A arte de argumentar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1322 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade de Direito de Conselheiro Lafaiete











Língua Portuguesa:
A arte de argumentar





Ana Carolina Debussy
Everaldo Santos
Gessik Magalhães
Jorge Rafael Hilário
Mendel Campos
Rafaela Damazio













Conselheiro Lafaiete
2012
INTRODUÇÃO


O livro “A arte de argumentar: Gerenciando Razão e Emoção”, de Antônio Suárez de Abreu,tem como principal objetivo auxiliar as pessoas a argumentarem corretamente, para terem maior sucesso tanto na vida profissional quanto na pessoal. Esse sucesso não depende apenas da formação e do conhecimento das pessoas, mas também da sua habilidade em se relacionar e de compreender e comunicar idéias, ou seja, de entender e principalmente de se fazer entendido.
Fazemos issogerenciando tanto as informações que queremos passar para aqueles que estão nos ouvindo quanto a nossa relação com os mesmos. Para gerenciar a informação, é importante que saibamos selecionar bem as mesmas, ou simplesmente transformar todas essas informações que recebemos em conhecimento.
Saber gerenciar relações também é muito importante no mundo de hoje e nos futuro que nos espera, tanto doponto de vista pessoal quanto do ponto de vista profissional. Para isso, basta ver que vários dos diálogos que travamos hoje em dia é puro gerenciamento da relação.































ARGUMENTAR, CONVERCER E PERSUADIR

Argumentar é a o desenvolvimento da capacidade de convencer e persuadir alguém de algo. No cotidiano as pessoas estão em constantesargumentações; como por exemplo, quando defendemos um ponto de vista em relação a certo assunto, ou quando propomos uma solução para alguém e esperamos que esta pessoa seja convencida pelos nossos argumentos, mas para convencer são necessários argumentos robustos.
Existem vários tipos de argumentação. Entre elas se destaca a argumentação por raciocínio lógico, que pode ser encontrada em maços decigarros com fotos na parte posterior com a seguinte frase: "fumar causa impotência sexual." este tipo de frase foi substituído por frases que antes vinham escritas: “fumar pode causar impotência sexual.” e a substituição ocorreu pela diferença que ocorre na frase com relação às palavras: “poder” e “causar”. Este tipo de argumento o autor precisa de dados que fundamente seu argumento no qual é usado àrelação de causa e efeito (no caso citado, fumar causa impotência sexual.).
Existe uma grande diferença entre convencer e persuadir. Convencer é quando convencemos uma pessoa de que nossa ideia está certa em relação a certo assunto, por exemplo: tenho um amigo que bebe e convenço a ele que beber é prejudicial á saúde, ele pode concordar com a minha ideia e continuar bebendo, isto é convencer,enquanto persuadir é quando além de convencer a meu amigo que beber é prejudicial á saúde ele vai também parar de beber.

UM POUCO DE HISTÓRIA



Retórica
A retórica desenvolveu-se nos círculos políticos e judiciais da Grécia antiga. Tornou-se sinônimo da arte de bem falar pois visava persuadir uma audiência dos mais diversos assuntos.
A retórica foi uma das três artes liberais ensinadasnas universidades da Idade Média, constituindo o "trivium", junto com a lógica e a gramática. Até ao século XIX foi uma parte central da educação ocidental, preenchendo a necessidade de treinar oradores e escritores para convencer audiências mediante argumentos. A retórica é uma ciência (no sentido de um estudo estruturado) e uma arte (no sentido de uma prática assente numa experiência, com umatécnica).Logo a retórica, enquanto método de persuasão, pode se manifestar por todo e qualquer meio de comunicação. Ela é o instrumento democrático do diálogo.

Retórica Clássica:
A retórica clássica tinha uma natureza que tratava de métodos e regras que visavam á descoberta, à invenção ou a resolução de problemas. Existem dua retóricas mais evidente:
1-Retórica clássica, Górgias( sofista):...
tracking img