A escola frente a diversidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2812 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]



















































































1 INTRODUÇÃO


O presente trabalho tem como objetivo fazer com que o aluno consiga entender as diferenças encontradas em nossa sociedade, tendo como alvo principal a escola.
É preciso fazer comque a criança aprenda desde cedo a respeitar os coleguinhas, independente das suas características, sendo esse aluno alto, baixo, gordo, magro, negro ou branco, é preciso haver respeito acima de tudo para não gerar conflitos em sala de aula. Pois o preconceito é um tema muito discutido e cabe a nós futuros professores fazer com que a criança tenha a mente aberta para todo tipo de ser humano.A ajuda dos pais é de extrema importância para o bom rendimento da criança, o acompanhamento, o incentivo tornam as crianças mais centradas em sua trajetória escolar, fazendo com que elas cumpram com rigor sua função em sala de aula.



2 A ESCOLA FRENTE A DIVERSIDADE
O termo respeito deve ser imposto às crianças no seus primeiros anos de educação escolar, pois é o que seaprende ali que se leva para a vida inteira. Com a diversidade não é diferente, pois deve ficar claro para o aluno que todos nós somos diferentes, cada um tem um jeito de falar, de agir, de se vestir e que tais diferenças não devem ser motivo para preconceito. Visto que todos temos diferenças a afirmação de que todos nós somos iguais deve ser deixada para trás, a fim de não gerar confusão nacabeça das crianças.
Nas séries iniciais o preconceito não é tratado com tanta ênfase, pois as crianças são mais inocentes e ainda estão em fase de descobertas, mas a partir do momento em que começam a se desenvolver passam a perceber as diferenças entre seus coleguinhas.
A escola existe para facilitar a construção do conhecimento, porém é dentro dela que são encontradas osmaiores desafios, tanto para professores quanto para os alunos pois a diversidade escolar é muito grande sendo que os alunos devem ser tratados todos de forma igual muitas vezes é difícil fazer jus a esse comando.
Ao se depararar com um aluno portador de deficiência “a maior dificuldade é encontrar formas diferenciadas de chegar neste aluno, uma vez que temos que efetivamente ensinarum determinado conteúdo encontrado um caminho diferenciado para nos fazer entender por ele. Uma formação docente eficiente nesta área (nas graduações e ou formações continuadas) é uma saída possível.”
Se formássemos uma turma de 4ª série por exemplo, reunindo um aluno de cada estado brasileiro em uma mesma sala de aula, as diferenças seriam mais expressivas ainda, bem como essesalunos que já teriam por volta de 9 anos já notariam o jeito diferente de cada um falar, podendo ser isso um motivo de deboche.
Para gerar conflito em sala de aula nem é preciso ir tão longe, pois existem inúmeras formas de preconceito, o jeito da pessoa de se vestir, sua cultura, religião tudo isso pode ser motivo de zombação.
Mas antes de tudo é preciso colaboração por parte doprofessor, fazer o que gosta e não por dinheiro ajuda muito na formação dos alunos, um professor dedicado que se respeita e sabe de seus valores pode ser a peça chave para o desenvolvimento das crianças. Mas a situação que vemos não é tão animadora, segundo uma pesquisa encomendada pela Fundação Victor Civita, revela que os jovens não consideram a carreira docente uma boa opção. O especialista empolíticas educacionais Rubens Barbosa de Camargo tenta explicar essa situação, de acordo com Camargo,

Muito tem se falado na desvalorização da profissão de professor e da falta de atratividade da carreira docente, mas o que fazer para reverter esse quadro? Acredito que a solução passa, necessariamente, pela ampliação dos recursos. O salário tem impacto direto na qualidade....
tracking img