O maravilhoso mundo do faz de conta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2590 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O MARAVILHOSO MUNDO DO FAZ-DE-CONTA

Mara Suelen de Souza

RESUMO

O presente artigo aborda o papel da literatura infantil na educação, mostrando a sua importância como um recurso pedagógico a ser trabalhado com as crianças, buscando desperta-lhe o gosto pela leitura. Para tanto, cabe ao educador mostrar este mundo fascinante da literatura, como algo essencial e prazeroso,de mistérios e surpresas que vá ao encontro deste “mundo infantil”, das brincadeiras, dos pensamentos, assim como portas que irão se abrindo, mostrando novos horizontes, novas descobertas com uma enorme sensação de prazer. Este artigo tem como objetivo apresentar através de uma revisão bibliográfica, o verdadeiro valor da literatura, como fator contribuinte para o desenvolvimento infantil em todosos seus aspectos. Desta forma, a criança aprende de uma forma prazerosa sobre o mundo em que ela faz parte, integrando-se com outras crianças.

PALAVRAS-CHAVE: literatura infantil, educação, descobertas.

O MARAVILHOSO MUNDO DO FAZ-DE-CONTA

O interesse por estudar literatura infantil, deve-se à grande atração das crianças pelas histórias e contos de fadas.
A literatura infantilé um recurso pedagógico a mais para ser trabalhado com as crianças, e através de uma revisão bibliográfica, busca-se apresentar o valor da literatura infantil. Acredita-se que despertando o gosto verdadeiro e contínuo pela literatura, em diferentes situações de aprendizagem, ocorrerá o envolvimento direto dos alunos, não sendo apenas um envolvimento passivo “meramente ouvintes”. Foge-se também,de situações em que são “orientados” a uma literatura imposta. Sendo assim, propiciará que ela seja trabalhada de forma interdisciplinar, em todas as situações de ensino- aprendizagem.

HISTÓRIA DA LITERATURA INFANTIL

Realizou-se uma breve “viagem à história da literatura infantil”, com o objetivo de entender melhor a sua intensa influência na educação infantil e também, na relaçãopositiva entre a criança e o universo da leitura.
A literatura infantil teve seu início no século XVIII, quando a criança passa a ser considerada como “tal” e não como um adulto em miniatura.
Naquela época, as crianças tinham acesso a uma literatura muito diferente, sendo que aquelas nascidas na nobreza, geralmente, liam grandes clássicos e eram orientadas pelos seus preceptores, e outrasmenos abastadas eram versadas nas histórias de cavalaria e aventura.

“Na sociedade antiga, não havia a “infância”, nenhum espaço separado
do “mundo adulto”. As crianças trabalhavam e viviam junto com os adultos,tes
temunhavam os processos naturais da existência (nascimento,doença, morte),participavam junto deles davida pública (política), nas festas, guerras,audiências, execuções,etc...; tendo assim seu lugar assegurado nas tradições culturais comuns: na narração de histórias, nos cantos, nos jogos. Somente quando a “infância” aparece enquanto instituição econômica e social surge também a “infância” no âmbito pedagógico cultural, evitando-se “exigências”que anteriormente eram parte integrante da vida sociale, portanto obviedades.”
(Richter apud Zilberman,2000,p.44)

O aparecimento da literatura infantil tem características próprias, decorrentes da ascensão da família burguesa, do novo “status” concedido à infância na sociedade e da reorganização da escola. Sua inserção deveu-se à sua associação com a “pedagogia”, pois as histórias eram elaboradas para se converteremem instrumentos dela.
Á procura de uma literatura adequada para a criança, observam-se duas tendências semelhantes àquelas que informavam os pequenos: a dos clássicos, onde se fizeram adaptações; e a do folclore, onde ocorreu a apropriação dos contos de fadas – que na sua origem não eram especificamente para a criança.

“ Primitivamente, os contos folclóricos...
tracking img