Crise do euro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1222 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
História do Euro
Pode-se dizer que a história do euro se iniciou de forma quase paralela à história da própria União Europeia. Assim, logo após a Segunda Guerra Mundial, surgiu a necessidade de estreitar as relações diplomáticas entre os países europeus, no sentido de unir forças para recuperar a economia do velho continente, a qual se encontrava totalmente arrasada pela Grande Guerra.
Oprimeiro passo para a criação do euro foi o Tratado de Roma. Assinado em 1957, o mesmo tinha o fim de aperfeiçoar as políticas econômicas, eliminar barreiras comerciais e promover a circulação de força de trabalho e capital entre os países europeus. Após as primeiras falhas do sistema Bretton Woods, o qual consistia na vinculação das moedas europeias ao dólar, surgiu a ideia de unificação monetária docontinente. Em 1969, foi solicitado ao primeiro-ministro de Luxemburgo um relatório sobre o tema, marcando oficialmente o início da discussão sobre a adoção de uma nova moeda.
Outros dois importantes avanços na direção da criação do euro foram a criação do Sistema Monetário Europeu, em 1979, o qual limitava as taxas de câmbio entre as nações europeias, além do Ato Único Europeu, em 1986, tratadoque removeu drasticamente barreiras, impostos e outros tipos de restrições entre os países, formando a base para a criação de uma moeda única.
Em 1992 é criada oficialmente a União Europeia, já levando consigo a ideia de uma nova unidade monetária. O nome “euro” foi escolhido em 1995, tendo começado a circular somente em 2002.
Crise do Euro
Há dez anos, em 1o de janeiro de 2002, entrouoficialmente em circulação o euro, a moeda única corrente em países que compõem a União Europeia (UE). Na época, o lastro monetário simbolizava a integração do continente que, no século 20, enfrentou duas guerras mundiais e uma divisão ideológica que quase provocou uma terceira. Hoje, porém, o euro é sinônimo de incertezas, numa crise que ameaça a futuro da segunda maior economia do planeta.
Zona do EuroA Eurozona é composta por 17 dos 27 Estados-membros da União Europeia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Malta, Países Baixos e Portugal. Na ocasião em que o euro foi instituído, Dinamarca, Suécia e Reino Unido optaram por não aderir ao projeto e mantiveram suas moedas locais.
O euro é usadodiariamente por 332 milhões de europeus. A moeda também é a segunda maior reserva monetária internacional e a segunda maior comercial, atrás somente do dólar americano.
Apesar disso, a Europa enfrenta desde 2009 uma crise de débitos que ameaça a estabilidade do bloco, obrigando os governos a fazer reformas impopulares. Em 2012, o desafio dos líderes europeus será manter todos os países integrantes daZona do Euro, de modo a impedir o enfraquecimento da aliança.
Desde 1999, a moeda que passou a ser usada pelos europeus há uma década já era corrente entre os mercados financeiros. Nesse ano, os governos aboliram moedas locais como o marco alemão, a lira italiana, a peseta espanhola e o franco (belga e francês) nas transações comerciais entre países. O objetivo era unir mais as nações, em um blococom maior representação política, e gerar mais desenvolvimento econômico, pois o sistema monetário integrado facilitaria o comércio e os negócios entre os países.
Nos primeiros anos, tudo caminhava bem e os europeus estavam entusiasmados com a novidade. E, mesmo não correspondendo às projeções mais otimistas, houve crescimento de até 15% na economia da UE. Outro benefício da adoção da moedaúnica foi o controle da inflação, que em média não ultrapassa os 2%. Empresas também pouparam dinheiro com os custos de transações cambiais – somente na indústria automobilística, a economia chegaria a 500 milhões de euros por ano.
Grécia
Os problemas começaram com a crise econômica de 2008, que atingiu o “calcanhar de Aquiles” da Zona do Euro. Em uma década de moeda única, não houve uma política...
tracking img