O uso do crack: um problema social restrito as metrópoles

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1648 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO

Trata-se de uma atividade proposta sobre o tema o uso do crack: um problema social restrito as metrópoles. O objetivo é proporcionar a compreensão sobre o assunto, compartilhando informações sobre os efeitos, formas de consumo, as conseqüências tanto para o usuário como para os familiares do mesmo.
Incluindo atitudes tomadas diante das questões; a representação social, a drogadição,o trabalho do Assistente Social, urbanização e população, expectativas sobre tratamento e o papel da família na superação do problema.


1. INTRODUÇÃO
O Presente trabalho tem por objetivo possibilitar a compreensão do uso do crack presente em todas as regiões do Brasil, tanto nos grandes quanto nos pequenos municípios, e que o mesmo representa um grave problema social que precisa serenfrentado não apenas pelo poder público, mas por toda a sociedade.
A história do crack está diretamente relacionada com a da cocaína, grandemente consumida por grupos de amigos, em um contexto recreativo. No entanto, a cocaína era uma droga cara, apelidada de “a droga dos ricos”. Esse foi o principal motivo para a criação de uma “cocaína” mais acessível.
O uso do crack explica o seu consumo devido àcuriosidade e o prazer dos efeitos, no entanto tendo o potencial de desencadear doenças quando ingeridas de forma abusiva e até levar à loucura. A substância também é associada à solidão e a práticas e atitudes delitivas e criminosas, sendo estas, fruto da desestruturação psicossocial e afetiva em que estão inseridos os seus usuários.
O crack é droga que finalmente sinaliza e convence as famíliasque algo não vai bem com aquele que insiste em usar substâncias psicoativas e parece não ser notado.
O uso e abuso de substâncias transformou-se em um grave problema de saúde pública em praticamente todos os países do mundo. Está altamente associado com comportamentos violentos e criminais. As experiências devido ao consumo de substâncias podem causar autodestruição, além de alteraçõescomportamentais como: violência, indiferença, isolamento e desprezo.
A luta contra as drogas tem sido um dos maiores desafios as sociedades contemporâneas.
Estatísticas e apreensões policiais demonstram um aumento percentual do consumo de crack em relação às outras drogas, vindo seus usuários das mais variadas camadas sociais. Outros estudos relacionam a entrada do crack como droga circulante em São Pauloao aumento da criminalidade e da prostituição entre os jovens, com o fim de financiar o vício. Na periferia da cidade de São Paulo, jovens prostitutas viciadas em crack são o nicho de maior crescimento da AIDS no Brasil. Outras drogas, sobretudo a cocaína, funcionam, via de regra, como porta de entrada para o crack a que o usuário recorre por falta de dinheiro, para sentir efeitos mais fortes, ouainda por curiosidade.
Ao falar sobre drogas hoje, o país expressa uma das maiores preocupações.
O medo é justificável a disseminação do comércio e do consumo do crack na sociedade é um fenômeno incontestável, atingindo tanto a população urbana quanto a rural, indistintamente, envolvendo homens e mulheres, jovens e adultos, pobres e ricos.
Encontramos a necessidade de compartilhar algumasinformações sobre o uso do Crack e seus efeitos, assim como as diferentes formas de consumo, as especificidades e possibilidades diversas dos sujeitos se relacionarem com essas substâncias.

2. DESENVOLVIMENTO
Compreende-se que as representações sociais estão vinculadas a valores, noções e práticas individuais que orientam as condutas no cotidiano das relações sociais e se manifestam através deestereótipos, sentimentos, atitudes, palavras, frases e expressões. É um conhecimento do “senso comum”, socialmente construído e partilhado, diferente do conhecimento científico, que é reificado e fundamentalmente cognitivo.
As representações sociais são ao mesmo tempo individuais e sociais. São reflexos das manifestações do grupo social com o qual o sujeito compartilha experiências e vivências...
tracking img