Histamina artigos e trabalhos de pesquisa

  • Histamina

    Histamina A histamina pertence à classe das aminas biogênicas e é sintetizada a partir do aminoácido histidina histamina foi descoberta em 1910 por Dale e Laidlaw e foi identificada como mediadora da reação anafilática em 1932 é sintetizada e liberada por diferentes células humanas, especialmente basófilos, mastócitos, plaquetas, neurônios histaminérgicos, linfócitos e células enterocromafínicas, sendo estocada em vesículas, A histamina é um potente mediador de numerosas reações fisiológicas. Os...

    614  Palavras | 3  Páginas

  • histamina no atum

    GERAL O objetivo deste estudo foi descrever a histamina, ressaltar a importância da higiene e da manutenção da cadeia do frio no pescado. 2.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Definir e descrever o processo de formação da histamina no pescado; Determinar as espécies que produzem esta amina biogênica; Determinar as bactérias que promovem a sua proliferação; Relatar os efeitos depois de ingerida; Descrever os danos causados pela histamina no comercio destes pescados. 3. REVISÃO...

    5187  Palavras | 21  Páginas

  • Farmacologia da histamina

    42 Farmacologia da Histamina April W. Armstrong e Joseph C. Kvedar Introdução Caso Fisiologia da Histamina Síntese, Armazenamento e Liberação da Histamina Ações da Histamina Receptores de Histamina Fisiopatologia Manifestações Clínicas da Fisiopatologia da Histamina Histamina e Anafilaxia Classes e Agentes Farmacológicos Anti-Histamínicos H1 Mecanismo de Ação Classificação dos Anti-Histamínicos H1 de Primeira e de Segunda Gerações Efeitos Farmacológicos e Usos Clínicos Farmacocinética ...

    6651  Palavras | 27  Páginas

  • TRÍPLICE REAÇÃO DE LEWIS EM Homo sapiens, CHOQUE HISTAMÍNICO SOBRE Canis familiares E BRONCONSTRIÇÃO DA HISTAMINA EM Cavia porcellos

    DEPARTAMENTO DE BIOQUÍMICA E FARMACOLOGIA TRÍPLICE REAÇÃO DE LEWIS EM Homo sapiens, CHOQUE HISTAMÍNICO SOBRE Canis familiares E BRONCONSTRIÇÃO DA HISTAMINA EM Cavia porcellos TERESINA, MAIO DE 2012 INTRODUÇÃO A histamina é uma amina biogênica que apresenta diversos papéis fisiológicos e fisiopatológicos nos organismos vertebrados, que variam entre neurotransmissão e neuromodulação, mediador inflamatório...

    1763  Palavras | 8  Páginas

  • Histamina

    Histamina  é o nome da substância química mais famosa envolvida nas reações alérgicas. Quando a histamina é liberada, provoca dilatação e inchação dos vasos, bem como aumento secretivo e coceira. No caso da rinite, a presença da histamina ocasiona coceira, espirros, coriza e bloqueio nasal. Na urticária provoca placas avermelhadas com muita coceira na pele. Na alergia ocular, resulta em coceira, avermelhamento e irritação da conjuntiva dos olhos. Na dermatite atópica pode ajudar no controle da coceira...

    617  Palavras | 3  Páginas

  • histamina e anti histaminicos

    195 REVISÃO L Histamina, receptores de histamina e anti-histamínicos: novos conceitos Histamine, histamine receptors and antihistamines: new concepts Paulo Ricardo Criado Celina W Maruta 3 . 1 Roberta Fachini Jardim Criado 2 Carlos d´Apparecida Machado Filho4 Resumo: As drogas com ação anti-histamínica estão entre as medicações mais comumente prescritas na prática dermatológica diária, tanto em adultos como em crianças. Este artigo aborda os novos conceitos da função dos receptores...

    10803  Palavras | 44  Páginas

  • Farmacologia

    I. OBJECTIVOS Objectivos gerais 1. Fazer um estudo sobre a Histamina Objectivos específicos 1. Descrever o que é a histamina 2. Conhecer a sua composição 3. Estudar a sua importância e como atua no organismo. 4. Explicar os mecanismo de defesa II. INTRODUÇÃO A histamina tem a sua origem do grego “ Histos ” que significa tecido e amina que é uma classe de compostos químicos orgânicos azotados. A histamina é uma amina biogênica encontrada em numerosos tecidos. Trata-se...

    5914  Palavras | 24  Páginas

  • Relatotorio Triplice de Lewis

    INTRODUÇÃO “A histamina é uma droga com importantes papéis fisiológicos, exercendo função central nas reações de hipersensibilidade imediata e nas respostas alérgicas. Ela apresenta ainda ações sobre diversos grupos de músculos lisos, em especial sobre os músculos brônquicos (broncoconstrição) e dos vasos sanguíneos (vasodilatação), responsáveis em parte pelos sinais e sintomas da resposta alérgica” (GILMAN, 1996). Já segundo KATZUNG (2010), ”a injeção intradérmica de histamina provoca uma resposta...

    1331  Palavras | 6  Páginas

  • Anti Histaminicos

    VILA VELHA - ES ABRIL - 2013 INTRODUÇÃO: A histamina é uma amina biogênica encontrada em numerosos tecidos. Trata- se de um autacóide, do grego auto (próprio) + átos (remédio), referindo-se a uma substância química que é encontrada normalmente no organismo ou pode ser nele sintetizada (SPINOSA, 2002). A histamina é um importante mediador dos processos inflamatórios, desempenha também funções significativas na regulação da secreção...

    1690  Palavras | 7  Páginas

  • anti histaminicos

    ....... 11 13.3 Apresentação do Fenergan ................................................................ 11 1. INTRODUÇÃO Quando se descobriu que a histamina era um importante mediador químico das reações alérgicas a procura de substâncias que agissem como concorrente específico da histamina despertou grande interesse. A histamina é uma amina básica formada a partir de histidina pela histidina descarboxilase, ela é encontrada na maioria dos tecidos, porém está presente em altas concentrações...

    3071  Palavras | 13  Páginas

  • bromatologia

    Histamina e seus receptores A histamina é uma amina básica formada a partir de histidina pela histidina descarboxilase (HDC), ela é encontrada na maioria dos tecidos, porém está presente em altas concentrações no pulmão e na pele e em concentrações particularmente elevadas no trato gastrintestinal. Em nível celular ela é amplamente encontrada nos mastócitos e basófilos, plaquetas, neurônios histaminérgicos, linfócitos e células enterocromafínicas, sendo estocada em vesículas ou grânulos liberados...

    2242  Palavras | 9  Páginas

  • Anti histaminicos

    1 FCF / USP Histamina HISTAMINA Palavra grega para tecido (histos) 1907 - A histamina foi obtida por síntese pela primeira vez por Windaus e Vogt 1910 – Descoberta de sua função biológica por Barger e Dale 1 1911 – Estudos extensivos mostraram sua importância em diversos processos fisiológicos, por Dale e Laidlaw 1927 – Isolaram-na em órgãos, por Beste e colaboradores 1949 – Sintetizado o isômero da histamina, por Jones 2 BIOSSÍNTESE E CATABOLISMO DA HISTAMINA - constituinte normal...

    2013  Palavras | 9  Páginas

  • Bioquímica

    1 - AMINOÁCIDOS, PEPTÍDIOS, PROTEÍNAS: 1.1 Histamina: A histamina foi incriminada como tendo participação em vários processos fisiológicos e farmacológicos. Foi proposta para o tratamento de numerosas síndromes clínicas, desempenha papel fisiológico na indução do trabalho de parto, na atividade secretora das glândulas gástricas e do pâncreas, na mediação química da percepção da dor cutânea, na hiperemia funcional etc. A histamina também foi proposta como o agente nocivo fundamental em...

    608  Palavras | 3  Páginas

  • Antihistamínicos

    I. INTRODUÇÃO Quando se descobriu que a histamina era um importante mediador químico das reações alérgicas a procura de substâncias que agissem como concorrente específico da histamina despertou grande interesse. A histamina é uma amina básica formada a partir de histidina pela histidina descarboxilase, ela é encontrada na maioria dos tecidos, porém está presente em altas concentrações no pulmão e na pele e em concentrações particularmente elevadas no trato gastrintestinal. Em nível celular ela...

    1995  Palavras | 8  Páginas

  • antihistaminicos

    Bibliografia :...........................................................................................7 Introdução: Quando se descobriu que a histamina era um importante mediador químico das reações alérgicas a procura de substâncias que agissem como concorrente específico da histamina despertou grande interesse. A histamina é uma amina básica formada a partir de histidina pela histidina descarboxilase, ela é encontrada na maioria dos tecidos, porém está presente em altas concentrações...

    1414  Palavras | 6  Páginas

  • Trabalho gaba

    -Tipos de neurotransmissores -Tipos (excitatório ou inibitório) -Regiões onde atua. -Tipos de receptores (Inotrópico ou metabotropico) -Sínteses e degradação -Problemas gerados por excesso e/ou falta. GABA HISTAMINA FACULDADE MAURICIO DE NASSAU KEITYWITINEY TEIXEIRA DE ARAUJO GABA E HISTAMINA MACEIÓ-AL 23/04/2015 INTRODUÇÃO Neurotransmissores são liberados na fenda sináptica e captados por terminais pós-sinápticos (por meio de receptores localizados na membrana póssináptica) quando da passagem...

    1188  Palavras | 5  Páginas

  • Aula de Farmacologia

    HISTAMINA ANTIHISTAMÍNICOS Caio Carvalho Filho Farmacologia UFMA HISTAMINA HISTAMINA • amina biologicamente ativa, encontrada em tecidos animais e vegetais • grupo dos AUTACÓIDES ou Hormônios Locais • mediador das reações alérgicas imediatas e de processos inflamatórios • estimulante da secreção gástrica ácida • neurotransmissor • imunomodulador HISTAMINA Química e Farmacocinética • formada pela descarboxilção da Histidina • enzima: Histidina Descarboxilase • pós formação:...

    1468  Palavras | 6  Páginas

  • Anti Histaminicos

    histamínicos INTRODUÇÃO A histamina é uma amina básica formada a partir de histidina pela histidina descarboxilase, ela é encontrada na maioria dos tecidos, porém está presente em altas concentrações no pulmão e na pele e em concentrações particularmente elevadas no trato gastrintestinal. Em nível celular ela é amplamente encontrada nos mastócitos e basófilos. Os anti-histamínicos agem predominantemente como inibidores competitivos das ações da histamina, sendo difícil atingir e manter...

    1682  Palavras | 7  Páginas

  • Cimetidina

    antagonistas puros. Isso significava projetar uma estrutura que diferenciasse o sítio de ligação do agonista e o sítio de ligação do antagonista. Á princípio parecia impossível, pois os ambos os sítios envolvem o mesmo tipo de ligação. A atividade da histamina como um agonista depende do anel de imidazol e da função amino, com os dois grupos que participam da ponte de hidrogênio e da ligação iônica. No entanto, a atividade antagonista dos agonistas parciais descritos até agora também parecem depender de...

    1771  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo de farmacologia

    e são paralisados primeiro seguidos pelos dedos. Depois, os músculos dos membros, do pescoço e do tronco são paralisados, então os intercostais e finalmente o diafragma. Os fármacos (por exemplo: tuburarina, mivacúrio e atracúrio) que liberam histamina, podem produzir uma redução da pressão arterial, vermelhidão e broncoconstrição. -Usos Terapêuticos Usados como fármacos adjuvantes da anestesia, durante a cirurgia, para relaxar os músculos esqueléticos. -Farmacocinética Todos são injetados...

    7380  Palavras | 30  Páginas

  • antiulcerosos

    modelagem molecular.  Nem se sabia que a histamina possuía um receptor útil para o tratamento.  Anti-histamínicos antigos não agiam no estômago.  Acetilcolina e gastrina ainda ficariam ativas.  Pressão para cessar o projeto era imenso! Smith, Kline & French Histamina Dois tautômeros coexistem Espécie dominante em pH 2,00 Espécie dominante em pH 7,40 Espécie dominante em pH 13,00 HistaminaHistamina é liberada quando há dano celular  dilatação...

    1073  Palavras | 5  Páginas

  • 123456789

    Pós-Graduação em Ciências Biológicas – Bioquímica HISTAMINA AUMENTA A CONSOLIDAÇÃO DE MEMÓRIAS AVERSIVAS ATRAVÉS DE UM MECANISMO DEPENDENTE DA ATIVAÇÃO DE RECEPTORES H2 Dissertação de Mestrado Weber Cláudio Francisco Nunes da Silva Orientador Prof. Dr. Iván Antonio Izquierdo Co-orientadora Profa. Dra. Lia Rejane Muller Bevilaqua Porto Alegre, 2005 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Instituto de Ciências Básicas da Saúde HISTAMINA AUMENTA A CONSOLIDAÇÃO DE MEMÓRIAS AVERSIVAS...

    10786  Palavras | 44  Páginas

  • antihistaminico

    ANTI-HISTAMÍNICOS......................................05 2.2 ABSORÇÃO............................................................................................06 2.3 METABOLISMO E EXCREÇÃO.............................................................06 3 HISTAMINA E SEUS RECEPTORES............................................................ MATERIAIS E MÉTODOS............................................................................... CONCLUSÃO..........................................................

    1558  Palavras | 7  Páginas

  • Autacóides Farmacologia

    Existem centenas dessas sustâncias, onde alguns são citadas, como histamina, bradicilina e calidina, que atuam em receptores B e estão implicadas em processos de inflamação ( quando sentimos dor, elevação de temperatura, edema teremos de maneira muito própria a presença dessas substancias. A bradicilina foi encontrada na urina de humanos e quando aplicada e ratos houve uma diminuição da pressão artérial, comparada com a histamina possui ação mais lenta e menos potente), elicosanóides ( normalmente...

    1583  Palavras | 7  Páginas

  • Graduanda

    pesquisas obtidos durante ensaios com derivados sintéticos da histamina, apresentando substituintes alquila no anel heterocíclico imidazólico.  1976 (Inglaterra) - W. Black: hipótese de que os conhecidos compostos anti-histamínicos, à época, não atuavam no controle da produção de suco gástrico.  Robin Gannellin: idealizador do planejamento racional da cimetidina. Histamina Histamina FIGURA 1: Estrutura química planar da Histamina. Mecanismo de Ação e Mecanismo de ação Farmacologia ...

    736  Palavras | 3  Páginas

  • Aminas biogênicas

    do N participa do anel aromático. O indol sofre substituição eletrofílica, principalmente na posição 3. Alguns autores também classificam a histamina como indolaminas, apesar de possuírem um grupamento imidazol, e não indol). Neurotransmissores: - Catecolaminas: dopamina, norepinefrina e epinefrina. - Indolamina: serotonina. - Etilamina: histamina. Dopamina: Produzida pela descarboxilação da dihidroxifenilalanina (DOPA). Os receptores são D1, D2, D3, D4 e D5. Produzida especialmente...

    896  Palavras | 4  Páginas

  • AULA FARMACOLOGIA DA INFLAMA O DA DOR

    aos analgésicos opióides. RECEPTORES DA DOR NOCICEPTORES ESTÍMULOS: Mecânicos; Térmicos; Químicos MEDIADORES E TRANSMISSORES ENVOLVIDOS NA DOR Substância P (neurônios) Bradicinina (plasma) Prostaglandinas(células) NO (células) CGRP Serotonina Histamina Tromboxano 3 Mecanismo da Dor - Nocicepção • Neurônios nociceptivos ativados por estímulos mecânicos, térmicos e químicos. • São ativados quando há probabilidade de lesão tecidual. • Neurônios aferentes em sua maioria são fibras C nãomielinizadas...

    2480  Palavras | 10  Páginas

  • ANTI-HISTAMÍNICOS H1

    CRUZ Histamina: 2-(4-imidazolil)etilamina Síntese Células enterocromafim-símiles (ECL) da mucosa gástrica Certos neurônios no sistema nervoso central Basófilos Mastócitos Divisão em dois tipos de “reservatórios” de acordo com a síntese e armazenamento da histamina: Reservatório de renovação lenta Mastócitos e basófilos Armazenada em grandes grânulos Desgranulação completa das células Após a desgranulação, são necessárias semanas para repor as reservas de histamina Reservatório...

    2245  Palavras | 9  Páginas

  • ressonancia magnetica

    com estruturas, e, atividades farmacológicas bem diferentes.Portanto, são mediadores químicos produzidos pelo corpo humano que correspondem a um grupo de mediadores da inflamação, e, da alergia como as prostaglandinas, leucotrienos, tromboxanos, histamina, bradicinina, óxido nítrico, angiotensina, serotonina, fator de ativação das plaquetas, e, as citocinas. Enquanto as substancias produzidas pelo organismo, e, que atuam com brevidade, e, à curta distancia são classificadas em neurotransmissores...

    2562  Palavras | 11  Páginas

  • AUTACOIDES

    Leucotrienos Oxido Nítrico Histamina 3. EXEMPLIFICAÇÃO DOS AUTACÓIDES 3.1 HISTAMINAS A histamina é sintetizada e liberada especialmente por basófilos, mastócitos, plaquetas, neurônios histaminérgicos, linfócitos e células enterocromafínicas, sendo estocada em vesículas ou grânulos liberados apenas sob estimulação. Os efeitos desse autacóides são mediados através da sua ligação com seu subtipos de receptores, que são acoplado a proteína G: receptor de histamina (HR)1, HR2, HR3 e HR4. O receptor...

    512  Palavras | 3  Páginas

  • Farmacologia 2 Prova Completo At Antidepressivos

    Suprime/inibe a sudorese termorreguladora; febre atropinica nas crianças. HISTAMINA/SEROTONINA São aminas biologicamente ativas que se apresentam como mediadores químicos do SNC e que são encontradas em tecidos não- neurais. São autacoides (produzidas pelo próprio organismo) assim como as prostaglandinas, leucotrienos e citocinas; agem localmente. A histamina é responsável pela urticária, processos alérgicos. HISTAMINA -> 2-(4-imidazol) etilamina ou β aminoetilimidazol. É uma substância...

    8947  Palavras | 36  Páginas

  • Resposta inflamatória

    hipersensibilidade, que foram classificadas em quatro tipos. Hipersensibilidade tipo I (imediata): resposta IgE é dirigida contra antígenos inócuos (pólen, ácaro da poeira doméstica ou pêlo de animais). A liberação resultante de mediadores farmacológicos (histamina), por mastócitos sensibilizados por IgE, produz uma reação inflamatóra aguda com sintomas como asma e rinite. Hipersensibilidade tipo II: ou citotóxica anticorpo-dependente, o anticorpo liga-se a um antígeno próprio nas células ou a um antígeno...

    6116  Palavras | 25  Páginas

  • Gestão Ambiental

    Engenharia Química Gestão Ambiental   A histamina é uma amina biogênica presente em todos os órgãos e tecidos do corpo. A palavra histamina deriva da palavra grega histos que quer dizer tecido. Entretanto, ela pode ser encontrada em bactérias, venenos, plantas e alguns fungos. A histamina é mediadora de várias reações fisiológicas do organismo. Ela está envolvida em processos bioquímicos de respostas imunológicas, na proliferação e diferenciação celular, hematopoiese, desenvolvimento ...

    554  Palavras | 3  Páginas

  • mastocitos

    IgE, freqüentemente encontrados em pacientes atópicos, fazem parte do mecanismo de liberação da histamina, com conseqüentes manifestações alérgicas. Nos pacientes ocorre elevação de histamina no plasma, na urina e no líquor. Antagonistas da histamina no receptor H1, como a mepiramina, podem abolir ou adiar ataques de alergia. Esses fatos fortalecem ainda mais as evidências do possível papel da histamina na fisiopatologia. Um mecanismo que poderia estabelecer a associação entre enxaqueca e manifestações...

    712  Palavras | 3  Páginas

  • Reação Anafilática

    Universidade Federal da Paraíba Trabalho de Histologia Julho 2014 Pergunta: Qual o papel dos mediadores químicos( heparina, sulfato de condroitina, histamina, ECF-A, NCF) liberados pelos mastócitos no individuo que teve um choque anafilático pela administração de penicilina e o que fazer para reverter esse quadro? Os mastócitos atuam nas reações de hipersensibilidade por mediadores químicos, eles...

    695  Palavras | 3  Páginas

  • intoxicação medicamentosa

    Na realidade nao conhecemos os mecanismos de ação do famoso Dramin. O Dramin é um anti-histamínico, ou seja, ele inibe a ação da histamina nos tecidos. Histamina é a substância envolvida nos processos alérgicos. Ela é liberada a partir de estímulos como frio, calor, traumatismos (batidas), patógenos entre outros. Esses estímulos provocam a liberação da histamina e assim ocorrem todos aqueles sintomas típicos de alergia: vasodilatação causando calor, rubor, edema (inchaço), aumento de secreções...

    734  Palavras | 3  Páginas

  • Antialérgicos

    (aminovac). 5.7 Frmacos anti-histamnicos A histamina encontrada na maioria dos tecidos do corpo, porm est presente em altas concentraes no pulmo e na pele e em concentraes particularmente elevadas no trato gastrintestinal. Em nvel celular, encontrada em mastcitos e basfilos, nas clulas enterocromafins da mucosa gstrica e em certos neurnios do SNC que utilizam a histamina como neurotransmissor. A histamina produz a sua ao por intermdio de um efeito sobre receptores histamnicos...

    1793  Palavras | 8  Páginas

  • Universidade-criaçãoe produção de conhecimento

    quantificação de aminas bioativas realizando a acilação em forno de microondas. Esta metodologia permitiu a detecção e quantificação de: feniletilamina, tiramina, triptamina, espermina, espermidina, cadaverina, putrescina, serotonina, agmatina e histamina. Em queijo mussarela encontrou-se, espermina e traços de feniletilamina e cadaverina; e em atum enlatado, espermina, feniletilamina, traços de putrescina, cadaverina e espermidina. INTRODUÇÃO As aminas bioativas são bases orgânicas de...

    2578  Palavras | 11  Páginas

  • anti histaminicos

    leucotrienos, interleucinas e prostoglandinas. Agora, quando eu falo de alergia, eu falo principalmente de histamina, seria a principal amina ligadora dos processos alérgicos, e que ela é concentrada em forma de granulos dentro dos mastócitos. Então, quando eu tenho uma reação alérgica em que esse meu mastócito degranula, ou seja, ele libera, ele faz uma exocitose posterior de histamina, essa histamina vai ser mediadora de várias reações de natureza inflamatória que a gente chama de resposta Tríplice...

    2080  Palavras | 9  Páginas

  • Funcionamento Bomba de Prótons

    para ativar essa bomba. Primeira via: Via dependente do AMP cíclico (cAMP) Quem gera o aumento do cAMP para ativar a via é o receptor H 2, que é um receptor de histamina, subtipo 2. A histamina vem por intermédio da sinalização da gastrina no receptor de CCK 2 (colecistocinina) que faz com que a célula libere histamina. A histamina se liga ao receptor H2, que é um receptor acoplado à proteína G estimulatório, vai sinalizar para uma proteína, a adenilatociclase, que produzirá o cAMP. O cAMP...

    776  Palavras | 4  Páginas

  • ATPS ANTIHISTAMINICOS

    5211941432 Leonardo Ramos 5667131719 Stephanie Porto 5212966199 Tarcísio Pereira 1054039354 ANTI-HISTAMÍNICOS HISTAMINA A histamina é uma amina biogênica, sintetizada a partir do aminoácido L- histidina por ação da enzima histidina-descarboxilase. A síntese da histamina ocorre nos mastócitos e basófilos do sistema imune, nas ECL da mucosa gástrica e no SNC. ONDE ENCONTRAMOS HISTAMINA? É encontrada em numerosos tecidos e que desempenham um amplo aspecto de ações e essas ações são mediadas por subtipos...

    575  Palavras | 3  Páginas

  • Mastocitoma

    úlceras na região tumoral, que ocorre devido à liberação de histamina pelas células neoplásicas. A excisão cirúrgica com margens amplas é o tratamento de escolha com a preocupação de removê-lo com 2-3 cm de margem. Os mastócitos exercem um papel importante na resposta imunitária do organismo canino. Eles possuem várias substâncias químicas com diferentes funções. Um é a heparina que impede a coagulação do sangue nos vasos; os outros são a histamina e a serotonina que atuam dilatando os vasos sanguíneos...

    511  Palavras | 3  Páginas

  • Bloqueadores Neuromusculares

    grupamentos amônios quaternários ligados entre si por uma cadeia de grupos metil. São mais suscetíveis à hidrólise no plasma e causam liberação de histamina; exemplos incluem tubocurarina, atracúrio, cisatracúrio e mivacúrio. Tubocurarina: Um fármaco com grande latência e duração de ação prolongada (vide tabela 1). Causa liberação acentuada de histamina, resultando em hipotensão e taquicardia. Bloqueio ganglionar pode ocorrer com grandes doses. A tubocurarina é excretada inalterada principalmente...

    2143  Palavras | 9  Páginas

  • alergias e antialergicos

    alergia ? 2. Os anticorpos ligados ao alérgeno se ligam a células chamadas mastócitos (presentes principalmente nas vias respiratórias) 3. Ocorre a liberação de histamina, que estava dentro dos mastócitos ▫ responsáveis pelos sintomas da alergia (nariz entupido, coceira, olhos avermelhados...) Mastócito histamina Como se desenvolve uma alergia ? • Se o alérgeno estiver no ar • reação alérgica nos olhos, nariz ou pulmões. • Se o alérgeno for ingerido • reação alérgica...

    698  Palavras | 3  Páginas

  • Inflamação aguda e crônica

    Inflamação Aguda e Crônica 31:30 ]Inflamação Inflamação é uma reação do tecido vivo vascularizado a uma agressão. Caracteriza-se pela produção de mediadores inflamatórios ( Prostaglandina, histamina e leucotrieno), movimentação de líquido e leucócitos para tecidos extravasculares sendo assim uma reação de defesa do nosso organismo frente a um agente agresso . Propósito básico da resposta inflamatória: * Eliminar a lesão e remover os componentes do tecido lesado, isso se dar através do sistema...

    2206  Palavras | 9  Páginas

  • Úlcera Péptica

    mecanismo de produção de ácido pela população de células parietais indica, como mediador final, a histamina, que age através de receptores descritos na célula parietal chamados H2 (diferenciando-se dos receptores H1 de outros tecidos), estimulando AMP cíclico que desencadeia, por processo com dispêndio de energia, a secreção de H+. A acetilcolina e a gastrina atuariam como os intermediários na liberação de histamina, e esta teria a ação de um quimioestimulador local sobre a célula parietal, resultando na...

    2256  Palavras | 10  Páginas

  • 746 1786 1 PB

    barco ou na despesca, devido à falta de higiene dos pescadores e/ou produtores, falha no controle da temperatura, desde captura/transporte até chegar à indústria. Os PCC’s de natureza química identificados, foram: • histamina, no caso de peixes potencialmente formadores de histamina (principalmente os da família da Scombridae; por exemplo, atum, cavala, etc.), justificada pela demora no processo de adição de gelo na captura e falha na temperatura durante transporte; e • resíduos de produtos químicos...

    5391  Palavras | 22  Páginas

  • Atividade de citações

    validação de um método analítico para a determinação de histamina em vinhos utilizando cromatografia líquida de alta eficiência com detecção por fluorescência. Ano: 2007 A presença de histamina em vinhos está sendo relacionada às más condições higiênico-sanitárias no processo de produção, uma vez que esta substância é formada por algumas espécies de microorganismos. Devido a isso, é importante uma verificação do conteúdo de histamina em vinhos como forma de detectar possíveis falhas no processo...

    1712  Palavras | 7  Páginas

  • Inflamação aguda

    aumento da permeabilidade da microvasculatura e estase. A vasodilatação proporciona um aumento do fluxo sanguíneo, gerando vermelhidão (eritema) e aumento de temperatura local (calor). A vasodilatação é proporcionada por mediadores, tais como histamina e óxido nítrico. Após a vasodilatação temos o aumento da permeabilidade da microvasculatura, que gera extravasamento de fluido rico em proteínas, causando edema. A vasodilatação e o extravasamento de fluidos gera aumento da concentração de hemácias...

    1956  Palavras | 8  Páginas

  • Asma

    documentada a histamina (concentração provocativa de histamina causando uma queda de 10% no FEV1 a partir da linha de base (PC10 histamina) ≤ 16 mg/ml, utilizando-se 30s). Além disso, os pacientes foram incluídos se tivessem um concentração provocadora de AMP causando uma queda de 20% no FEV1 de linha de base (PC20 AMP) ≤ 320 mg/ml. Se PC20 AMP foi maior, um desafio adicional com provocação de histamina era realizada dentro de 2 semanas e os sujeitos tinham de demonstrar histamina PC10 ≤ 16 mg/ml...

    864  Palavras | 4  Páginas

  • histologia

    moléculas sinalizadoras da agressão. PAMPs e alarminas. 4.Diga o nome de alguns mediadores liberados no processo inflamatório pró e anti-inflamatório. Alguns mediadores Pró-inflamatório: Histamina (receptores H1), Bradicinina, PAF, Prostaglondinas D2, E2, I2. Alguns mediadores Anti-inflamatório: Histamina (receptor 2), Lipoxinas, Resolvinas D e E, N, Neuroproteinas. 5.Qual a função das células do exsudato no processo inflamatório? Formação de exsudato que são líquidos compostos por células...

    771  Palavras | 4  Páginas

  • Aminas Biogênicas

    sistema nervoso central, enquanto que aminas vasoativas atuam direta ou indiretamente sobre o sistema vascular. O envenenamento escombroide é um problema mundial, que ocorre após o consumo de alimentos contendo AB psicoativas, particularmente a histamina, em concentrações acima de 500 ppm. Ele se manifesta tipicamente como uma reação alérgica caracterizada por dificuldade em respirar, prurido, erupção cutânea, vômitos e febre. As ações dos compostos vasoativos causam principalmente crises hipertensivas...

    988  Palavras | 4  Páginas

  • Aminoácidos

    corpo e pode levar a complicações que colocam em risco a vida. 14 Outras aminas biogénicas histidina descarboxilase OH N N requer PLP O HN HN H2 N H2N histamina histidina CO2 NH2 NH2 descarboxilase HO HO tirosina O HO tiramina CO2 15 A histamina é uma pequena amina biologicamente activa, resultante da descarboxilação da Lhistidina, que pode ser encontrada na mucosa gástrica e intestinal. É um produto químico da acção de uma...

    2568  Palavras | 11  Páginas

  • Antiacidos

    convencionais (AINE); ●Úlceras causadas pela síndrome de Zollinger-Ellison (rara) Os sintomas clínicos são decorrentes da exposição do tecido acometido pelo ácido gástrico. Aspectos fisiológicos: Controle hormonal: ●Endócrino: gástrina. ●Parácrino: histamina (atuam como peptídeos reguladores ou neurotransmissores). Secreção gástrica ●Pepsinogenio secretado pelas células principais ou pépticas. ●HCL secretados pela células parietais ou oxíntica. ●Muco secretado pelas células secretoras de muco. ●Secreção...

    1698  Palavras | 7  Páginas

  • artigo martinho

    Veterinária, Universidade Federal Fluminense. Rua Vital Brazil Filho, 64, Niterói, RJ, CEP 24.230-340. E-mail: nandavetuff@yahoo.com.br. Recebido: 25.07.2011 - Aceito para publicação: 16.02.2012 RESUMO As aminas biogênicas (cadaverina, espermidina, histamina, putrescina e tiramina) foram determinadas e quantificadas em quatro diferentes tipos de queijos utilizando-se a técnica de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Para realizar o estudo, foram adquiridas 10 amostras de cada tipo de queijo...

    4333  Palavras | 18  Páginas

  • MEDIADORES quimicos

    nos tecidos, antes que o dano ocorra. Outros mediadores não são encontrados prontos, sendo produzida no local em resposta a agressão para o inicio dos primeiros eventos da inflamação aguda. 1. HISTAMINA Medeia a resposta monofásica do aumento da permeabilidade que é a resposta transitória imediata. A histamina somente aparece e exerce seu efeito quando a agressão provoca a sua liberação. Encontram-se estocada nos grânulos dos basófilos, mastócitos e plaquetas. É considerado o principal mediador da...

    892  Palavras | 4  Páginas

  • Sistema digestivo

    secretado pelas células parietais gástricas por uma bomba de prótons (K+/H+-ATPase). Os estímulos principais para a secreção de ácido clorídrico são a gastrina, a histamina e a acetilcolina. Simplificadamente, podese explicar o controle fisiológico da secreção de ácido clorídrico da seguinte maneira: A célula parietal possui receptores H2 para histamina, receptores M2 para acetilcolina e receptores de gastrina. A estimulação dos receptores H2 aumenta o AMPc, enquanto a estimulação dos receptores M2 e de gastrina...

    3903  Palavras | 16  Páginas

  • Traballho Farmacos

    secreção gástrica Secreção Gástrica • tipos de células secretoras do estômago:  células mucosas – muco (todo o estômago)  células oxínticas ou parietais – HCl e FI  células pépticas ou principais - pepsinogênios  células enterocromafins – histamina  células G – gastrina  outras células endócrinas - grelina Secreção Gástrica • suco gástrico mistura de secreções celulares gástrico: eletrólitos, HCl, água, pepsinogênios*, fator intrínseco (FI) e muco • FI + B12: impede a ação do ácido...

    2429  Palavras | 10  Páginas

  • Hipersensibilidade i, ii e iii

    principal a HISTAMINA.A histamina age sobre os vasos iniciando uma reação inflamatória,cuja intensidade varia de acordo com a quantidade de IgE ou Alergeno disponíveis para o estímulo à célula.A histamina, devido à sua ação vasoativa , causa ainda edemas que em alguns casos podem ser importantes (edema de glote). Também o espasmo brônquico pode aparecer, levando à insuficiência respiratória e muitas vezes ao óbito do paciente.As reações graves, oriundas da liberação intensa da histamina e com repercussões...

    626  Palavras | 3  Páginas

  • planodetrabalho12014Camila

    dexclorfeniramina; cimetidina; terfenadina; histamina UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DIVISÃO DE PESQUISA 1. Caracterização e Justificativa A constante revelação de novas e complexas inter-relações multifatoriais no estudo dos processos de reparação e regeneração bem como na atividade oncogênica do crescimento de células neoplásicas, não tem justificado satisfatoriamente a capacidade notavelmente alta de formação de histamina que está presente em muitos tecidos...

    1599  Palavras | 7  Páginas

tracking img