O fim do emprego e a empregabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4568 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário



- Introdução... 02
- O fim do emprego 03
- Empregabilidade 07
- A origem do conceito 07
- Pontos básicos que aumentam a empregabilidade 08
- Principais pontos que diminuem a empregabilidade 09
- O desafio da empregabilidade 09
- As bases da empregabilidade 09
- Adequação vocacional 10
- Competência Profissional 11
- Idoneidade 11
- Saúde Física e Mental 11
- ReservaFinanceira e Fontes Alternativas 12
- Relacionamentos 12
- Colocando em Prática 12
- Conclusão 13
- Bibliografia 14






Introdução

Qual o perfil do profissional que o empresariado está querendo para sua empresa?


Iniciamos nossa pesquisa a partir deste questionamento. Conversamos com empresários de diversos seguimentos como Indústrias de: Confecções; Sapatos; álcool; açúcar;camarão marinho; distribuidoras de derivados de petróleo. Também endossamos a pesquisa com conceitos e opiniões de profissionais ligados a área de contratação como gerentes de Recursos Humanos, Gerentes administrativos e economistas. As opiniões foram formatadas com teses e reportagens direcionados ao assunto em apreço (vide bibliografia). Após ouvir as mais diversas opiniões concluímos “ainda comtese probabilístico” que com a globalização e a concorrência cada vez mais acirrada, ocorreu uma séria mudança no pensamento do empresariado que busca um profissional para sua empresa: ACABOU O EMPREGO o novo conceito agora é EMPREGABILIDADE. Apesar da pronúncia ter surgido a mais de uma década, ainda é considerada nova, aliás, não é do nosso conhecimento seu registro nos dicionários de línguaportuguesa. A pesquisa é interessante, pois constitui uma visão neo-milenar. O texto foi lido pelos entrevistados e dado o devido de acordo. As amostras da pesquisa são perguntas simples, diretas e abertas como: A) Qual o perfil do profissional que o empresariado está querendo para sua empresa? B) Afinal, as tecnologias empregam ou desempregam? C) O que é empregabilidade? Dado às respostas, oresultado é o que se ver nas páginas a seguir. Esperamos que o texto esteja claro e contribua para o crescimento profissional de todo aquele que o apreciar.





















O fim do emprego


Afinal, as tecnologias empregam ou desempregam?

A respostas para todos os gostos, não há uma resposta clara sobre o que as máquinas fazem por nós ou para nós. Por um lado, elassão a própria encarnação do investimento que move a economia capitalista. Por outro lado, na maioria das vezes, quando uma máquina entra, um trabalhador sai e, às vezes, muitos trabalhadores saem.
No início do século XIX, a agricultura era a ocupação quintessencial: praticamente manual, auxiliada por enxadas e pás, arados puxados por cavalos, carroças e afins.
Mas em meados do século atecnologia já aparente começou a mudar este quadro, surgiu a colhereira mecânica, o trator e por volta do último quarto do século, a proporção da força de trabalho nacional na agricultura havia diminuído de três quartos para a metade: em 1900, a um terço, em 1940, a um quinto e, hoje a aproximadamente 3%.
O que aconteceu àqueles cujos empregos foram tomados pelas máquinas? Migraram para outras áreas,nas quais a tecnologia estava criando novos postos de trabalho. Em 1810, apenas 75 mil pessoas trabalhavam nas nascentes fábricas que produziam ferro gusa, nas madeireiras e afins: 50 anos mais tarde, mais de 1,5 milhão: em 1910, mais de 8 milhões: em 1960, o dobro. Em termos de percentagem, a mão-de-obra industrial cresceu a passos largos, até chegar a 35% da força de trabalho total.
Mas osnúmeros não continuaram crescendo. Ao mesmo tempo em que a tecnologia oferecia trabalho nas novas fábricas de automóveis, de utilidades domésticas e de usinas de energia reduzia-o à medida que, nas linhas de montagem o torno mecânico, as brocas e as prensas aumentavam suas velocidades e espantosas novas “calculadoras” passaram a simplificar o trabalho dos supervisores.
Durante todo o tempo em que a...
tracking img