A influencia do positivismo no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1115 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

MARIA DE FÁTIMA ANDRADE MENDES


















O POSITIVISMO DE AUGUSTE COMTE

A INFLUÊNCIA DO POSITIVISMO NO BRASIL


















Crateús-Ce
2010




MARIA DE FÁTIMA ANDRADE MENDES
















O POSITIVISMO DE AUGUSTE COMTE









Trabalho apresentado ao CursoServiço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina de Sociologia.

Profº. Orientador: Sérgio de Goés Barboza




















Crateús-Ce
2010


INTRODUÇÃO



Este trabalho, pretende analisar os vários aspectos referentes a história da Sociologia e seu surgimento e principalmente refletir o Positivismo, teoria que surgiu a partir das idéiasde Auguste Comte que pretendeu realizar por meio da ciência uma reforma social.
Na história do surgimento da sociologia, o positivismo foi a primeira corrente consolidada.
Nessa corrente de pensamento reconhecia-se que os princípios reguladores da sociedade humana deveria ser estudado sobre o mesmo método do mundo físico, pois embora fossem diferentes em essência, a origem natural de ambos osaproximavam.
O pensamento de Auguste Comte influenciou todas as teorias existentes, provocando grandes mudanças. Tive grande influência quer como filósofo social, quer como reformador social.


















DESENVOLVIMENTO


O Positivismo é uma corrente filosófica que surgiu na França no começo do século XIX. Os principais idealizadores do positivismo foram ospensadores Auguste Comte e John Stuart Mill. Esta escola filosófica ganhou força na Europa na Segunda metade do século XIX e começo do XX, período em que chegou ao Brasil.
O Positivismo defende a idéia de que o conhecimento científico é a única forma de conhecimento verdadeiro. De acordo com os positivistas somente pode-se afirma que uma teoria é correta se ela foi comprovada através de métodoscientíficos válidos.
Os positivistas não consideram os conhecimentos ligados as crenças, superstições ou qualquer outro que não possa ser comprovada cientificamente. Para eles, o progresso da humanidade depende exclusivamente dos avanços científicos.
O positivismo teve muita influência na literatura. No Brasil, por exemplo, influenciou escritores naturalistas como Aluisio de Azevedo e Raul Pompéia.A frase “Ordem e Progresso” que encontramos na bandeira brasileira é de inspiração positivista.
Em outubro de 1844, Comte conhece Clotilde de Vauk e sua influência marca uma reviravolta na filosofia de Auguste Comte. Após o falecimento de Clotilde, Comte entrega-se a seus estudos.
Entre 1851 e 1854 apareceram os volumes do sistema político positivista ou Tratado de Sociologia que institui areligião da humanidade. O último volume sobre o futuro humano prevê uma reformulação total da obra sobre o título de síntese subjetiva. Desde 1847 Comte proclamou-se grande sacerdote da Religião da Humanidade. Institui o “Calendário positivista”(cujos santos são os grandes pensadores da história), forjas divisas “ordem e progresso”, viver para o próximo”, “ O amor por princípio, a ordem por base, oprogresso por fim”, como por exemplo no Brasil). Ele morre em 1857 após ter anunciado que “antes do ano de 1860” pregaria o “positivismo em Notre-Dame como a única religião real e completa.
Comte partiu de uma crítica científica da teologia para terminar como profeta. Seu discípulo Liltrévê a segunda filosofia de Comte como uma espécie de delírio político-religioso, inspirado pelo amorplatônico por Clotilde.
Comte pensou que a filosofia positivista deveria terminar finalmente em aplicação políticas e na fundação de uma nova religião.
Para Comte “as idéias conduzem e transformam o mundo” e é a evolução da inteligência humana que comanda o desenrolar da história. Comte pensa que nós não podemos conhecer o espírito humano senão através de obras sucessivas-obras de civilização e...
tracking img