O adolescente e o ato infracional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1056 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SUMÁRIO

1-INTRODUÇÃO................................................................................3

2-Desenvolvimento......................................................................4

3-Conclusão.................................................................................64-Referência.................................................................................7

INTRODUÇÃO

Um dos mais graves problemas enfrentado pela ordem social é a violência cometida por menores.
As questões sociais enfrentadas por eles desde cedo, fazem com que ao mesmo tempo em que eles sejam vítimas, eles também tornam-se autores de atos infracionais, muitos deles gravíssimos.
São atos que chegam a cada dia mais cedo na vida de jovens.No desenvolvimento deste trabalho iremos perceber o que leva um adolescente a cometer atos ilícitos e de como poderemos amenizá-los.

DESENVOLVIMENTO

O adolescente autor de ato infracional é mais uma vítima aglomerada da fome, do frio, da moradia, de trabalho e de oportunidades para o seu desenvolvimento. No contexto de uma desigualdade em clara evidência, o Estatuto daCriança e do Adolescente nos traz avanços em relação ao tratamento formal ao adolescente em conflito com a lei, muito se discute sobre tal “proteção integral”, mas o que se torna indiscutível é o de que ninguém faz uso e muito menos respeita essa proteção.
Com o passar dos anos, o adolescente vivencia coisas que apenas adultos poderiam ver.
São vários episódios de violência que sevê pelas ruas, não só os adolescentes, mas pessoas de todas as idades não importam se ainda não completou um ano de idade ou se já tem 80 anos, o que devemos levar em consideração é que todos os dias chegam até nós, várias notícias sobre algo que ninguém esta conseguindo evitar: a violência! Essas mesmas notícias tristes nós conseguimos ter acesso por jornais, televisão, rádio, internet e todo osmeios de comunicação existentes na nossa vida, o pior é que esses fatos não ficam apenas nesses meios de comunicação e sim muitas vezes isso acontece também dentro de casa, de escolas e principalmente nas ruas.
A pergunta que fica é: se um adulto muitas vezes se deixa influenciar por atitudes que vê em televisão, internet, como fica a cabeça de um adolescente em relação á violência, muitasvezes assistindo esses atos? A percepção de adolescente nos é dada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), onde este nos diz que adolescente é a pessoa entre doze e dezoito anos incompletos. Tendo como base essa legislação de que o adolescente é visto como uma pessoa em situação peculiar em desenvolvimento, no qual goza de todos os direitos e de proteção social e que deve ser compreendidocomo prioridade absoluta em nosso exercício profissional. Quando se trata de crianças e adolescentes que, pelas várias faltas às vezes falta-lhes tudo, desde educação, amor, respeito até entendimento, tolerância etc…, que lhes possibilitem um bem e bom viver, com dignidade e a desenvolver relações amorosas e sadias. Estas faltas todas, sem sombra de dúvida, os levam a transgredir as Leis e asnormas entendidas como de boa convivência social
Hoje em dia é muito comum ver crianças de 11 ou 12 anos de idade convivendo com coisas como, por exemplo, drogas, seqüestros, assaltos, armas, presenciando brigas dentro de casa, chacinas, o que infelizmente isso está se tornando algo muito comum nos dias de hoje. São vários problemas que uma pessoa enfrenta na adolescência, dentre eles estáo preconceito, analfabetismo, drogas, desigualdades étnicas e sociais e ainda a falta de apoio familiar.
Os preconceitos contra a cor fazem adolescentes se revoltarem contra a sociedade de maneira errada, como ainda não sabem lidar com a situação se revoltam da tal forma em que muitas vezes não seguem o caminho correto.
O analfabetismo, está interligado com a baixa renda,...
tracking img