A fraude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1528 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE BELFORD ROXO – FABEL
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO
DISCIPLINA: MERCADO DE CAPITAIS
4º período

PROFº.: JORGE RENATO

A FRAUDE

GLEICE KELI FERNANADES CHARLES
NIVALDO LACERDA QUEIROZ

2012

Analisando o filme "A Fraude"

“Um ambicioso escriturário que trabalha em um banco recebe a oportunidade de cuidar de negócios na Singapura. Lá ele apresenta resultados excelentes noaspecto financeiro, escondendo as perdas em uma conta aberta para este fim.”
Ewan McGregor, na história de um homem jovem e ambicioso que se rende aos riscos e acaba levando à falência uma das mais antigas e bem sucedidas instituições financeiras da Inglaterra. Quando é enviado a Singapura, pelo tradicional Barings Bank, tudo que Nick Leeson quer, como negociador de mercado futuro, é a chance defazer dinheiro com ações. Porém, enquanto os dirigentes do Barings Bank comemoram os lucros conquistados para o banco pelo rapaz, Nick começa desviar enormes quantias de dinheiro para cobrir as perdas de suas próprias apostas financeiras. Com dívidas comparáveis ao seu desespero, Nick decide arriscar tudo numa jogada definitiva para burlar o sistema e recuperar todo o dinheiro que já perdeu.
Baringsquebrou após desvios
Nos meios financeiros, o nome de Nick Leeson foi lembrado a partir do momento em que o banco francês Société Générale (SocGen) divulgou a fraude responsável por um buraco de ? 4,9 bilhões em suas contas. Leeson foi o homem que praticamente levou ao fechamento o banco de investimentos Barings, o mais antigo em operação no Reino Unido, ao desviar o equivalente a US$ 1,5bilhão. Agora, a fraude foi praticada pelo francês Jerome Kerviel, um funcionário do SocGen.
Para evitar o fechamento do Barings, em 1995, foi feita uma negociação com o ING, da Holanda, surgindo o ING Barings. Leeson perdeu cerca de US$ 1,5 bilhão com especulações em contratos de futuros na área de derivativos.
Leeson foi identificado como o fraudador, e tudo começou com uma perda US$ 20 mil pormeio de um funcionário que trabalhava com ele. Foi no jogo do mercado financeiro que Nick Leeson ganhou e perdeu milhões de libras e levou o mais tradicional banco de investimentos a uma situação de dificuldade. Apostar alto nos derivativos, o mais arriscado segmento do mercado financeiro, foi seu erro.
Consecutivas quedas na Bolsa de Valores de Tóquio, acentuadas pelo terremoto em Kobe em 1994,fizeram com que ele perdesse uma fortuna. Na autobiografia A História do Homem que levou o Banco Barings à falência, Leeson contou como encobriu as perdas na conta chamada de erro 88888 e como escondeu, durante dois anos, a situação financeira do Barings em Cingapura, enganando auditores e a própria bolsa.
Em fevereiro de 1995, quando o escândalo estourou, fugiu para a Inglaterra, mas foi preso aofazer uma conexão em Frankfurt. Em seguida, foi extraditado para Cingapura, onde foi condenado a seis anos e meio de prisão por fraude no sistema financeiro.
Leeson nasceu nos subúrbios de Londres e, aos 25 anos, era considerado um gênio das finanças, responsável pelos negócios do Barings no volátil pregão de Cingapura. Ele tinha 28 anos quando praticou a fraude.
O caso de Nick Leesonprovocou mudanças por parte de auditorias nas análises de balanços de instituições financeiras. Algumas foram consideradas culpadas por não terem enxergado nos balanços as fraudes praticadas por Leeson.

A FRAUDE
Os mercados de derivativos representam uma das mais importantes inovações financeiras já ocorridas, permitindo comprar e vender riscos associados aos mais diversos ativos.
As atividades comeles desenvolvidas podem envolver o a busca de proteção financeira, a busca de maior retorno, associada a um maior risco ou  o aproveitamento de falhas momentâneas de preços.
Porém, a mídia gosta de explorar os retumbantes fracassos de instituições financeiras associados às operações com derivativos.
Um dos casos mais graves e notórios associa-se à quebra do banco inglês Barings, retratada...
tracking img