O que e felisidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5372 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
QUESTÃO: 01
A) Pense na variedade dos fenômenos naturais e responda: por que, em sua opinião, as explicações míticas e religiosas tornaram-se insuficientes, para os gregos, à época do início do pensamento filosófico?
R: Para a época prevalecia a visão mítica e religiosa porque respondia as questões, devido a mentalidade daquele tempo, era um meio de conhecimento válido, atendia as necessidadede respostas com explicações sem comprovação cientifica porque não tinam coragem ou necessidade de refutar hipóteses tradicionais em busca da verdade.
Acredito que não só a variedade, mas a complexidade dos fenômenos naturais bem como da vida humana exigem bem mais que explicações míticas e religiosas porque estas são limitadas e não consegue em longo prazo manter uma lógica e coerência queconsigam acompanhar a velocidade do conhecimento e as consequentes novas dúvidas de forma concreta e convincente, o ser humano tornou-se mais exigente, mais inteligente. A vida é um risco e para valer a pena é preciso ter certeza e plena convicção, dos porquês, é preciso provas reais para entender a si mesmo e o universo.
Tanto ontem como hoje em dia quando julgamos ter todas as respostas paraexplicar o mundo, mudam-se todas as perguntas, é preciso mais do que teorias.
Como diz a frase Atribuída a Sócrates "Só sei que nada sei", logo é preciso buscar o conhecimento incessantemente. Como um copo cheio de água não pode receber novo conteúdo a não ser que seja esvaziado, assim nasceu a necessidade de valorizar a razão e a lógica, superior e mais aceitável que a mítica e religião da época quea longo prazo iria alienar o conhecimento a simples fantasia. Somente a lógica ousa desafiar e desvendar através dos pensamentos a vida e a natureza com provas físicas e consequências reais. “Cabe ao homem compreender que o solo fértil onde tudo que se planta dá, pode secar. Que o chão que dá frutos e flores pode dar ervas daninhas. Que a caça dispersa e a terra da fartura pode se transformar naterra da penúria e destruição. O homem precisa entender que de sua boa convivência com a natureza depende sua subsistência, e que a destruição da natureza é sua própria destruição, pois a sua essência é a natureza, sua origem e seu fim" Pois existem muitos mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia...
William Shakespeare E me valendo de outras frases que cabem nestecontexto: “Todas as grandes verdades começam como blasfêmias.” George Bernard Shaw ; “Crê nos que buscam a verdade. Duvida dos que a encontraram.” André Gide; “Dois excessos”
Excluir a razão e admitir apenas a razão.” Blaise Pascal; “Face a realidade, o que julgamos saber claramente ofusca o que deveríamos saber.” Gaston Bachelard.

B)Qual a relação entre as indagações dos pré-socráticos e odesenvolvimento das disciplinas como a física, a biologia, a astronomia, a química e outras ciências naturais?

R:Foram as indagações que deram origem a revolução que culminou no desenvolvimento das ciências. O primeiro filósofo em que temos uma obra sistemática e com livros completos é Platão, depois Aristóteles. São chamados de filósofos da natureza, pois investigaram questões pertinentes aesta, como de que é feito o mundo. Romperam com a visão mítica e religiosa da natureza que prevalecia na época, adotando uma forma científica de pensar.
Os pré-socráticos são filósofos que viveram na Grécia Antiga e nas suas colônias. Assim são chamados pois são os que vieram antes de Sócrates, considerado um divisor de águas na filosofia. Muito pouco de suas obras está disponível, restandoapenas fragmentos.
Alguns se propuseram a explicar as transformações da natureza. Tinham preocupação cosmológica. A maior parte do que sabemos desses filósofos é encontrada na doxografia de Aristóteles, Platão, Simplício e na obra de Diógenes Laércio (século III d. C), Vida e obra dos filósofos ilustres. A partir do século VII a.C., há uma revolução monetária da Grécia, e advêm a ela inovações...
tracking img