Trabalho rh unopar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2003 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO. 3
2 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO 4
2.1 A IMPORTâNCIA DAS TEORIAS PARA AS ORGANIZAÇÕES 4
2.1.1 Teorias Mais Recentes 4
3 RELACIONAMENTO INTERPESSOAL 6
3.1 A IMPORTâNCIA DA COMUNICAÇÃO NO AMBIENTEORGANIZACIONAL 6
3.1.1 As Relações no Ambiente Organizacional e Trabalho em Equipe 6
3.1.1.1 Importância do relacionamento interpessoal 6
4 TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO HUMANO 7
4.1 CARACTERÍSTICAS DA GESTÃO DA INOVAÇÃO 7
4.1.1 A Importância Para Praticas da Inovação 7
4.1.1.1 Relação da tecnologia e o desenvolvimento da gestão da inovação 7
5 ANÁLISE ECONÔMICA E SOCIAL 8
5.1 MACRO EMICROECONOMIA 8
5.1.1 Redução da Inflação e Justa Distribuição de Renda 8
6 CONCLUSÃO 10
REFERÊNCIAS 11
INTRODUÇÃO.

Ao que se refere Gestão de Pessoas e Organizações, constitui um estudo que se volta ao aprofundamento e a utilização das mais variadas práticas organizacionais, com o objetivo de se alcançar o sucesso.




TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO


1 A IMPORTâNCIA DASTEORIAS PARA AS ORGANIZAÇÕES

Atualmente é fundamental para a organização ter uma boa administração em modo geral, onde o líder deve ter visão, conhecimento de mercado, para que seja possível elaborar um planejamento organizado, controlando, liderando e empreendendo, para que dessa forma construa boas estruturas, e então poder tornar a organização, uma organização de sucesso. Também éimportante, pois as teorias influenciam a forma como nos enxergamos os indivíduos, as organizações e o meio em que elas estão inseridas.

1 Teorias Mais Recentes

A palavra contingencial significa algo incerto ou eventual, que pode ou não acontecer. A abordagem contingencial ressalta que não se alcança a eficácia organizacional seguindo um único e exclusivo modelo de organização,ou seja, não existe uma forma única e melhor para organizar os objetivos variados das organizações dentro de um ambiente também variado. Os estudos recentes sobre as organizações complexas levaram a uma nova pesquisa teórica: a estrutura da organização e seu funcionamento são dependentes da sua interface com o ambiente externo. Diferentes ambientes requerem diferentes configurações estruturaispara obter a eficácia dos objetivos almejados. Por outro lado, diferentes tecnologias conduzem a diferentes desenhos organizacionais, bem como variações no ambiente ou na própria tecnologia.
É com a Teoria Contingencial que há o deslocamento da visualização de dentro pra fora da organização: a ênfase é colocada no ambiente e nas demandas ambientais sobre a dinâmica organizacional. Paraa abordagem contingencial são as características ambientais que condicionam as características organizacionais, assim, não há uma única melhor maneira (the best way) de se organizar. Tudo depende (it depends) das características ambientais com as quais se defrontam.
Em resumo, na Teoria da Contingência, tudo é relativo, não há nada de absoluto nas organizações ou na teoriaadministrativa. Tem como principais autores: Lawrence e Lorsch, Burns e Stalker, e Chandler.
A Teoria de Sistemas estuda de modo interdisciplinar, a organização abstrata de fenômenos, independente de sua formação e configuração presente. Investiga todos os princípios comuns a todas as entidades complexas, e modelos que podem ser utilizados para a sua descrição.

A Teoriade Sistemas, cujos primeiros enunciados datam de 1925, foi proposta em 1937 pelo biólogo Ludwig Von Bertalanffy, tendo alcançado o seu auge de divulgação na década de 50. (ALVAREZ, 1990).

Para as ciências Administrativas, o pensamento sistêmico é muito importante, pois as organizações envolvem vários aspectos:
• Transformações físicas necessárias à fabricação dos...
tracking img