A distancia da filosofia para a humanidae

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1780 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO DE FILOSOFIA

“A distância da filosofia para a humanidade”

Nome: Patrícia Eliane Nascimento
A DISTÂNCIA DA FILOSOFIA PARA A HUMANIDADE

Se há mais de um século, as grandes perguntas metafísicas parecem ter abandonado as preocupações da nossa época, não desapareceram no entanto do espírito humano. Quando a vida nos afasta em certas alturas da efervescência do mundo, as questõesfundamentais ganham logo vivacidade de novo.
O universo faz algum sentido?
A humanidade tem algum propósito?
Porquê que estou no mundo?
A nossa existência e os nossos atos fazem sentido?
Há algo de divino no mundo?
Haverá outra coisa depois da morte?
O mercado pode muito bem camuflar essas interrogações espirituais por baixo dum amplo véu de barulho, de stress e de impulsividade, de trabalhoforçado e sem descanso, mas essas perguntas ressurgem logo nos nossos momentos de relaxamento e nos nossos silêncios.

O mundo faz algum sentido?
Quando vemos televisão e a sucessão de medos que ela emite, podemos facilmente ficar com uma visão sombria e pessimista da evolução humana. É fácil imaginar a nossa espécie em declínio e destinada ao seu próprio aniquilamento.
Pelo contrário,também podemos achar nela uma EVOLUÇÃO POSITIVA. Um melhoramento constante e global da condição do homem. Uma passagem sucessiva, etapa após etapa, conduzindo a nossa espécie em direção a sua UNIÃO SERENA e a sua verdadeira perfeição.
 
Não é a humanidade que está cada vez pior, é a nossa sensibilidade ao mal que se desenvolve …
Falar sobre a evolução positiva nesta altura de transições é um assuntocomplicado. Ainda mais depois das monstruosidades humanas testemunhadas pelo século XX.
É difícil, porque temos de ser capazes de pensar no “mal” como algo reprovável, como um escândalo que d desaparecer, ao mesmo tempo que temos de justificar a necessidade da sua existência. Se queremos livrar-nos deste beco sem saída, temos de considerar o “mal” como um elemento subsidiário e em constanterecuo, cujo único papel é o de fazer evoluir o “bem”.
Também temos de aceitar o paradoxo dum mal que acharíamos necessário à construção humana e ao mesmo tempo supérfluo, para que ele regrida progressivamente até desaparecer por completo.
Vejamos o caso da tortura por exemplo. Trata-se de uma barbaridade antiga que ainda hoje tem praticantes. A televisão e os relatórios da Amnistia Internacional sãomuito expressivos sobre este assunto. 
E para demonstrar o progresso da humanidade apesar de ainda existir tortura, temos de poder dizer:
* 1/ A humanidade ainda não atingiu o limiar da sua perfeição mas é a direção para onde se dirige pouco a pouco.
* 2/ Durante milénios, a tortura consistiu sistematicamente o único meio de obter confissões ou de sentir prazer. Era uma práticainstitucionalizada e vulgar. 
* 3/ Gradualmente, seguindo a evolução da consciência, esse “horror” foi reavaliado. Filósofos, humanistas e religiosos lutaram para que desaparecesse. Graças a esse longo trabalho de humanização, a tortura acabou por ser proibida. Primeiro pela Suécia em 1734, depois pela Alemanha, a Noruega e a Dinamarca e finalmente pela França em 1789.
* 4/ Hoje, a maior parte dospaíses proibiu a sua prática.
* 5/ A desumanidade da tortura foi entendida pela sociedade por ser o único grande comportamento desumano que foi explicitado nos documentos oficiais internacionais (apesar de alguns carrascos de fatinho procurarem qualquer forma de lhe devolver um contexto legal ou de lhe minimizar a importância).
* 6/ Nos dias de hoje, a tortura ainda existe, porém éproibida. Praticá-la ou permitir que seja praticada são atitudes punidas pela lei. Por isso, há evolução.
* 7/ Dia após dia, inúmeros seres humanos trabalham para que essa perversão sádica desapareça.
* 8/ E, para concluir, a tortura tendo-se afastado dos hábitos humanos, a sua prática age contra ela própria. Com efeito, quando felizmente há indivíduos que denunciam a sua presença, gera-se...
tracking img