Tucker - um homem e seu sonho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 1 (250 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TUCKER - UM HOMEM E SEU SONHO, Francis Ford Coppola, 1988

Nos Estados Unidos do início dos anos 50, Preston Tucker inventa um protótipo revolucionário deautomóvel. Ele constrói apenas setenta exemplares, impedido em seguida no seu ímpeto pelas grandes companhias americanas (Ford, General Motors, etc.) que conjugarão suaspotências a fim de arruinar moralmente e financeiramente o império nascente do genial capitão da indústria.

Este filme é assinado por um nome prestigioso, uma dasglórias do cinema mundial. O que terá acontecido a Francis Ford Coppola? Não há sequer um filme. Formas e cores destituídas de qualquer realidade se agitam sobre a tela.Nenhum senso de espaço, nem a menor noção temporal perceptível, personagens inexistentes, vagas figuras estereotipadas, negligenciadas em detrimento de umavirtuosidade cinematográfica sem a menor necessidade. Não há trégua nos movimentos de câmera que rapidamente produzem uma agitação vã, vazia e exasperante. Buscamos uminstante de verdade humana, uma parcela de emoção, um sentimento verdadeiro nessa efervescência idiota e perfeitamente estéril que o filme impõe ininterruptamente. Porqual propósito secreto Coppola recopia sem descanso os grandes modelos hollywoodianos com os métodos e a técnica do cinema publicitário mais retórico? Como um homemtão fino e lúcido pode a tal ponto se desviar e utilizar da maneira mais aberrante os métodos que pretendia denunciar? Como pode admitir essa glorificação da livreempresa enquanto sua crítica e o olhar moral lançado sobre os seus danos são precisamente - ou deveriam ser - o fundamento e a única necessidade deste filme?
tracking img