A mecanica universal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2679 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
. Suas considerações sobre o método podem ser apropriadamente entendidas apenas quando se leva em consideração as disputas científicas de seu tempo. O ponto a ser entendido é que quando ele introduz a gravitação no seu sistema, Newton estava em conflito com princípios mecânicos. Segundo princípios mecânicos, causas operam apenas por impacto e pressão. Ao atribuir atração gravitacional àspartículas de matéria, Newton estava atribuindo a elas uma força que não pode ser explicadas em termos mecânicos. Tanto os atomistas quanto os cartesianos o criticaram nesse ponto. Segundo eles a causalidade mecânica já é suficientemente compreendida. Consequentemente ela pode ser usada como um princípio de explicação dos fenômenos. A atração gravitacional, que remonta a ação à distancia, não é ela mesmatotalmente entendida; de fato ela é pelo menos tão difícil de entender quanto qualquer coisa que possa ser explicado por ela. Newton foi acusado de introduzir na ciência uma daquelas qualidades ocultas tão frequentemente ridicularizadas nos trabalhos dos filósofos da escolástica. Sua famosa frase ‘eu não faço hipóteses’ foi intencionada para rebater tal acusação.

O ponto pode seresclarecido se começarmos a considerar primeiro o ponto de vista cartesiano. De acordo com Descartes, o que aparece como ação a distância precisa ser explicado através de princípios mecânicos e estes, por sua vez, em referencia à natureza essencial da matéria. Deste modo, nós produzimos explicações que são verdadeiramente sistemáticas. Qualquer explicação de um fenômeno material particular está conectadocom outros e estes juntos formam um sistema baseado na natureza da matéria. Por contraste o procedimento de Newton é arbitrário, o fenômeno particular sendo explicado por princípios eles mesmos não explicados. Portanto Descartes começa afirmando que a essência da matéria repousa apenas na extensão. A extensão é contínua, não admitindo vazios. O átomo é como um vortex na matéria contínua. Um átomoafeta outro a distancia através das vibrações que percorrem a matéria que é continua entre eles.

Para Newton a mecânica universal precisa ser concebida como uma resposta a necessidades práticas. Ela começa com o factual, está limitada ao factual, e em nenhuma de suas conclusões está habilitada a transcender o factual, significando por factual o que é de facto dado na experiência sensível enão revelável ou apreensível de outra maneira. Newton objeta que se as explicações de Descartes fossem verdadeiras, elas não simplesmente explicariam o fenômeno de maneira satisfatória para nós, elas teriam consequências que poderiam ser testadas através da observação. De fato, as consequências que se seguiriam, fossem elas verdadeiras, não poderiam ser observadas, e o que pode ser observado estáem conflito com tais explicações. Consequentemente elas poderiam ser rejeitadas, embora consistentes e satisfatórias elas pudessem ser em si mesmas. Além disso, nós deveríamos encontrar um principio que sirva para explicar o fenômeno e que tenha consequências que podem ser confirmadas pela observação, pelo menos provisoriamente aquele principio deveria ser aceito, embora insatisfatório ouinexplicável ele possa parecer. Para Newton uma correta explicação em ciência não está determinada por nenhuma visão preconcebida sobre a natureza última da matéria. A isto ele denomina hipótese ou especulação, experimento e não ‘hipótese’ é, Newton declara, a base na qual sozinha verdades concernentes a matérias de fato podem de forma confiável estarem apoiadas. A experiência é a fonte da qual obtemosa verdade sobre a realidade e os meios de verificá-la. As ‘Hipóteses’ representam os métodos ilegítimos empregados nas filosofias Aristotélicas e Cartesianas; e para todos os propósitos da pesquisa científica Newton as rejeita como fúteis.

Até aqui eu não fui capaz de descobrir a causa daquelas propriedades da gravidade através do fenômeno, e eu não construo hipóteses,...
tracking img