A indisciplina na escola

IESB – FACULDADE MONTENEGRO
CURSO DE PEDAGOGIA

A INDISCIPLINA NA ESCOLA

DANIELA ANTUNES

SÃO DESIDÉRIO - BA
SETEMBRO 2012

DANIELA ANTUNES

A INDISCIPLINA NA ESCOLA

Trabalho apresentado como pré-requisito para
a obtenção da nota da disciplina De Metodologia do Trabalho Científico, para a obtenção do título de graduada em Pedagogia pelo IESB – Faculdade Montenegro, sob a orientação daprofessora Elizamar de Lourdes Possato Ortega Leão.

SÃO DESIDÉRIO - BA
SETEMBRO 2012

RESUMO:

Este trabalho tem por objetivo refletir e buscar alternativas para o enfrentamento de um grande problema emergente nas escolas: a indisciplina. Esta é conceituada como falta de limites, desrespeito ao direito do outro, incompreensão das regras de convívio e falta de solidariedade. Ela existe quando a posturado aluno impede que a escola e que o currículo cumpram os seus objetivos. Assim, educar e formar hábitos e atitudes exige compreender que a aquisição de valores é fundamento básico na estruturação de uma sociedade mais justa, formada por cidadãos competentes e aptos para atuar num mundo cada vez mais carente de valores éticos e comportamentais. Construir um ambiente cooperativo e respeitoso entreprofessor e aluno e consolidar relações próximas entre escola e família, são passos importantes e necessários para vencer a indisciplina.

Palavras-chave: indisciplina, escola, professor, aluno

CONSIDERAÇÕES INICIAIS:

A indisciplina pode ser alguma carência do indivíduo, como a falta de interesse, a falta de compreensão, a falta de valorização, que, se percebida antes de tornar-se um problemade comportamento como a bagunça ou a agressividade, formas de expressão de total falta de respeito para com o outro, podem ser trabalhadas, evitando assim chegar a um problema mais grave e que necessite ajuda de especialistas para saná-lo.
Neste contexto busca-se levantar alternativas e colaborar na conscientização da família, dos educadores e dos educandos frente ao aspecto da importância davivência de valores e atitudes éticas, tão necessárias nas salas de aula e nos ambientes de convivência social.

DESENVOLVIMENTO:

A indisciplina em sala de aula, é hoje um fenômeno que vem sendo discutido em nossa sociedade de forma cotidiana, seja em meios acadêmicos, familiares ou pela mídia. Considerando que a indisciplina ocupa lugar de destaque entre as maiores preocupações pedagógicas, nossentimos impulsionados a compreender este fenômeno a partir da análise de noções trabalhadas em diferentes autores. Dessa forma, aponta a disciplina é apontada como uma possível forma de resistência por parte dos alunos que não se submetem às normas impostas pela escola.
Aquino (1999) aponta que a relação professor-aluno não é o único foco da indisciplina escolar, mas, ao mesmo tempo indicasistematicamente as ações que devem ser desenvolvidas pelo professor e na escola como forma de busca à solução desta problemática.
Ainda, reconhece que a relação professor-aluno é tomada por ambiguidade pois, apesar de ser uma relação assimétrica, deve ser permeada pela reciprocidade. Aponta que o professor não é o ponto todo ensinante, mas que também aprende e deve abrir mão de uma postura autoritáriaque não considere os conhecimentos dos alunos, negando-se a ampliar seus próprios conhecimentos com os mesmos.
Entende-se, portanto, que há uma congruência entre as propostas apontadas sob a ótica da psicologia da moralidade e sob a ótica da psicologia institucional, centrada principalmente na relação professor-aluno, indicando que alguns princípios morais devem prevalecer no cotidiano escolar:princípios de cooperação com o intuito de desenvolver nos alunos a autonomia.
A disciplina e a indisciplina são produtos sociais e escolares e não devem ser consideradas boas ou más, pois isso depende do contexto e da lógica em que estão inseridos.
O Estatuto da Criança e do Adolescente tratou em capítulo específico do direito à educação estabelecendo seus objetivos, os direitos dos...
tracking img