O estudo da criminologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O estudo da criminologia no seculo XIX, baseia-se na diferenca de valores entre igreja e constituicao.

Na Inquisicao, a igreja impunha uma doutrina e o Tribunal da Inquisicaocorrigia os desvios, e acreditavam que um ritual de purificacao seria suficiente para evitar a contaminacao em massa, obtinham confissoes atravez de torturas, onde o proprio juizcriava uma vedade inquestionavel que consideravam divinamente autorizada.

Com o surgimento de um saber cientifico, a modernidade se impos sobre o dogmatismo religioso, surgia entao,um novo modelo de processo penal, atacando as penas impostas ate o momento, colocando limites as punicoes e racionalizando a intervencao autoritaria.
O crime deixava de ser umaviolacao do divino, e passava a ser tratado como transgrecao da norma juridica.

Na implantacao das penalidades, as sociedades industriais fugiram as regras e implantaram um sistemadiferente ao que se tinha projetado anteriormente, surgindo entao, a prisao, com o intuito de monitorar e corrigir os infratores, visando a regeneracao do individuo, onde o corpoera utilizado como objeto de analise.

O julgamento penitenciario e responsavel por dar o veredito, determinar a culpa e a duracao da pena.
Devido as tensoes sociais do seculoXIX, criou-se uma nova figura: o delinquente

A Criminologia nasceu da juncao da inqisicao com o saber carcerario, onde poder e ciencia ladeavam-se para a justa aplicacao das penas.A verdade comprovada pela ciencia se fez necessaria, surgindo assim, uma nova crenca, o cientificidade, um caminho que levaria a verdade.
Este paradigma cientifico, nao passavade ilusao, criando provas verificaveis, conduzindo a uma sociedade elaborado pela racionalidade, idealizando um espaco paradiziaco de acordo com os interesses de quem tinha o poder.
tracking img