Uso do crack-uma epidemia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1127 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]





















































































PINTO, Paulo Fernando. Crack-Epidemia Nacional.2012. Número total de folhas. Trabalho do Primeiro Semestre de Serviço Social, Universidade Norte do Paraná, Jaú, 2012.




RESUMO

INÚMERAS SÃO AS NOTÍCIAS QUEDEMONSTRAM QUE O CRACK SE TORNOU UM PROBLEMA NACIONAL, SENDO SEUS USUÁRIOS DE TODAS AS CLASSES SOCIAIS, NÍVEIS ESCOLARES E QUE ACABAM FICANDO NA VIDA COMO ZUMBIS, SUJOS E A MARGEM DA SOCIEDADE, ISTO EM CIDADES PEQUENAS OU GRANDES, TENDO COMO MAIOR REFERÊNCIA A CRACOLÂNDIA NA CIDADE DE SÃO PAULO- UM TERRITÓRIO- ABANDONADO PELO PODER PÚBLICO DURANTE ANOS E OCUPADO POR PESSOAS QUE AOS POUCOS ESTÃO SEDESTRUINDO, MAS ISTO TAMBÉM É POSSÍVEL PERCEBER EM CIDADE MENORES, POIS NESTE CASO TEMOS INDIVÍDUOS INTERESSADOS EM GANHAR DINHEIRO(TRAFICANTE) E PESSOAS MUITAS VEZES FRAGILIZADAS PELAS SITUAÇÕES DE VIDA, QUE ACABAM SE ENTREGANDO AO USO DO ENTORPECENTE NA TENTATIVA DE MELHORAR DE VIDA, QUANDO NA VERDADE ESTARÃO ARRUINANDO-A AINDA MAIS.























sUMÁRIOINTRODUÇÃO............................................................................................................3

DESENVOLVIMENTO 4


CONCLUSÃO...........................................................................................................5

REFERÊNCIAS............................................................................................................6
INTRODUÇÃOVivemos num país de dimensões continentais, tendo inúmeros contrastes, ou seja, seca em certas partes e enchentes em outras, uma distribuição de renda desigual, apesar de nos últimos anos ter melhorado um pouco por conta de trabalhos sociais, repercutindo atualmente notícias divergentes, de um lado um país que cresce economicamente, sendo já a sexta economia mundial, será sede de uma copa domundo e das olimpíadas, de outro o abandono da população por parte do poder público, que não investindo o que deveria em educação, retira das pessoas a oportunidade de buscar uma felicidade sadia, assim vemos inúmeros casos de tragédias sócias, ou seja, cadeias cada vez mais cheias e o governo gastando milhões na construção de presídios e inclusive espalhando isto por todo o Estado como é o casode São Paulo, ou seja, não formamos direitos e depois corremos atrás para tentar consertar o que deixamos crescer de maneira errada, ou seja, não faço os trabalhos corretos para extirpar um mal pequeno, que demandaria um pequeno esforço e depois empreendo enorme desgaste para arrancar este mal que já desenvolveu raízes fortes e grande tamanho, nisto se encaixa o uso indiscriminado de drogas emnossa sociedade, seja lícita ou ilícita e neste particular merece destaque o uso de crack(subproduto da cocaína, que parece um bala amarelada) que tem assolado comunidades inteiras, seja nas grandes cidades ou nas pequenas comunidades, tornando seus usuários em zumbis.
Quero chamar a atenção de todos para que cada vez mais quando assistimos o noticiário nacional ou local é cada vezcomum reportagens sobre apreensão de crack, o que denota a necessidade urgente de ser feito algo logo e não esperar que interesses eleitorais ou imobiliários resolva mobilizar Policiais Militares para retirar usuários de um determinado local, sem se preocupar para onde os mesmos irão ou o que será feito dos mesmos.
No Brasil estima-se aproximadamente 1,26 milhões de usuários(dependentes)um número expressivo de pessoas que estão marginalizadas e cada vez mais comprometida, pois o usuário será capaz de fazer qualquer coisa para conseguir a droga, pois ficará na “fissura” que é uma vontade incontrolável de sentir os efeitos da droga.





DESENVOLVIMENTO

Percebemos a realidade existente, bem como seus malefícios, contudo ações desordenadas tem causado...
tracking img