A luta pelo direito ihering, von rudolf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1522 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
 
FICHAMENTO DO LIVRO: A LUTA PELO DIREITO
16ª EDIÇÃO
IHERING, von Rudolf. Editora Forense, 2009, Rio de Janeiro.

 
Pag. 1- A vida do Direito é uma luta, luta dos povos, do Estado, das classes, dos indivíduos. O direito não é pura teoria, mas uma força viva, por isso usa a balança e a espada como símbolos respectivamente de justiça e poder e uma não sobrevive sem a outra. O Direito é umtrabalho incessante tanto dos poderes públicos como de uma nação inteira.
Pag. 2-3 – O Direito pode ser representado como tendo duas faces, para uns tranqüilidade, para outros transtorno. Teoria do Direito vendo o lado da balança, puramente lógico como sistema abstrato, uma censura. Sentido duplo do Direito: objetivo e subjetivo. Objetivo: é o conjunto de princípios jurídicos aplicados pelo estadopela ordem legal da vida. E o subjetivo: é a transfusão da regra abstrata no direito concreto da pessoa interessada.
Pag. 4-5. – A luta pelo direto subjetivo é o ponto focal do estudo escolhido. A manutenção da ordem jurídica, da parte do Estado, não é senão uma luta incessante contra a anarquia que o ataca. O direito forma-se sem dificuldades, transforma-se conforme a convicção das pessoas,comoa linguagem que é viva, o direito também se modifica conforme as necessidades.
Pag. 5-7. – O direito quando aceito e estabelecido para ser mudado, gera conflitos, porque indivíduos e classes inteiras prendem-se ao direito existente e não poderá ser mudado sem irritar a estes. Nisto surge as lutas pelas mudanças, a história comprova tal fato, mas a idéia do direito será eternamente um movimentoprogressivo de transformação.
Pag. 8-11. – Não se pode contestar a evolução do direito, e é romantismo achar que o direito se transforma sem dor, sem custo, sem ação, a realidade nos mostra o contrário. Desde os tempos primitivos o direito vem se modificando e pode se dizer que todas as conquistas do passado surgiram de forma dolorosa, mas um direito adquirido sem custa não vale.
Pag. 11- Direitosubjetivo ou concreto é quando o direito é lesado ou usurpado, pode ser tanto privado, como público ou internacional.
Pag. 12-13- Quando um indivíduo é lesado no seu direito ele terá que resolver se vai resistir e lutar por ele ou se abandonará o seu direito, porém a decisão tomada em ambos os casos implicará num sacrifício.
Pag. 15-17 – A experiência traz dois tipos de indivíduos, um prefere apaz a um direito dificultosamente sustentado e o outro que luta até o fim. Isto nos revela que cada indivíduo tem ponto de vistas individuais e sob o ponto de vista do direito as duas maneiras podem igualmente justificar-se.
Pag. 19-23 - A luta pelo Direito é um dever do interessado para consigo próprio:
O homem sem o direito desce ao nível do animal, a defesa do direto é um dever da própriaconservação moral. Ninguém compreende o próprio interesse tão bem como ele ninguém o segura com igual força, e, no entanto ninguém arrisca tantas vezes os seus haveres num processo.
Pag. 24-30 – O sentimento jurídico excitado não se satisfaz com o simples restabelecimento do direito. A dor física é um sinal de perturbação dos organismos, isso sucede exatamente com odor moral que causa a injustiçaintencional. O termômetro da suscetibilidade, e por isso mesmo, a medida do valor que os Estados ligam as instituições, é o direito criminal.
Pag. 31-33 - A suscetibilidade no que diz respeito à propriedade, o verdadeiro sentimento da propriedade pode também enfraquecer sob a influência de circunstâncias e de afinidades nocivas. A propriedade não pode conservar-se sã e vivaz senão por uma contínuaconexão como trabalho. O comunismo só prospera nos pântanos onde a idéia da propriedade está dissolvida; na origem da corrente não se conhece.
Pag. 34-36 - Inofensivo como ato de um só produziria a ruína do direito se viesse a tornar-se a regra das ações. Como povo, com efeito, está entregue a si próprio, nenhum poder superior o desobriga do cuidado de defender seus direitos. Adquirir o direito...
tracking img