da guerra fria), na área civil (devido a recessão mundial), e na regional (devido ao fracasso do desenvolvimento da aeronave CBA123). Apesar da tentativa de parceria com a Argentina no Tratado de Mercosul, a instabilidade política e a postura imprevisível daeconomia nacional comprometeram fortemente a indústria aeronáutica brasileira neste período. Contudo, a Embraer desenvolveu competências e expertises que possibilitaram a retomada de sucessos e sua permanência no mercado.
No mercado nacional, com aumentos de inflações, a Embraer retomou a estabilidade apenas em 1994 com o Plano Real, porém ainda com baixa competitividade internacional, que geroudemissões e perda de produção. Inicia-se a partir daí a proposta de privatização pela presidência da Embraer junto ao governo brasileiro, marcado por diversos problemas de descumprimentos de pagamentos por parte das empresas integrantes do consórcio, que se agravou em função das altas taxas de juros.
Com a vinda do CEO, Maurício Botelho, foi possível uma restruturação na cúpula administrativa,reduzindo pessoal e ajustando salários, o que resultou em uma organização matricial estruturada em função de projetos, focados em aumentar a flexibilidade, interação e autonomia, em paralelo com a redução de custos e prazos.
No final de 1997 houve aumento de contratação de pessoal; implantação de programas de incentivo de distribuição de parte de dividendos dos acionistas aos funcionários como forma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Estudo de Caso : Embraer: A Líder Mundial em Jatos Regionais
  • Inovação de Valor na Família de Jatos Regionais ERJ 170/190 da EMBRAER
  • Lideres mundiais
  • Comercio mundial e regional
  • O Comercio Mundial e os Blocos Regionais
  • Os conflitos regionais os deserdados da ordem mundial as perspectivas de uma ordem solidária em escala mundial
  • Conflitos regionais e os deserdados da nova ordem mundial
  • Tendencias da economia Mundial e ajustes nacionais e regionais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!