Ginastica laboral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3693 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Enfermagem do Trabalho

Ginástica Laboral e a prevenção dos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, em um Laboratório de Prótese Dentária.

Autora: Geovane Garbin
Orientadora: Arlete Spenser Vanzin


Porto Alegre
2012
Geovane Garbin

Ginástica Laboral e a prevenção dos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, em umLaboratório de Prótese Dentária.

Trabalho individual apresentado à Disciplina de Planejamento, programação, gerência e marketing em saúde do trabalhador do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Enfermagem do Trabalho da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Porto Alegre2012
SUMÁRIO | |
1 INTRODUÇÃO 42 JUSTIFICATIVA 83 OBJETIVOS 53.1 OBJETIVOS GERAIS 93.2 OBJETIVOSESPECIFICOS 94 METAS.. 115 ESTRATÉGIAS 126 METODOLOGIA 147 DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES REALIZADAS 178 CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES A CURTO PRAZO 239 ORÇAMENTO 2410 AVALIAÇÃO 2511 REFERÊNCIAS CONSULTADAS 26ANEXOS 30 | |
| |
| |
| |
| |
1.
INTRODUÇÃO

O presente projeto é referente à campo de prática do Curso de Especialização em Enfermagem do Trabalhoda Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, a ser realizado no AGA Laboratório de Prótese Dentária na Cidade de Bento Gonçalves, no período de maio à julho de 2012, com a finalidade de incerir na rotina deste laboratório o Processo de Ginástica Laboral.
Este laboratório existente a 10 anos na cidade de Bento Gonçalves, na Rua Vitória nº 391, Bairro Botafogo, no região central destacidade . Suas intalações estão divididas em 4 salas, cada uma delas destina-se à: gesso e usinagem; enceramento; acrilização e confecção de proteses em acrilico e aplicação de ceramica (porcelana).
Os maquinários estão distribuidos conforme os trabalhos realizados e seguindo uma linha de produção.
O laboratório possui um total de 10 funcionários, 2 do sexo feminino e 8 do sexo masculino, nasseguintes funções: 3 protéticos, 5 auxiliares e 2 administrativos. O horário de funcionamento é das 8:30 ás 11:30 e das 13:30 ás 18:00. Os trabalhadores deste local possuem entre 19 e 62 anos. Quanto a escolaridade, 4 colaboradores possuem ensino técnico, 3 possuem ensino fundamental completo, 2 estão terminando o ensino fundamental e 1 possui nivel superior.
Trata-se de um projeto que será posto emprática por uma aluna do curso de Especialização em Enfermagem do Trabalho pela Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Este projeto será realizado no laboratório de prótese dentária, na qual a referida aluna foi recentemente contratada, onde desempenha funções administrativas.
Observou-se que os empregados mantem-se muito tempo na mesma posição, realizando umtrabalho manual, repetitivo durantea maior partedo turno da execução do seu trabalho.
Isto remete a aluna aos conhecimentos adquiridos na Especialização de Enfermagem do Trabalho, onde é citado que Ramazzini em 1730 descreve os danos a saúde,que eram causados pelos diversos oficios dos trabalhadores naquela época. Constatando-se que a LER\Dort vem se cosntituindo em conjunto com a evolução do serhumano na sociedade.
As Lesões por Esforços Repetitivos – LER ,podem também ser chamadas de Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho – Dort, Síndrome Cervicobraquial Ocupacional, Afecções Musculoesqueléticas Relacionadas ao Trabalho – Amert e Lesões por Traumas Cumulativos – LTC. O nome oficial designado pelo Ministério da Saúde para estas afecções é LER/Dort.
Alguns autores(Fornasari; Silva;Nishidi e Vieira - 2000) definem as LER/Dort como afecções que ocorrem associadas ou isoladas nos tendões, sinóvias, músculos, nervos, fácias e ligamentos existindo ou não degeneração de tecidos.
Barbosa etal,1997; Mendes,1998; Pinto e Valério(2000) conotam que o termo Dort substitui o termo LER, pois “disturbio” define melhor estas afecções, já que em uma primeira fase da mesma ocorrem...
tracking img