A psicologia de gestalt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 60 (14892 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
12
A Psicologia da Gestalt

Reprodução de Texto Original sobre a Psicologia

da Gestalt: Trecho de Gestalt Theoiy,

de Max Wertheimer

Introdução

Os Princípios Gestaltistas da Aprendizagem A Mentalidade dos Macacos

O Pensamento Produtivo em Seres Humanos

O Princípio do Isomorfismo



A Expansão da Psicologia da Gestalt

Acompanhamos o desenvolvimento da psicologia, dasidéias iniciais de Wilhelni Wundt e de sua elaboração por E. B. Titchener à disseminação do comportamentalismo de Watson e Skinner, incluindo o desafio cognitivo no interior desse movimento, passando pelo desenvol vimento da escola funcionalista de pensamento. Enquanto essas idéias se formavam nos Estados Unidos, a revolução da Gestalt ia acontecendo na Alemanha. Tratava-se de mais um protesto contraa psicologia wundtiana, um testemunho adicional da importância das idéias de Wundt como inspiração para pontos de vista opostos e como base efetiva a partir da qual lançar novos sistemas de psicologia.

Em seu ataque à instituição wundtiana, a rebelião gestaltista teve como foco primordial um dos aspectos da obra de Wundt: seu atomismo ou elementarismo. Os psicólogos gestaltistas consideravam opressuposto wundtiano da condição fundamental dos elementos sensoriais e fizeram disso o alvo de sua oposição. “Estávamos chocados”, escreveu Wolfgang Kõhler, um dos fundadores da psicologia da Gestalt, “com a tese de que todos os fatos psicológicos... consistem em átomos inertes sem relação entre si e que as associações são praticamente os inicos fatores que combinam esses átomos e introduzem aação” (K 1959, p. 728).

Para compreender a natureza da revolução gestaltista, temos de voltar a mais ou menos

1912, o ano descrito como “época de dificuldades” para a velha abordagem da psicologia, o

de

E

s,

12

A Psicologia da Gestalt

Introdução

Influências Antecedentes sobre a Psicologia da Gestalt

A Fundação da Psicologia da Gestalt

Max Wertheimer (1880-1943)Kurt Koffka (1886-1941)

Wolfgang Kôhler (1887-1967)

A Natureza da Revolta da Gestalt

A Teoria de Campo: Kurt Lewin (1890-1947)

Críticas à Psicologia da Gestalt

Contribuições da Psicologia da Gestalt

294

momento em que o comportainentalismo começava a atacar Wundt, Titchener e o funcionalis mo. A pesquisa animal de Thomdike e Pavlov estivera em ascensão por uma década, a primeiraformulação completa de sua posição fora feita por Thorndike nessa época, e a significação do reflexo condicionado de Pavlov para a psicologia estava em vias de ser reconhecida. Outra abordagem nova, a psicanálise, já tinha mais de dez anos.

O ataque dos gestaltistas à posição elementarista de Wundt foi simultânea, se bem que independente, ao movimento comportamentalista nos Estados Unidos.Ambas as escolas de pensamento começaram se opondo às mesmas idéias, mas chegariam a se opor uma à outra. Havia entre elas claras diferenças. Os psicólogos da Gestalt aceitavam o valor da consciência mas criticavam a tentativa de analisá-la em elementos; os comportainentalistas se recusavam até a reconhecer a existência da consciência para a psicologia.

Os psicólogos da Gestalt referiam-se àabordagem wundtiana (tal como a compreendiam) como a psicologia do “tijolo e argamassa”, querendo dizer com isso que os elementos (os tijolos) eram mantidos juntos pela argamassa do processo de associação. Eles afirmavam que, quando olhamos para fora de uma janela, vemos imediatamente as árvores e o céu, e não pretensos elementos sensoriais, como brilhos e matizes, que possam constituir a nossa percepção das árvores e do céu. Além disso, acusavam os wundtianos de afirmar que a nossa percepção dos objetos consiste apenas na acumulação ou soma de elementos em grupos ou coleções. Os psicólogos da Gestalt afirmavam que, quando os elementos sensoriais são com binados, forma-se algum novo padrão ou configuração. Juntemos algumas notas musicais e algo novo — uma melodia ou tom — surge da...
tracking img