A roda dos expostos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3107 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RODA DOS EXPOSTOS






Ligiane Scotti



Professor – Karin Sewald Vieira
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Pedagogia (0088) – Prática do Módulo II
28/04/2011



1 RESUMO


O artigo apresenta a Roda dos Expostos que iniciou na Europa Medieval e difundiu-se no
Brasil entre 1726 a 1950. A ideia da Roda surgiu dos mosteiros onde os familiares deixavamsuprimentos para os residentes sem que os mesmos tivessem contato com o mundo exterior. Eram cilindros de madeiras construídos, estrategicamente, no lado de fora do muros e que possuía uma sineta para avisar que algum objeto ou mensagem estaria sendo deixado ali. A Itláia, então, amplia essa ideia para dar início a um trabalho de assistencialismo para as crianças abandonadas, já que o número de abandonoera consideravelmente grande, e muitas crianças eram deixadas nas ruas sendo mortas por outros animais ou deixadas em casas. Os moradores das casas, por compaixão, acabavam assumindo essa criança, mas “os filhos de criação” não tinham direitos amparados por lei. A Roda dos Expostos teve uma grande importância na História por ser a primeira instituição de acolhimento as crianças abandonadas e oprimeiro ato a ser feito era o Batismo. No Brasil a primeira Roda dos Expostos foi instalada em Salvador, seguida do Rio de Janeiro e em Recife. Todas foram construídas no século XVIII e o seu término foi em 1950.




Palavras-chave: abandono, família, igreja, assistência a infância



1 INTRODUÇÃO


O ato de abandonar os filhos é tão antigo quanto a história da colonização brasileira.Filhos bastardos, crianças com deficiência e negros escravos tiveram um período difícil de não aceitação perante a sociedade e eram friamente abandonados nas ruas ou em casas de famílias, porém desconhecidos.
Essas crianças abandonadas e assumidas por uma família não tinham os direitos amparados por lei. Além do processo de abandonado vivido por essas crianças, precisavam conviver com adiferença de direitos com relação aos irmãos.
A Roda dos Expostos foi construída a partir do mecanismo utilizados nos mosteiros para deixar objetos, alimentos e mensagens para os residentes. Ao receber os pertences, o residente não tinha contato com o mundo exterior e poderia manter o seu objetivo de ficar enclausurado.
Esse modelo foi acolhido pela Europa para receber os pequenos abandonadose seriam batizados pela Igreja Católica após o abandono pelos seus familiares, principalmente pelas mães.
As Câmaras Municipais deveriam assumir os “expostos” mas, alegavam que o custo seria alto e que cuidar dos pequenos “daria muito trabalho”. Então a Igreja assume esse importante papel de adotar a Roda dos Expostos como a primeira instituição de assistencialismo e acolhimento dosabandonados.
No Brasil, o período de vigência da Roda dos Expostos foi entre 1726 e 1950, sendo construídas, respectivamente em Salvador, Rio de Janeiro e Recife.
Em Santa Catarina, criou-se uma roda de expostos na capital Desterro (Florianópolis) em 1828 e deixou de funcionar na década de 1870. Apenas as Rodas de grandes centros continuaram a atividade porque as verbas doadas para a manutenção dosexpostos eram irrisórias.
A Roda dos Expostos em Santa Catarina termina no século XIX devido a chegada de várias influências que comprometeriam o andamento do trabalho de assistencialismo sem a devida organização e cuidados com a saúde e higiene.





2 A INFÂNCIA: DO ABANDONO AO RECONHECIMENTO


A criança nem sempre foi vista e respeitada como um ser em formação e com direitosprevistos em lei.
Houve uma longa trajetória de lutas e conflitos para que o homem, mulheres e crianças pudessem ter uma vida digna, socialmente e profissionalmente, e a garantia de uma infância cercada de afeto.
O mundo atravessou por uma grande modificação social e, consequentemente, as pessoas também tiveram que se adaptar a nova maneira de conduzir o ritmo de vida.
Pessoas...
tracking img