O trabalhador de enfermagem – com lesão por esforço repetitivo (ler) e doença osteomuscular relacionada ao trabalho (dort)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8440 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPÍTULO I
1. INTRODUÇÃO
Os distúrbios musculoesqueléticos acarretam um grave problema de saúde pública e um dos mais graves no campo da saúde do trabalhador (Murofuse NT, Marziale MHP, 2005). Esse problema acomete trabalhadores em países desenvolvidos e também em subdesenvolvidos, levando-os a diferentes graus de incapacidade funcional. Em todo o mundo, esse distúrbio gera aumento deabsenteísmo e de afastamentos temporários ou permanentes do trabalhador e também produz custos expressivos em tratamento e indenizações (BARBOZA, DB, Soler ZASG, 2003).
No Brasil, a partir da década de 80, o aumento da incidência de distúrbios musculoesqueléticos pode ser observado nas estatísticas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), autarquia responsável pela concessão de benefícios pordoenças profissionais. De acordo com os dados disponíveis, mais de 80% dos diagnósticos desses distúrbios resultaram em concessão de auxílio-acidente e aposentadoria por invalidez pela Previdência Social, em 1998. Tal fato também pode ser observado na casuística atendida nos Centros Regionais de Saúde do Trabalhador, na rede pública de serviços de saúde (Ministério da Saúde BR. 2001).
O ambiente detrabalho, sob condições físicas, mecânicas e psíquicas adversas, é considerado como um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de alterações no sistema musculoesquelético (Josephson M, Lagerströn M, Halberg M, Wigaeus HE, 2007). A exposição contínua e prolongada do corpo aos fatores de risco de tal ambiente favorece o surgimento das doenças ocupacionais (GALLASCH, CH, Alexandre NMC,2003).
Nos estabelecimentos de serviços de saúde, em especial na área Hospitalar, pela natureza das atividades desenvolvidas e as condições de trabalho em que os profissionais desempenham suas funções, dentre estes os da área da enfermagem, em particular, tem sido especialmente afetada pelo distúrbio musculoesquelético. Pesquisas realizadas em vários países exibem prevalências superiores a 80%de ocorrência de distúrbios musculoesqueléticos em trabalhadores de enfermagem. Estudos brasileiros mostram prevalências entre 43% a 93% desses distúrbios (GURGUEIRA, GP, Alexandre NMC,2003).
Entre os principais fatores de risco relacionados aos distúrbios musculoesqueléticos, estão: a organização do trabalho (aumento da jornada de trabalho, horas extras excessivas, ritmo acelerado, déficit detrabalhadores); os fatores ambientais (mobiliários inadequados, iluminação insuficiente) e as possíveis sobrecargas de segmentos corporais em determinados movimentos, por exemplo: força excessiva para realizar determinadas tarefas, repetitividade de movimentos e de posturas inadequadas no desenvolvimento das atividades laborais.
O motivo pelo qual escolhi como tema de pesquisa LER/DORT, é a minhavivência profissional no ambiente hospitalar e também pelo fato de ser portadora dos mesmos. Por esse motivo me interessei a estudar o assunto. O presente trabalho tem como objetivo descrever através de embasamento teórico (por revisão bibliografia) a questão de LER/DORT no profissional de enfermagem.
Ler é um conjunto de doenças causadas por esforço repetitivo. A Ler envolve tenossinovite,tendinite, bursite e outras doenças.
Dort - Distúrbio osteomusculares relacionadas ao trabalho, podem ser causadas por esforço repetitivo devido a má postura, stress ou trabalho excessivo.
Várias situações de morbi-mortalidade dos trabalhadores, com o advento da industrialização, são desveladas e aparecem como verdadeiras 'epidemias' tanto de doenças ocupacionais clássicas quanto de 'novas' doenças dotrabalho, como as doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho-DORT.
Segundo a Norma Técnica do Ministério de Saúde (BR) - INSS (Ordem de Serviço / INSS nº. 606/1998, 2001), os fatores de risco estão agrupados conforme o grau de adequação do posto de trabalho à zona de atenção e à de visão; ao frio; às vibrações e às pressões locais sobre os tecidos; às posturas inadequadas; à carga...
tracking img