A crise do euro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1241 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A CRISE DO EURO

Professor: Eli
JOINVILLE
2012
1 INTRODUÇÃO

A forte interação do mercado capitalista torna a economia dos países, de uma forma geral, muito dependentes uns dos outros. Quando um bloco econômico de forte participação no mercado mundial quebra, seus reflexos afetam todos as economias relacionadas a ele. É o que está acontecendo com o mercado Europeu, que por conta dairresponsabilidade fiscal de alguns países e da criação de seu bloco econômico em si, deixou em crise um dos maiores mercados de consumo do mundo. Afetando também toda a economia mundial.
Esse trabalho de pesquisa discorre sobre a polêmica crise europeia, desde seu início, até seus desdobramentos no mercado mundial.

2 A CRIAÇÃO DA ZONA DO EURO

Os planos para uma moeda única europeia começaram em1969. Com o objetivo de acabar com a convertibilidade do dólar em ouro e da crise do petróleo de 1972.

Após o fim da primeira guerra mundial, a Alemanha viu-se obrigada a assinar um acordo de paz com os demais países que protagonizaram a primeira guerra mundial. O tratado de versalhes a incumbiu de assumir responsabilidades pelos danos causados a alguns países da Tríplice Aliança e também areduzir o número de tropas dando ao exército alemão apenas a capacidade de defesa, e não mais de ataque.

Sem exército, a Alemanha tornou-se mais vulnerável à pressões políticas, segundo o economista Constantino (2011), foi pela pressão política que a Alemanha aceitou entrar para a zona do euro, […] a Alemanha entrava com a perda de seu Bundesbank e do seu marco fortalecido e em troca elatinha, de forma muito...feita na forma de chantagem, essa pressão de que a paz seria garantida na região[...]. Com a queda da moeda alemã, os demais países ficariam menos subordinados à economia alemã, a Alemanha por sua vez lucrava com o aumento do fluxo do comércio local.

A nova moeda entrou em vigor oficialmente, a partir de primeiro de janeiro de 2002, adotada inicialmente pela Alemanha,Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Portugal posteriormente, adotada também pela  Grécia , Eslovênia, Chipre , Malta,  Eslováquia e Estônia em 1 de Janeiro de 2011.
3 AS FALHAS DO TRATADO DE MAASTRICHT

O Tratado de Maastricht, criado para manter a estabilidade política do continente e organizar os países que utilizariam o Euro estabeleceumetas de livre movimento de produtos, pessoas, serviços e capital. Sua estrutura é composta por 3 critérios:

-1º Critério:
Trata-se de assuntos relacionados com a agricultura, ambiente, saúde, educação, energia, investigação e desenvolvimento. A legislação neste Critério é adotado conjuntamente pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho. O Conselho delibera por maioria simples, por maioriaqualificada ou por unanimidade. Em assuntos tais como fiscalidade, a indústria, fundos regionais, investigação exigem deliberação por unanimidade.
-2º Critério:
Trata de assuntos de política externa e segurança comum.
No 2º Critério compete ao Conselho deliberar por unanimidade em matérias de maior relevância. Na maior parte dos assuntos é suficiente a maioria qualificada e em matérias de menorrelevância é apenas a maioria simples.
-3º Critério:
Trata de assuntos de cooperação policial e judiciária em matéria penal.
No 3º Critério compete ao Conselho deliberar por unanimidade em matérias de maior relevância. Na maior parte dos assuntos é suficiente a maioria qualificada e em matérias de menor relevância é apenas a maioria simples.

Porém, não foi criado nenhum órgão defiscalização das normas estabelecidas, apontada por
Kevin Featherstone (2011), em entrevista à Folha, como uma das principais falhas da zona europeia:

O euro foi criado sem um sistema de governança econômica para apoiar os Estados membros e sem formas de verificar a real situação fiscal deles. Isso deixou o bloco vulnerável. Após a crise financeira global de 2008, vimos os líderes da UE (União...
tracking img