• Fernando Pessoa
    únicos livros publicados em vida são os das colectâneas dos seus poemas ingleses: Antinous e 35 Sonnets e English Poems I - II e III, editados em Lisboa, em 1918 e 1921. Fernando Pessoa permanece em Lisboa, enquanto todos — mãe, padrasto, irmãos e criada Paciência, que viera com ele — regressam a...
    5747 Palavras 23 Páginas
  • Rotinas trabalhistas e contabilização
    épicos gregos Ilíada. e Odisseia, os livros iranianos antigos Gathas Avesta e Yasna, o épico nacional romano Eneida, de Virgílio, e os épicos indianos Ramayana e Mahabharata. Os esforços dos pensadores antigos em determinar o que faz a poesia uma forma distinta, e o que distingue a poesia boa da má...
    1380 Palavras 6 Páginas
  • Analise
    Sumario 1. Introdução 2. Poema “ Autopsicografia” de Fernando Pessoa 3. Análise do poema Autopsicografia de Fernando Pessoa 4. Estrato gráfico e fonológico do poema 5. Livro Cancioneiro 6. Um pouco sobre a vida de Fernando Pessoa 7. Conclusão...
    661 Palavras 3 Páginas
  • Fernando Pessoa.
    indivíduos diferentes, cada qual com seu mundo próprio, representando o que angustiava ou encantava seu autor. Mostrou muito pouco de seu trabalho em vida. Em 1934 candidatou-se com a obra "Mensagem", um dos poucos livros publicados em vida, ao prêmio de poesia do Secretariado Nacional de Informações de...
    614 Palavras 3 Páginas
  • Fernando Pessoa
    Poemas Completos de Alberto Caeiro. Obras de Fernando Pessoa O marinheiro Um dos raros textos dramáticos de Fernando Pessoa, O marinheiro fala do sonho e de lugares e vidas imaginadas que se tornam presentes pela força da palavra de quem os cria e de quem ouve falar deles. Livro...
    776 Palavras 4 Páginas
  • Fernando pessoa
    "Mensagem", seu único livro publicado. 30 de novembro de 1935 - Morre em Lisboa, aos 47 anos. | CANCIONEIRO Cancioneiro: Nota preliminar Tão abstrata é a idéia do teu ser... Dobre - Peguei no meu coração... Quem te disse ao ouvido esse segredo... Abdicação: Toma-me, ó noite eterna... Dorme enquanto eu...
    742 Palavras 3 Páginas
  • José batista de lima
    o autor é um fingidor, pois seus textos não só recriam, apenas, seu universo, apresentando-o acabado, como também continuam a ser elaborados pelo leitor, que lhes preenche todos os vazios e os referenda.” Graças Musÿ * Contos O livro é composto por 49 contos que tem como características...
    758 Palavras 4 Páginas
  • Africa
    diferentes das encontradas em seus heterônimos. Fernando Pessoa “ele-mesmo” expressa um profundo sentimento nacionalista e um apego à tradição portuguesa. Sua produção literária é comumente dividida em: lírica e épica. O livro Mensagem é um exemplo da sua obra épica. Nele Fernando Pessoa, numa...
    1879 Palavras 8 Páginas
  • PROJETO AMBIENTAL LOAC
    formação acadêmica? 3) Quais profissões/funções desenvolveu durante sua vida? 4) Quantos livros escreveu? Qual (is) seu(s) título(s)? 5) Pertence a qual período literário? 2. Agora que você já sabe um pouco sobre o autor, vamos conhecer sua obra. O vídeo abaixo é a leitura do "POEMA...
    5781 Palavras 24 Páginas
  • literatura
    dizer que ele, a rigor, se afasta dos aspectos renascentista? Por quê. Dê exemplos com textos retirados do livro em estudo. Sim, porque os traços maneiristas trazem os sinais de uma “crise”, em que o pessimismo e o desencanto começam a minar o otimismo do Renascimento. O artista do maneirismo começa...
    1688 Palavras 7 Páginas
  • Poesia
    ao Brasil em outubro. Lê Goethe, Lenau e Heine (no sanatório reaprendera o alemão que havia estudado no ginásio). No Rio de Janeiro, reside na rua Nossa Senhora de Copacabana e na Rua Goulart. Em 1916 falece sua mãe, Francelina. No ano seguinte publica seu primeiro livro: A cinza das horas, numa...
    2345 Palavras 10 Páginas
  • A linguagem da modernidade na literatura em língua portuguesa
    ------------------------------------------------------------------------- 22 Introdução A linguagem de hoje procura usar palavras simples e objetivas, de forma que até as pessoas menos estudadas compreendam o conteúdo (antigamente, os livros eram para as restritas elites de nobres, sacerdotes e...
    5123 Palavras 21 Páginas
  • Cancioneiro
    . Liberdade Ai que prazer  Não cumprir um dever,  Ter um livro para ler  E não fazer!  Ler é maçada,  Estudar é nada.  Sol doira  Sem literatura  O rio corre, bem ou mal,  Sem edição original.  E a brisa, essa,  De tão naturalmente matinal,  Como o tempo não tem pressa...
    845 Palavras 4 Páginas
  • Fernando Pessoa
    cima ↑ Releituras - Autopsicografia e resumo biográfico. Releituras.com. Ir para cima ↑ "Pessoa, Fernando". Livro do Desassossego. Colecção: Obras de Fernando Pessoa. Assírio & Alvim, 2006. ISBN 972-37-0476-5. Ir para cima ↑ heteronímia. Infopedia.pt. Página visitada em 06 de junho de 2012. Ir para...
    5536 Palavras 23 Páginas
  • Fernando pessoa
    tradutor | Principais trabalhos | Mensagem, Livro do Desassossego | Movimento literário | Modernismo | Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de Junho de 1888 — Lisboa, 30 de Novembro de 1935), mais conhecido como Fernando Pessoa, foi um poeta, filósofo e escritor português. É...
    5497 Palavras 22 Páginas
  • Trabalho sobre os poetas brasileiros
    ; * Vou-me embora para Pasárgada; * Poética (Do livro Libertinagem); * Carlos Drummond de Andrade; * Biografia; * Obras: * Um boi vê os Homens; * Infância; * Rifoneiro divino; * Mãos dadas...
    5288 Palavras 22 Páginas
  • Fernando Pessoa
    heterónimo. Foi também neste ano que escreveu os poemas de “O Guardador de Rebanhos” e o “livro do Dessossego”. Simpatizante da Renascença Portuguesa, no início afastou-se depois, e em 1915 com Mário de Sá Carneiro e Almada Negreiros entre outros, esforçou-se por renovar a literatura portuguesa através da...
    640 Palavras 3 Páginas
  • Memorial
    do País e formam-se, então, novos partidos. Ecos da grande guerra e da ditadura nacional manifestam-se nos poemas de Carlos Drummond de Andrade, "A Rosa do Povo", e no livro de João Cabral de Melo Neto, "O Engenheiro", ambos publicados em 1945. PRINCIPAIS AUTORES: 1) Ariano Suassuna 2...
    4538 Palavras 19 Páginas
  • psicologia
    de uma percepção mais rica da realidade, aumenta a familiaridade com a linguagem mais elaborada da literatura e enriquece a sensibilidade. Leia mais sobre produção de texto O poeta José Paulo Paes diz em seu livro É isso ali: "A poesia não é mais do que uma brincadeira com as palavras. Nessa...
    2733 Palavras 11 Páginas
  • Considerações sobre "Rabiscos Poéticos"
    CONSIDERAÇÕES SOBRE “RABISCOS POÉTICOS” Ellen Oliveira Nesse texto, pretendo conversar sobre meu singelo livro intitulado “Rabiscos Poéticos”, que teve sua primeira edição publicada pela BOOKESS Editora, em maio de 2013. Esta obra reúne algumas poesias de minha autoria que considero meus...
    1357 Palavras 6 Páginas