Letras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1587 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COESÃO TEXTUAL - CONCEITO GERAL

COESÃO TEXTUAL
É um tipo de articulação gramatical entre os elementos de um texto - o texto, compreendido como 'tecido’, 'trama'. A esse mecanismo que permite estabelecer boas relações entre os elementos do texto para facilitar o entendimento e torná-lo mais encorpado, agradável, mais atraente, é que se chama coesão textual ou recursos coesivos.
A construçãode um texto se faz em torno de um assunto pontuado - um tema. Esse tema, de uma certa forma, tem que ser referenciado até o fim do texto, mas será misturado a outros subtemas, que farão parte das argumentações discursivas e que vão gravitando em volta do tema central. Dessa forma vai-se mantendo o assunto no fio do discurso e compondo o texto, a tessitura. Tudo gira em torno de um jogo: um tema,um comentário - quando se faz o comentário, ele vira tema e nesse jogo de tema/comentário vai-se formando o texto.
Num texto, os termos estão muito correlacionados, pois se o assunto deve se manter no fio do discurso, ele vai sendo referenciado muitas vezes e de diversas maneiras. Essas referenciações necessárias na elaboração do texto são feitas por recursos coesivos - a isso é que se denomina'coesão textual'.
São tantos os recursos coesivos que podem ser utilizados para manter a coesão do texto, que para estudo, costuma-se dividi-los em tipos: recursos gramaticais e recursos lexicais. Os livros da linguista Ingedore Villaça Koch são ótimos para compreender esse assunto. Dentro da classificação dos recursos gramaticais há o emprego dos pronomes pessoais, demonstrativos, possessivos,indefinidos, relativos, advérbios, as desinências, etc. Como recursos lexicais compreendem-se as rotulações, as nominalizações, a hiponímia, sinonímia, etc.


MECANISMOS DE COESÃO



A palavra texto provém do latim "textum", que significa tecido, entrelaçamento. Expondo de forma prática, podemos dizer que texto é um entrelaçamento de enunciados oracionais e não oracionais organizados deacordo com a lógica do autor.
Há de se convir que um texto também deve ser claro, estando essa qualidade relacionada diretamente aos elementos coesivos (ligação entre as partes).
Falar em coesão é necessariamente falar em endófora e exófora. Aquela se impõe no emprego de pronomes e expressões que se referem a elementos nominais presentes na superfície textual; esta faz remissão a um elemento forados limites do texto. Vejamos as principais características de cada uma delas:

Endófora é dividida em: anáfora e catáfora.

a) Anáfora: expressão que retoma uma ideia anteriormente expressa.

"Secretária de Educação escreve pichação com "x". Ela justifica a gafe pela pressa".
Observe que o pronome "Ela" retoma uma expressão já citada anteriormente - Secretária de Educação - , portantotrata-se de uma retomada por anáfora.
Dica: vale lembrar que a expressão retomada (no exemplo acima representada pela porção Secretária de Educação) é, também, chamada, em provas de Concurso, de referente ideológico.
b) Catáfora: pronome ou expressão nominal que antecipa uma expressão presente em porção posterior do texto. Observe:

Só queremos isto: a aprovação!

No exemplo, o pronome "isto" sópode ser recuperado se identificarmos o termo aprovação, que aparece na porção posterior à estrutura. É, portanto, um exemplo clássico de catáfora. Vejamos outros:

Eu quero ajuda de alguém: pode ser de você. (catáfora ou remissão catafórica)

Não viu seu amigo na festa.
(catáfora ou remissão catafórica)
"A manicure Vanessa foi baleada na Tijuca. Ela levou um tiro no abdome".
(anáfora ouremissão anafórica)
Três homens e uma mulher tentaram roubar um Xsara Picasso na Tijuca: deram 10 tiros no carro, mas não conseguiram levá-lo. (anáfora ou remissão anafórica)
Exófora: a remissão é feita a algum elemento da situação comunicativa, ou seja, o referente está fora da superfície textual.
O referente "você" está fora da estrutura textual, ou seja, uma remissão exofórica.
Falamos, na...
tracking img