O sentido da vida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1307 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Autor: Júlio César Pedroso Escouto


O Sentido da Vida

De todas as indagações do homem, a “para quê?” é a mais importante e mais grave pelas conseqüências que acarreta. Nela se condensa a essência do homem, fundindo-se com a incerteza de sua existência. Nessa pergunta culmina a busca do espírito humano; a resposta encontrada torna-se motivo para as suas ações, para o fato de “ter umfuturo”. “O problema do sentido da vida, quer se apresente quer não expressamente, cumpre defini-lo como um problema caracteristicamente humano. Só ao homem como tal, é dado, a ele exclusivamente, ter a vivência da sua existência como algo problemático; só ele é capaz de experimentar a problematicidade do ser.” (Frankl, 1982, p.39-40; em português: Frankl, 1986, p55-6.)
Todas as outras perguntassão subordinadas ao “para quê”. Assim, por exemplo, a pergunta sobre o “por quê” refere-se à compreensão dos eventos temporais antecedentes, da sua origem; ou a pergunta sobre o “como”, que investiga a natureza e constituição dos fenômenos, permitindo-nos lidar com eles.
O sentido representa a resposta vivenciada para a questão palpitante “viver para quê?”. Não é de forma passiva e apática que ohomem quer “deixar-se viver”. Ele quer saber e sentir para que está vivendo, para que deveria fazer algo. Ele quer dar forma à sua vida, em consonância com seu ambiente físico e social. Ele quer estar no lugar onde a preciosidade da vida se torna perceptível, quer compartilhar daquilo que o mundo tem de interessante, belo e significativo.
São esses os aspectos relevantes da vida. Em comparação,as circunstâncias dentro das quais a vida se desenrola são de importância secundária, contanto que os conteúdos sejam compreendidos e percebidos. Parafraseando Nietzsche, Frankl resumiu o valor e a significância deste pensamento na famosa frase “Quem tem um por que viver, suporta quase todo como.” (Frankl, 1981, p.132; em português: Frankl, 1990, p. 103.) O “porquê” é o conteúdo da vida. O como éconstituído pelas circunstâncias da vida, as quais muitas vezes tornam a vida tão difícil “que apenas em relação a um porquê e um para quê tornam-se suportáveis”.

O problema do sentido da vida é de difícil formulação devido à ambigüidade da palavra “sentido”. Quando nos referimos ao “sentido da vida” podemos querer dizer duas coisas: 1º) podemos nos referir da direção, do propósito, dafinalidade da nossa vida; 2º) podemos estar falando do valor da nossa vida. Segundo Desidério Murcho, podemos distinguir dois tipos de finalidades: as instrumentais e as últimas. As finalidades instrumentais se distinguem das últimas por serem apenas um meio para outras finalidades. Por exemplo, quando alguém caminha para ir ao cinema. Enquanto que a finalidade última é aquela cuja razão de ser seesgota em si mesma. Por exemplo, uma pessoa pode ir ao cinema exclusivamente porque gosta de cinema. Segundo Desidério, “Ao longo da vida, os seres humanos cultivam várias finalidades últimas. De entre as várias finalidades últimas estão o conhecimento, o amor, a amizade, o prazer de ver os filhos crescerem e os amigos a prosperar.” Se revisarmos com relação às duas coisas que podemos querer dizerquando nos referimos ao “sentido da vida”, veremos que o que falta é o valor intrínseco das finalidades últimas. Se perguntarmos por que razão uma única finalidade há de dar mais sentido à nossa vida do que as várias finalidades últimas, percebemos que a idéia subjacente é que as várias finalidades últimas não dão sentido à nossa se não forem coisas que tenham valor intrínseco; Para responder aoproblema do sentido da vida é preciso não apenas dizer quais são as nossas finalidades últimas, quer sejam muitas ou apenas uma, mas mostrar que essa ou essas finalidades últimas têm intrinsecamente valor. Com relação ao valor de uma finalidade última, ele pode ser classificado como valor subjetivo ou valor objetivo. O valor subjetivo é aquele que o sentido da vida depende exclusivamente da...
tracking img