O caso dos exploradores de caverna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (289 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
➢ Decida o caso do ponto de vista essencialmente moral, ignorando a lei. Qual seria, então, o veredicto? Caso este seja distinto daquele a que chegaram os membros daSuprema Corte de Newgarth, discuta quais alterações deveriam ser introduzidas na lei, para que esta reflita a nova decisão.




Enquanto seres humanos dotados de senso dobem e do mal, os exploradores tinham a total noção de seus atos. Quando foram colocados em situação de perigo o instinto de sobrevivência foi aflorado, porém a racionalidadepara decisões ainda foi mantido, ou seja, foi acordado que um iria ser sacrificado para servir de base energética para sobrevivência dos outros e a princípio todosconcordaram. Porém, logo após ter se consolidado o acordo, o sujeito que o propôs, também propôs a rescisão do mesmo.

Seria justo ele, enquanto representante apenas dele mesmo,decidir o fim do acordo? Não. Então o justo era seguir com o combinado.

Quando lhe (Whetmore) foi solicitado que jogasse os dados ele hesitou em fazê-lo, então um doscompanheiros o fez e ao mesmo tempo ofereceu-lhe a oportunidade de recorrer, que ele rejeitou também. Sendo assim, ele abdicou de lutar por sua vida. E como a sorte foiadversa à sua existência, ele foi o escolhido para ser sacrificado em prol de um bem maior.

Não seria justo se de alguma forma ele tivesse sido forçado, ou violentado, a serprestado como alimento dos outros, como não foi, a condenação é injusta.

Ainda temos que elevar o fato de que 10 (dez) trabalhadores vieram à óbito para tentar salvar avida dos exploradores. Seria totalmente indigno para essas mortes nenhuma finalidade, e condenando-os, os colocam na mesma/parecida posição de quando presos na caverna.
tracking img