Poder De Barganha Dos Fornecedores artigos e trabalhos de pesquisa

  • Poder de barganha

    mercadológica, muito conhecida como as “Cinco Forças de Porter” que identificam as forças que atuam no mercado. Rivalidade entre os concorrentes Ameaça de entrada de novas empresas (entrantes) Ameaça de produtos e serviços substitutos Poder dos fornecedores Poder dos compradores (clientes) Esse modelo de análise explica os fatores que influenciam o mercado e que afetam o comportamento de compra. Tem como principais objetivos entender o ambiente competitivo e identificar ações e estratégias futuras...

    812  Palavras | 4  Páginas

  • Poder de negociação dos fornecedores

    Poder de Negociação dos fornecedores Os fornecedores podem exercer seu poder de barganha sobre os participantes do mercado ao ameaçar aumentar os preços ou reduzir a qualidade dos produtos e serviços comprados. Poderosos fornecedores de matérias-primas chave podem apertar a lucratividade de um mercado que não está apto a repassar os aumentos no custo em seus próprios preços. As condições que tornam esses fornecedores poderosos são similares às que tornam os compradores fortes.     Vale ressaltar...

    532  Palavras | 3  Páginas

  • Poder de Barganha dos Clientes

    4.3 Poder de Barganha dos clientes Os clientes possuem um papel fundamental nas estratégias competitivas das empresas. Eles dispõem de um poder de negociação que podem forçar para baixo os preços dos produtos, bem como negociar os prazos dos pagamentos e obterem mais vantagens nos serviços. Mesmo assim existem clientes que agem de forma insensível a estes preços, sendo o custo dos produtos correspondentes uma pequena parcela do seu orçamento de compra. Esse tipo de cliente relaciona o...

    663  Palavras | 3  Páginas

  • Poder de barganha

    o poder de negociação dos fornecedores, também chamado de "poder de barganha dos fornecedores". Os fornecedores com mais força de barganha ou de negociação rivalizam com a nossa Organização porque podem reduzir nossos lucros, ao exigir que aceitemos seus preços, seus produtos ou serviços padronizados e seus prazos de pagamento ou de entrega. M. Porter (1992) não quis dizer os clientes sejam "inimigos" da Organização. A ênfase deste autor é na concorrência em várias de suas expressões, inclusive...

    886  Palavras | 4  Páginas

  • Fornecedores

    A Bradesco Seguros tem um fornecedor interno que seria a Organização de Vendas que melhora e cria novos produtos. Temos fornecedores como a Marinho despachante para regulação de sinistros, temos empresas como a Linces, BS2 para vistorias, no produto vida, a Europ Assistance que realiza a assistência funeral, pessoal e no saúde/dental temos a odontoprev e como essas empresas fornecem o serviço aos nossos produtos fica limitado o poder de barganha pelos fornecedores. Em contraparte, uma vez firmada...

    641  Palavras | 3  Páginas

  • Poder de barganha dos clientes

    Poder de barganha dos clientes Os clientes exercem um papel importantíssimo para o planejamento e direcionamento das ações da empresa. Como sempre são muito bem informados, eles têm capacidade de exigir preços mais baixos, pagamentos mais facilitados, maiores descontos, entre outras formas de barganha, o processo de compra do consumidor finda-se na satisfação das suas necessidades. Em um mercado onde os consumidores tem um grande nível de informação estão cada vez mais aderindo o conceito de...

    724  Palavras | 3  Páginas

  • O poder de barganha dos fornecedores

    *O poder de barganha dos fornecedores O elevado custo de entrada no setor e os elevados custos dos insumos necessários para o desenvolvimento da atividade dependem da relação que se estabelece entre a empresa e seus fornecedores. Nos hotéis Resorts, os recursos humanos são de extrema importância e estão cada vez mais escassos e caros, assim como os recursos financeiros. No caso do resort, ele conta com mão de obra qualificada, pois Mogi das Cruzes apresenta duas boas universidades, sendo a...

    502  Palavras | 3  Páginas

  • 5 Forças de porter - concorrentes, entrantes, substitutos, compradores e fornecedores

    21/04/13 5 Forças de Porter: Concorrentes, Entrantes, Substitutos, Compradores e Fornecedores | Marketing | Tutoriais CEDET Cursos Livrarias Virtuais CEDET Tutoriais Cadastro 5 Forças de Porter: Concorrentes, Entrantes, Substitutos, Compradores e Fornecedores Introdução Michael Porter, no livro “Competitive Strategy: Techniques for analysing Industries and Competitors” criou um modelo de análise mercadológica, muito conhecida como as “Cinco Forças de Porter” que identificam...

    4936  Palavras | 20  Páginas

  • Fornecedores Outback

    Portugal ) em 25 de maio de 2001, “Os fornecedores podem exercer o seu poder sobre um setor ameaçando elevar os preços ou reduzir a qualidade dos seus produtos ou serviços.  Um grupo de fornecedores é poderoso nas seguintes condições:   É dominado por um número reduzido de empresas e está mais concentrado do que a indústria que fornece;   Não depara com produtos substitutos;   A indústria abastecida não constitui um cliente importante para os fornecedores;   Os produtos fornecidos são diferenciáveis...

    1200  Palavras | 5  Páginas

  • A sétima escola do poder

    ESTRATEGICO: Escola do Poder SÉTIMA ESCOLA DO PLANEJAMENTO ESTRATEGICO: Escola do Poder Bruna Lilian Rafaela Pires Rocha Rafael Gonzaga Rafael Lima Luana Silva Bruna Lilian Rafaela Pires Rocha Rafael Gonzaga Rafael Lima Luana Silva Duque de Caxias 2013 Bruna Lilian Rafaela Pires Rocha Rafael Gonzaga Rafael Lima Luana Silva SÉTIMA ESCOLA DO PLANEJAMENTO ESTRATEGICO: Escola do Poder SÉTIMA ESCOLA DO PLANEJAMENTO ESTRATEGICO: Escola do Poder Trabalho apresentado...

    1065  Palavras | 5  Páginas

  • Tópico 5 - Entrada e Saída, Poder de Mercado e Análise Setorial A Economia da Estratégia (Besanko, Dranove, Shanley e Schaefer) Capítulos 11 e 12 Economia Industrial de Luiz Cabral Capítulo 4

    Desenvolvimento Econômico e Social Tópico 5 - Entrada e Saída, Poder de Mercado e Análise Setorial A Economia da Estratégia (Besanko, Dranove, Shanley e Schaefer) Capítulos 11 e 12 Economia Industrial de Luiz Cabral Capítulo 4 Microeconomia Professor Romero Rocha Rio de Janeiro Novembro/2014 A P R E S E N T A Ç Ã O Neste breve trabalho a intenção foi de expor as noções do entendimento de poder de mercado, entrada e saída de empresas no cenário econômico...

    4772  Palavras | 20  Páginas

  • papel de fornecedor numa empresa

    FORNECEDOR Ao verificarmos quais são os principais agentes que influenciam o resultado da empresa, os fornecedores sempre estão como um dos principais itens dessa lista, mas na prática quais são as vantagens que a empresa tem ao manter um relacionamento benéfico com o seu fornecedor? Durante muito tempo, houve a idéia de que a negociação com fornecedores era pautada na barganha, na briga pelo preço. Mas com o avanço de novos estudos percebeu-se que a empresa ao adotar uma metodologia que busca...

    605  Palavras | 3  Páginas

  • escola do poder

    A ESCOLA DO PODER A escola do poder abre o jogo e caracteriza a formação de estratégia como um processo aberto de influência, enfatizando o uso do poder e política para negociar estratégias favoráveis a determinados interesses. Portanto, devemos fazer uma distinção entre dois ramos desta escola, aquele que chamamos Poder Micro – que lida com o jogo da política, é o poder ilegítimo dentro da organização e o Poder Macro – que diz respeito ao uso do poder pela organização. O poder costuma ser visto...

    1808  Palavras | 8  Páginas

  • Estudo de caso: colas x fornecedores de adoçantes

    Estudo de Caso: Colas x Fornecedores de Adoçantes Nem a Coca-Cola nem a Pepsi desejavam realmente migrar para um aspartame genérico. Ao recordar o fracasso da reformulação da New Coke, em 1985, nenhuma empresa queria ser a primeira a retirar de suas latas o logotipo da NutraSweet e correr o risco de criar no mercado uma percepção de que estaria alterando o sabor de seu refrigerante. Se uma das grande concorrentes trocasse de aspartame, a outra, quase certamente, impulsionaria suas vendas, alardeando...

    680  Palavras | 3  Páginas

  • Fornecedores & JIT

    FORNECEDORES JIT De acordo com Tubino (1999), a meta do JIT na área de fornecimento é reduzir a base de fornecedores para fixar contratos de longo prazo, podendo-se atingir maior ganho de escala, retorno dos investimentos, difusão dos conhecimentos e transferência de tecnologias, processos focalizados e coordenação de entregas. Segundo Lubben (1989), um contrato de longo prazo fortifica a segurança de saber que as relações comerciais continuarão enquanto o fornecedor permanece competitivo e ...

    2364  Palavras | 10  Páginas

  • RMP: Gestão de suprimentos e fornecedor

    A gestão de Suprimentos e fornecedor O que é avaliação de desempenho dos Recursos Materiais? Avaliar: mensurar, medir as ações de alguém, julgar algo; Desempenho: atuação; comportamento; cumprir; executar. Para Martins,2006 : Avaliar o que ocorre na gestão dos materiais é essencial, e essa avaliação é o que se pode chamar de “medida de desempenho”, pois é uma maneira de medir o desempenho em determinada área e agir sobre os desvios em relação aos objetivos traçados. Avaliar o está acontecendo...

    2085  Palavras | 9  Páginas

  • Avaliação de fornecedores

    DE FORNECEDORES TECMASTER Prof. Giuliano Marodin Carlos Barum 29501 Christine Burghart 94014 Evelyn Maciel 151695 Lauren Aita 112926 Thomás Noro 155961 Vanessa Devit Moretto 97662 Porto Alegre, 2008 Sumário 1 Referencial Teórico 3 2 TECMASTER 9 2.1 Apresentação da Empresa 9 2.2 Análise de Caso 11 2.3 Sugestão de Tabela para Avaliação de Fornecedores da Tecmaster 15 Referências 21 Lista de figuras Figura 1 – Tabela de Avaliação de Fornecedores 19 ...

    4525  Palavras | 19  Páginas

  • Poder nas organizações

    PODER NAS ORGANIZAÇÕES “Toda coletividade humana abriga diferenças e exige mediações para manter a convivência - isso envolve processos de controle, articulação, arbitragem e deliberação. Sem uma disciplina mínima, nenhuma coletividade humana funciona”. * Teoria das trocas sociais: comportamento social é uma troca de bens materiais e não materiais e de símbolos de aprovação ou prestígio. Curso normal da vida cotidiana: as pessoas tentam influenciar e controlar o comportamento das outras ...

    1128  Palavras | 5  Páginas

  • Serrano Relacoes De Poder E A Politica Macroeconomica

    Relações de Poder e A Política Macroeconômica Americana, de Bretton Woods ao Padrão Dólar Flexível Franklin Serrano I.Introdução O objetivo do presente trabalho é tentar mostrar a importância estratégica da política de defesa da posição internaciona l do dólar e também da orientação geral da política macroeconômica americana para: 1) a vitória do lado capitalista na Guerra Fria; 2) o posterior restabelecimento e aumento do poder de barganha das classes proprietárias em relação à classe trabalhadora...

    19068  Palavras | 77  Páginas

  • jack

    além do poder de reação das organizações já constituídas.(Serra, Torres & Torres, 2004). Estas barreiras são os fatores que atrapalham o aparecimento de novas empresas para concorrerem em determinado setor. Algumas das principais barreiras são: Economia de Escala; Capital Necessário; Acesso aos canais de distribuição. Poder de barganha dos compradores - Pode ser traduzido como a capacidade de barganha dos clientes para com as empresas do setor. Esta força competitiva tem a ver com o poder de decisão...

    9181  Palavras | 37  Páginas

  • 5 Forças de porter

    considera cinco fatores, ou "forças competitivas", que devem ser estudados para que se possa desenvolver uma estratégia empresarial eficiente. As cinco forças de Porter são: •Rivalidade entre os concorrentes; •Poder de barganha dos clientes; •Poder de barganha dos fornecedores; •Ameaça de novos entrantes; •Ameaça de produtos substitutos. Cinco Forças de Porter CINCO FORÇAS DE PORTER - Conceituação Em um determinado momento, uma ou algumas dessas forças são mais importantes para...

    1452  Palavras | 6  Páginas

  • 1FE EE 30 ges RJ 22 mATRIZ 2 ANALISE Fase 2 Alida Bernardo da Silva

    Tópico 2 – Ideias diferentes das suas Ideia 1: Não creio que a sua relação com fornecedores acorra desta maneira. A minha impressão é de que o Cirque funciona em sua maioria com sub-unidades do Cirque, que formam uma rede própria de suporte. Dependendo apenas de insumos primários para manter-se e atender a sua produção própria (criação e mão-de-obra). Justificativa, segundo conteúdo: “4 - Poder de barganha dos fornecedores: Para não ser repetitivo creio que todas as três forças incidem sobre esta quarta...

    1372  Palavras | 6  Páginas

  • 5 forças de Porter

    Disciplina:“ANÁLISE AMBIENTAL E ESTRATÉGIAS GENÉRICAS” Prof. Marcio Roberto Moran EXERCÍCIOEXTRA-CLASSE Obs1- A quantidade de espaços em branco é meramente ilustrativa, por isso o grupo deve indicar em cada tipo de agente – potenciais entrantes, fornecedores, clientes, substitutos e firmas competidoras – os nomes e quantidades que julgue necessário para uma boa resposta. Obs2-Não se esqueçam de começar pela sinalização dos competidores (FORÇA CENTRAL DO MODELO). Feito isso, localizem os integrantes...

    2068  Palavras | 9  Páginas

  • Estratégias Mercadológicas Atividade 7

    Concorrentes. Feedback da resposta: Michael Porter sugere um modelo de análise para verificar a vantagem competitiva de uma organização em um determinado mercado, utilizando sua matriz de análise que é conhecida no mercado como as 05 Forças de Porter: fornecedores, clientes, concorrentes, ameaças de novos entrantes e ameaças de produtos ou serviços substitutos. Entendemos como concorrentes todas as empresas que concorrem diretamente com a organização impedindo-a de lucrar, vender e investir. A rivalidade...

    957  Palavras | 4  Páginas

  • michael porter

    apostas estratégicas são altas. Barreiras à entrada de concorrentes Além de ser necessário observar as atividades das empresas concorrentes, a ameaça da entrada de novos participantes depende das barreiras existentes contra sua entrada, além do poder de reação das organizações já estabelecidas. Estas barreiras seriam fatores que dificultam o surgimento de novas empresas para concorrerem em determinado setor. Segue agora algumas das principais barreiras a serem analisadas: Economia de Escala:...

    831  Palavras | 4  Páginas

  • Modelo de porter de ambiente

    então vamos para as próximas forças. Barreiras à entrada de concorrentes Além de ser necessário observar as atividades das empresas concorrentes, a ameaça da entrada de novos participantes depende das barreiras existentes contra sua entrada, além do poder de reação das organizações já estabelecidas. Estas barreiras seriam fatores que dificultam o surgimento de novas empresas para concorrerem em determinado setor. Segue agora algumas das principais barreiras a serem analisadas: - Economia de Escala:...

    545  Palavras | 3  Páginas

  • dfdsfds

    Os fornecedores podem exercer seu poder de barganha sobre os participantes do mercado ao ameaçar aumentar os preços ou reduzir a qualidade dos produtos e serviços comprados. Poderosos fornecedores de matérias-primas chave podem apertar a lucratividade de um mercado que não está apto a repassar os aumentos no custo em seus próprios preços. As condições que tornam esses fornecedores poderosos são similares às que tornam os compradores fortes.        Vale ressaltar que os fornecedores em questão...

    1258  Palavras | 6  Páginas

  • 5 for as TRAB JORGE BIT

    diversos sabores se diferenciam de seus concorrentes. Segunda força: Poder de barganha dos clientes Nível de informação do cliente - Como foi dito anteriormente, hoje em dia o cliente tem fácil acesso á informação, sendo assim o poder de barganha desses compradores é muito alto, ­­­ isso uma ameaça para a empresa. Disponibilidade de produtos substitutos - Devido a grande disponibilidade de produtos substitutos, o poder de barganha dos clientes aumenta por suas diversas opções, o que torna uma ameaça...

    676  Palavras | 3  Páginas

  • Cinco forças de porter

    como um todo. 2. Poder de Negociação dos Fornecedores A cafeteria possui fornecedores que tem insumos com diferencial e serviços agregados como, por exemplo: - A marca Itamaraty disponibiliza a maquina de café se a empresa fidelizar a compra com a empresa em contrato. Esta marca tem seu poder de barganha à frente de outras marcas que não disponibilizam a mesma comodidade para a empresa. - Custos de mudanças dos fornecedores: para a empresa a mudança de fornecedor de cujo produto já é aceito...

    669  Palavras | 3  Páginas

  • 5 Forças m.porter

    110-018 Lucas Ferreira da Silva, 110-48 Rafael Lopes Vieira, 110-032 Rafaela Ap Furlan, 110-034 Suzimeire Bellini, 110-039 Victor Toyota, 110-053 7º Termo Novo Horizonte MARÇO/2013 GRUPO 3 AS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS DE MICHAEL PORTER – PODER DE NEGOCIAÇÃO DOS CLIENTES Trabalho desenvolvido na disciplina de Planejamento Estratégico II, do curso de Administração da Faculdade Santa Rita de Novo Horizonte, sob a orientação do profº Milton Zago. Trabalho desenvolvido na disciplina de Planejamento...

    1548  Palavras | 7  Páginas

  • Case Starbucks

    OPORTUNIDADES IMPACTO TENDÊNCIA Que ações poderiam ser feitas para MAXIMIZAR as OPORTUNIDADES? TECNOLÓGICO Aumento de conhecimento nos avanços tecnológicos para máquinas de café expresso MEDIO MELHORAR Locação de máquinas de catering de café com fornecedores para inserção em empresas, escritórios, laboratórios, hospitais, etc... ECONÔMICO Utilização de franquias como modelo de negócio ELEVADO MELHORAR Aumento no retorno de capital, divulgação da marca sem a necessidade de gastos com propaganda e investimentos...

    1255  Palavras | 6  Páginas

  • As cinco forças

    melhor. 2ª Força - Barreiras à entrada de concorrentes Além de ser necessário observar as atividades das empresas concorrentes, a ameaça da entrada de novos participantes depende das barreiras existentes contra sua entrada, além do poder de reação das organizações já estabelecidas, estas barreiras seriam fatores que dificultam o surgimento de novas empresas para concorrerem em determinado setor. Abaixo algumas das principais barreiras a serem analisadas: - Economia de Escala:...

    792  Palavras | 4  Páginas

  • 5 Forças de Porter

    competitividade das organizações, Barreiras à entrada de concorrentes Além de ser necessário observar as atividades das empresas concorrentes, a ameaça da entrada de novos participantes depende das barreiras existentes contra sua entrada, além do poder de reação das organizações já estabelecidas. Estas barreiras seriam fatores que dificultam o surgimento de novas empresas para concorrerem em determinado setor. principais barreiras a serem analisadas: - Economia de Escala: atrapalha a entrada de...

    577  Palavras | 3  Páginas

  • As cinco forças de Michael Porter

    indústria depende das cinco forças competitivas básicas”. Uma das forças está dentro do próprio setor, sendo que as demais são externas. São elas: Rivalidade entre concorrentes, barreiras à entrada de concorrentes, poder de barganha dos compradores, poder de barganha dos fornecedores e ameaça de produtos ou bens substitutos. 1.1 Rivalidade entre concorrentes Esta força é considerada como a mais significativa, devido ao fato de se relacionar com todas as outras. Nesta dimensão, deve-se...

    843  Palavras | 4  Páginas

  • Forças de porter

    vamos para as próximas forças. Barreiras à entrada de concorrentes Além de ser necessário observar as atividades das empresas concorrentes, a ameaça da entrada de novos participantes depende das barreiras existentes contra sua entrada, além do poder de reação das organizações já estabelecidas. (SERRA, TORRES e TORRES, 2004) Estas barreiras seriam fatores que dificultam o surgimento de novas empresas para concorrerem em determinado setor. Segue agora algumas das principais barreiras a serem analisadas: ...

    690  Palavras | 3  Páginas

  • 5 Forças competitivas de porter

    muito conhecida como as “Cinco Forças de Porter” que identificam as forças que atuam no mercado. São elas: • • • • • Rivalidade entre os concorrentes Ameaça de entrada de novas empresas (entrantes) Ameaça de produtos e serviços substitutos Poder dos fornecedores Poder dos compradores (clientes) Esse modelo de análise explica os fatores que influenciam o mercado e que afetam o comportamento de compra. Tem como principais objetivos entender o ambiente competitivo e identificar ações e estratégias futuras...

    5373  Palavras | 22  Páginas

  • cinco forças de porter

    Grau de diferenciação dos produtos As barreiras à saída Em situações de elevada rivalidade os concorrentes procuram activamente captar clientes, as margens são esmagadas e a actuação centra-se em cortes de preços e descontos de quantidade. Poder de Negociação dos clientes Os clientes exigem mais qualidade por um menor preço de bens e serviços. Também competindo com a indústria, forçando os preços para baixo. Assim jogando os concorrentes uns contra os outros. Também descrito como o mercado...

    1483  Palavras | 6  Páginas

  • Cinco forças de Porter

    Supermercado Campeão. Esses têm suas lojas do mesmo tamanho fisicamente, variam um pouco em seus preços de acordo com seu poder de barganha. Um número elevado de Supermercados aumenta a rivalidade porque mais competem pelos mesmos consumidores e recursos. O Guanabara tem um grande número de concorrentes, fazendo-se necessário um poder alto de barganha com seus fornecedores, ações de vendas e grande atenção à publicidade, com anúncios nas ruas, propagandas, entre outros. -Ameaça de novos entrantes ...

    1031  Palavras | 5  Páginas

  • pest

    Força 1 Poder de Barganha dos Fornecedores Quais são os principais Fornecedores? Produtores do grão de Café; Embalagem decartáveis(copo/tampas/); insumos (açucar/leite/adoçantes) Principais fontes de Poder de Barganha Avaliação de 0 a 5 (0 - gera nenhum Poder de Nota Final Média Barganha e 5 - gera muito Poder de (Soma das avaliações das notas individuais das fontes Barganha) de Poder) 2 1,5 Há custos de mudanças de fornecedores? 1 Conclusão Poder de Barganha: Alto:...

    651  Palavras | 3  Páginas

  • ANÁLISE DAS 5 FORÇAS DO SETOR DE PCs

    5 forcas de Porter, cujo modelo sustenta que o potencial de lucro de um setor é em grande parte determinado pela intensidade da rivalidade competitiva no setor, que é explicada pela ameaça de novos concorrentes, pelo poder de barganha dos clientes, poder de barganha dos fornecedores, a ameaça de bens ou serviços substitutos e a rivalidade entre os concorrentes atuais. Atualmente, as principais empresas de fabricação de computadores pessoais consistem de HP , Dell, Apple , Acer e Lenovo. Seu mercado...

    596  Palavras | 3  Páginas

  • Referente as forças de michael porter

    serviço oferecido não tem um diferencial, quando é comum, daí a diferença parte para a propaganda, marketing e ou preço. 2) O que a empresa deve fazer para evitar novos entrantes? - investir pesado, ser agressivo no marketing, negociar com fornecedores para que possa ser competitivo nos preços, isso assusta e dificulta o acesso de novos entrantes no mercado. (aumentar o marketing share) 3) Quando um produto/serviço é considerado substituto? -quando o produto deixa de ser usado por outro que...

    689  Palavras | 3  Páginas

  • Studiare Corre o ii

    a análise das cinco forças competitivas de Porter, podemos afirmar que:  O  poder do comprador não influencia os preços que as empresas podem cobrar, da mesma forma que não influencia a ameaça de substituição.  Quanto ao poder dos compradores, podemos afirmar que ele não influencia o custo e o investimento, já que os compradores poderosos não exigem serviços dispendiosos. Quanto ao poder de  negociação dos fornecedores, é correto afirmar que não determina os custos das matérias-primas e de outros...

    1385  Palavras | 6  Páginas

  • 5 FORÇAS DE POTTER

    As cinco forças são mostradas abaixo: O modelo das cinco forças não e útil apenas para organizações comerciais. Ele também pode ser usado por organizações do setor publico e sem fins lucrativos para atender melhor seus clientes, fornecedores e outras organizações com quais elas possam estar concorrendo por apoio(financeiro ou outros). AMEAÇA DE NOVOS ENTRANTES NO MERCADO Além de considerar rivais existentes, as organizações devem considerar também o potencial de outros entrantes...

    1345  Palavras | 6  Páginas

  • Wal mart

    tornou-se a maior empresa de varejo do mundo. Se analisarmos o comportamento estratégico da Wal-Mart segundo as forças competitivas de Porter, que são: ameaça de novos concorrentes, pressão de produtos substitutos, poder de barganha dos compradores, poder de barganha dos fornecedores e rivalidade entre os concorrentes, podemos destacar: Ameaça de novos concorrentes, trata da facilidade ou dificuldade que um novo concorrente pode sentir ao começar a fazer negócios em um setor. No caso Wal-Mart, a...

    639  Palavras | 3  Páginas

  • Estudo de Caso: Crédito Consignado e os Correspondentes Bancários

    de troca x Tabela 3 – Poder de Barganha dos Fornecedores Força Competitiva 3: Poder de Barganha dos Fornecedores 1 2 3 4 Concentração de fornecedores x Importância dos seus produtos para os compradores x Custo de mudança para os clientes x Disponibilidade de produtos substitutos x Diferenciação dos produtos/serviços x Tabela 4 – Poder de Barganha dos Clientes Finais Força Competitiva 4: Poder de Barganha dos Clientes 1 2 3 4 Diversidade...

    653  Palavras | 3  Páginas

  • Estudo de caso

    em realizar um estudo de caso do Grupo Pão de Açúcar, em comparação com as 5 forças de Poter, que são: Ameaça de novos entrantes, O poder de barganha dos fornecedores, poder de barganha dos compradores, Ameaça de produtos substitutos e Rivalidade do setor. Para que possa ser observado as estratégias que a empresa deve tomar para continuar firme em seu segmento e poder competir no mercado. 2. Impactos das 5 forças de Poter do ponto de vista do supermercado: 2.1 Ameaça de novos entrantes: É considerada...

    844  Palavras | 4  Páginas

  • Comportamento Organizacional

    competitivas Dimensão horizontal,composta por três forças ; grau de rivalidade entre as empresas, ameaça dos novos entrantes potenciais,ameaça dos novos produtos substitutos. Dimensão vertical,composta por duas forças; poder de barganha dos compradores, poder de barganha dos fornecedores. Grau de rivalidade entre as empresas Ajuda a determinar em que extensão o valor criado pela indústria será dissipado na luta pelo mercado.Alto quando há crescimento lento, concorrentes numerosos, custo de armazenamento...

    539  Palavras | 3  Páginas

  • Administração

    demanda. FORNECEDORES: - Alto poder de negociação dos fornecedores. - Principais fornecedores - fabricantes de aeronaves e peças de reposição, bancos e empresas de leasing, fornecedores de combustíveis, aeroportos e os sistemas de distribuição (Global Distribution Systems - GDS). - Fabricantes - concentrados - não havendo mais do que dois fabricantes para a mesma categoria de aeronaves. A aquisição de novas aeronaves requer alguns anos de antecedência na colocação dos pedidos. Seu poder de barganha...

    772  Palavras | 4  Páginas

  • Gestão de custos

    segmento ou mercado, medida pelo retorno de longo prazo sobre o investimento de uma empresa média, depende, em grande parte, dos cinco fatores que influenciam a lucratividade”. Poder de Barganha dos Fornecedores Ameaça de Novos Entrantes Ameaça de Produtos Substitutos Rivalidade entre Concorrentes Poder de Barganha dos Clientes Figura 1 – Representação gráfica do modelo de cinco forças de Michael Porter. Fonte: Adaptado de Jane Bernardo, 2013 Para entender melhor como as forças se...

    1195  Palavras | 5  Páginas

  • Uniítalo

    Indústria Técnica de Michael Porter : foca potencial de retorno de longo prazo, baseado em: Ameaça de novos concorrentes Intensidade da rivalidade entre concorrentes existentes Ameaça de produtos substitutos Poder de barganha dos compradores Poder de barganha dos fornecedores Ameaça de novos entrantes 4 Ameaça de entrantes A intensidade da ameaça de novos concorrentes, (disputa por fatias do mercado), depende de dois fatores: Barreiras à entrada Ameaça de retaliação por parte...

    682  Palavras | 3  Páginas

  • 5 Forças de porter

    fatores. Poder de barganhas dos fornecedores - Os fornecedores podem exercer seu poder de barganha sobre os participantes do mercado ao ameaçar aumentar os preços ou reduzir a qualidade dos produtos e serviços comprados. Poderosos fornecedores de matérias-primas chave podem apertar a lucratividade de um mercado que não está apto a repassar os aumentos no custo em seus próprios preços. As condições que tornam esses fornecedores poderosos são similares às que tornam os compradores fortes. O poder de barganha...

    753  Palavras | 4  Páginas

  • Planejamento estrategico

    organizações. 3.1 BARREIRAS À ENTRADA DE CONCORRENTES Além de ser necessário observar as atividades das empresas concorrentes, a ameaça da entrada de novos participantes depende das barreiras existentes contra sua entrada, além do poder de reação das organizações já estabelecidas. (SERRA, TORRES e TORRES, 2004) Estas barreiras seriam fatores que dificultam o surgimento de novas empresas para concorrerem em determinado setor. Segue agora algumas das principais barreiras a serem analisadas: ...

    787  Palavras | 4  Páginas

  • 5 forças de Porter MCdonalds

    citadas. Isso levaria anos para ocorrer, não devendo o McDonald’s se preocupar com isso a curto prazo. A ameaça de novos entrantes, seria então no sentido da instalação de franquias das redes já existentes em mercados dominados pelo McDonald’s. Poder de barganha dos consumidores: As refeições do McDonald’s no Brasil são consideradas de alto custo para os consumidores. Periodicamente, estes preços são elevados mais ainda, o que torna menos acessível, e diminui a freqüência de consumo.  Ameaça de produtos...

    775  Palavras | 4  Páginas

  • AS 5 FORÇAS DE PORTER

    esquivarem de alguns nichos específicos de negócios. Custo de Transição: são percebidos pela necessidade de investimento que o consumidor é compelido a fazer no momento em que opta por trocar de fornecedor. Custos com novo treinamento, equipamentos auxiliares ou custos de relacionamento entre fornecedor e comprador são muito comumente estabelecidos para preservar o cliente da tentação de um novo entrante. Acesso aos Canais de Distribuição: é comumente imposto ao escoamento logístico do produto,...

    1378  Palavras | 6  Páginas

  • rhUMANOS

    Competitivas básicas do setor: [1] a ameaça de novos concorrentes que ingressam no setor [2] a intensidade da rivalidade entre os concorrentes existentes [3] a ameaça de produtos ou serviços substitutos [4] o poder de barganha dos compradores [5] o poder de barganha dos fornecedores A chave da competição eficaz está em a empresa encontrar uma posição no mercado a partir da qual possa influenciar essas 5 forças em seu benefício, ou defender-se contra elas. Essa estratégia exige o entendimento...

    3829  Palavras | 16  Páginas

  • DELL

    a DELL deve segmentar ainda mais a venda dos seus produtos, focando principalmente na venda para empresas. 4° O poder de barganha dos fornecedores Como a DELL não fabrica as peças que compõem seus produtos e sim compra as peças prontas para montar seus produtos, existe um baixo poder de barganha dos fornecedores junto à empresa, quando a empresa tem vários fornecedores. O fornecedor DELL deve, obrigatoriamente, apresentar as peças que constroem a qualidade e segurança dos PC’s da DELL, aliando...

    639  Palavras | 3  Páginas

  • O poder da Marca

    UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ CAMILA NATALIA RODRIGUES DESMOND SAMUEL FERREIRA DOS SANTOS o poder da marca Taubaté – SP 2014 CAMILA NATALIA RODRIGUES DESMOND SAMUEL FERREIRA DOS SANTOS o poder da marca Trabalho de Graduação, modalidade de Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Economia, Contabilidade e Administração da Universidade de Taubaté para obtenção do Título de Bacharel em Administração de Empresas. Orientador (a): Prof...

    4238  Palavras | 17  Páginas

  • Planejamento Estratégico de Porter

    de atuação de quem as desenvolve. O modelo que Porter criou é composto por quatro fatores externos e um interno que está ligado aos demais. São eles: ameaça de novos entrantes (concorrentes), ameaças de produtos substitutos, poder de barganha dos fornecedores, poder de barganha dos clientes e rivalidade do mercado de atuação (concorrentes já atuantes). Aplicação de softwares de inteligência no mercado online + 5 Forças de Porter Muita coisa mudou da década de 70 para cá e, mesmo assim, o modelo...

    975  Palavras | 4  Páginas

  • ESTRAT GIAS MERCADOL GICAS 2

    Resposta Selecionada: c. Poder de barganha dos clientes – Quanto maior o custo de troca de fornecedores, maior será o poder de barganha dos clientes. Respostas: a. Rivalidade entre os competidores – A diferença perceptível entre os competidores indicará o seu poder de barganha. Quanto maior a diferença, maior o poder de barganha. b. Novos entrantes – Quanto menor a barreira de entrada, maior a possibilidade de entrada de novos entrantes / competidores. c. Poder de barganha dos clientes – Quanto...

    3111  Palavras | 13  Páginas

  • As forças de porter

    as atividades das empresas concorrentes, Poter também evidencia a ameaça da entrada de novos entrantes, que podem ou não acontecer de acordo com as barreiras estabelecidas para dificultar o surgimento dessas novas empresas concorrentes e também o poder de reação das organizações já estabelecidas. Seguem algumas das principais barreiras a serem analisadas: * Economia de escala: as empresas que produzem em grandes quantidades têm possibilidades de reduzir custos durante o processo de produção...

    676  Palavras | 3  Páginas

tracking img